Quinta, 24 De Janeiro De 2019

Anuncie Aqui!

Janeiro Literário | Lista: 5 Livros Para Ler em Um Dia

          Muitas pessoas gostariam de ler com maior frequência, mas não encontram tempo em sua rotina para cultivar o hábito. Acabam lendo apenas nos fins de semana e, pelo espaçamento entre os dias, sentem que a leitura não flui ou que há uma quebra de ritmo prejudicial. Com isso em mente, separei cinco livros que podem ser apreciados em apenas um dia.

           É importante ressaltar que cada pessoa tem seu próprio ritmo de leitura, logo, é relativo o que pode ser ou não lido nesse prazo. No entanto, a ideia é indicar livros que, diante de suas dimensões, não demandem muito tempo para que o leitor dê cabo. Para tanto, separei obras de diferentes gêneros, mas todos com prosa fluida e com no máximo 200 páginas, para ajudar você a desfrutar dessa atividade tão maravilhosa que é a leitura.

          1- O Vilarejo, de Raphael Montes (Suma das Letras)

          Para abrir a lista, temos um livro nacional, do escritor Raphael Montes. Trata-se de uma coletânea de contos que trazem como elemento comum o local onde se passam. Cada um dos contos tem o nome de um demônio que originou um dos sete pecados capitais, com a narrativa dando ênfase a esse pecado. Separadamente, essas histórias podem trazer à tona diferentes sentimentos, desde espanto, ojeriza ou medo. Juntos, cada uma delas funciona como um capítulo da história macabra de um lugar que merece ser varrido do mundo.

          Caso você se interesse em saber mais sobre esse livro, temos uma resenha completa aqui.

          [Total de páginas: 109]

          2- Carrie a Estranha, de Stephen King (Suma das Letras)

          Um clássico do autor americano, Carrie já ganhou três adaptações cinematográficas. Traz a história de uma adolescente que tem poderes telecinéticos, constantemente alvo de bullying por seus colegas de escola e rigidamente controlada por sua mãe (uma fanática religiosa). Após um evento especialmente traumático, Carrie não controla sua ira nem seus poderes e promove uma vingança sangrenta, da qual a cidadezinha de Chamberlain, no Maine, jamais poderá esquecer.

          O livro tem apenas 200 páginas e as descrições de King nos fazem ter especial apreço por Carrie e entender completamente suas motivações.

Carrie em suas diferentes encarnações cinematográficas

          3- Carmilla, de Joseph Sheridan Le Fanu (Via Leitura)

         A história é uma ficção gótica maravilhosa, porém bem simples. Narrada em primeira pessoa por uma jovem chamada Laura, que relembra os fatos e memórias do tempo em que passou na companhia da bela e misteriosa Carmilla. Esta última, que surgiu como uma hóspede inesperada, despertou sentimentos e pesadelos em sua anfitriã, assim como causou horrores em toda a vizinhança.

         Carmilla foi um dos contos responsáveis por dar aos vampiros o ar de lascívia e sedução que carregam até hoje, além de servir como inspiração para Bram Stoker em seu livro mais famoso, o Drácula.

            [Total de páginas: 108]

          4- A Revolução dos Bichos, de George Orwell (Companhia das Letras)    

        Um grande mérito das distopias é trazer elementos que as mantêm sempre atuais. A Revolução dos Bichos, de George Orwell, não é diferente. A obra é uma fábula que satiriza a ditadura Stalinista na União Soviética, trazendo uma crítica aos regimes totalitários de governo.

        A história narra os acontecimentos da Fazenda do Solar após o despertar de consciência pelos bichos que lá habitavam de suas condições duras de trabalho, embora fossem os humanos os maiores beneficiários de seus esforços. A partir daí, tomam o controle da fazenda e estabelecem uma nova ordem que, idealmente traria igualdade e respeito entre os bichos como pilar. No entanto, não tardam a aparecer as injustiças, ainda que os animais tenham dificuldade em perceber e crer que, apesar de todas as mudanças com a tomada da fazenda, as melhoras e a igualdade não vieram para todos, como resume a frase icônica: ❝Todos são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros❞

        Recomendo fortemente a leitura, pois trata-se de uma obra atemporal que apesar do teor político, funciona muito bem como uma história isolada desse contexto, podendo ser lida por qualquer pessoa, inclusive por crianças, e ter sua narrativa e mensagem entendidas satisfatoriamente.

          [Total de páginas: 152]

          5- Sejamos Todos Feministas, de Chimamanda Ngozi Adichie (Companhia das Letras)

          De todos na lista, este é o mais curto. Em 20 minutos de leitura você consegue terminá-lo. O texto é uma adaptação do discurso da autora em uma conferência no TED e, além da quantidade reduzida de páginas, a escrita também é crucial para a fluidez da leitura.

          Tratando de um tema bastante polêmico de forma simples, mas jamais rasa, a autora traz questões que nos fazem refletir acerca do feminismo, através de suas próprias experiências de vida.

          Ela nos fala desde seu primeiro contato com a palavra feminista e como as pessoas costumavam (e costumam) usá-la de forma pejorativa, esteriotipando-a como a mulher que é infeliz, ou que não gosta de homens, não se depila, etc., mas traz o contraponto do que realmente é o feminismo: a busca por direitos políticos e sociais igualitários, nos dando vários exemplos de situações e pensamentos comuns que enfatizam como o feminismo é necessário e como você não precisa ser uma mulher para defender suas ideias.

             [Total de páginas: 64]

Você pode assistir sua apresentação no TED no vídeo abaixo:

 

 

          

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: