Quarta, 05 De Dezembro De 2018

Anuncie Aqui!

D&Dezembro| Quem √© Drizzt Do’Urden?

Se você já pegou algum livro de D&D na vida e observou com a devida atenção, as chances são que você viu um Elfo Negro como a imagem arquetípica de um Ranger. Este é Drizzt. Mas quem diabo ele é de verdade?

Drizzt √© um personagem que faz parte do c√Ęnone de Forgotten Realms. Sua primeira apari√ß√£o foi em um dos romances do cl√°ssico cen√°rio, “A Estilha de Cristal” que faz parte da trilogia do Vale do Vento G√©lido¬†(que voc√™s podem conhecer como “Icewind Dale”) escrita por R.A. Salvatore, uma das mentes brilhantes por tr√°s da profundidade do cen√°rio atrav√©s da literatura.

Em A Estilha de Cristal e todo o resto da trilogia, Drizzt aparece como um personagem secundário: Um Drow que, diferentemente dos outros de sua espécie, escolheu viver na superfície e em paz. Ele é amigo de Bruenor Battlehammer (que vocês também devem conhecer de alguma figura do livro de vocês), o anão, e treina o protagonista da série: O Bárbaro Wulgar.

De longe, Drizzt √© o personagem mais interessante da s√©rie, tendo como companheira uma pantera negra chamada¬†Gwenyfar¬†e usando duas cimitarras. Drizzt, apesar de sofrer bastante preconceito por causa do resto de sua ra√ßa, constantemente ajuda os humanos a resolverem situa√ß√Ķes periclitantes. Sabemos tamb√©m que ele vem da cidade subterr√Ęnea de Mezonberranzan, uma cidatela drow que ele escapou anos antes.

1_g-7NcjhvVteOq7tsSevvsw

Mas quem realmente é ele?

Depois do sucesso da trilogia do Vale do Vento G√©lido e do personagem de Drizzt, ficou √≥bvio que o personagem seria muito melhor explorado no futuro. Dito e feito: R.A. Salvatore iniciou a Saga do Elfo Negro, que seria finalizada como uma trilogia: “P√°ria“, “Ex√≠lio” e “Ref√ļgio” (que podem ser adquiridos na loja da Jamb√ī Editora).

A partir de ent√£o, Drizzt se tornaria o personagem principal de muitas das noveliza√ß√Ķes de Dungeons & Dragons escritas pelo R.A. Salvatore ao longo da Costa da Espada.

R.A. Salvatore ficou famoso por seu estilo r√°pido e descritivo de escrita durante as lutas, fazendo com que cada personagem se tornasse √ļnico em sua forma de agir e se comportar n√£o somente durante os momentos de calmaria, como tamb√©m dentro de combate.

O que Drizzt Do’Urden tem a nos ensinar?

Apesar de achar “A estilha de Cristal” um livro relativamente gen√©rico, √© dentro dele que podemos encontrar a li√ß√£o que Drizzt tem a nos dizer como leitores: Durante o treinamento de Wulfar a pedido de Bruenor, o an√£o; Drizzt se viu na dif√≠cil tarefa de explicar porqu√™ ele continuava a ajudar a vila de Tr√™s-Burgos enquanto tudo que ela fazia era desprez√°-lo e desconfiar dele.

Com isto, no meio da noite, Drizzt o leva para espionar em um pequeno casebre, onde ambos tiveram vis√Ķes extremamente acalentadoras do comportamento humano: Wulfgar, assim como o resto dos Drow, foram levados a acreditar que qualquer um alheio a suas tribos e costumes eram ruins ou de alguma forma n√£o mereciam viver. Mas quanto mais perto n√≥s olhamos, quanto mais individual tornamos nossa an√°lise, vemos que n√£o √© poss√≠vel acreditar nisso.

Drizzt tamb√©m √© ele pr√≥prio um exemplo disso, pois sendo um Drow, al√©m das in√ļmeras penalidades de caminhar na luz do dia (pois o corpo dos elfos negros foram acostumados √† viver os escuros ambientes do subterr√Ęneo) ele tamb√©m sofre numa base frequente as desconfian√ßas do povo da superf√≠cie, e apesar de n√£o apreciar as eventuais pedradas que leva, ele compreende que √© o pre√ßo que deve pagar por ser um p√°ria de Menzoberranzan.

5969b18227c0344b1a3d83609489c74d.jpg

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: