Sexta, 22 De Fevereiro De 2019

LOJA QUINTA CAPA

Maria da Inglaterra em Quadrinhos

Essa é uma biografia da cantora piauiense Maria da Inglaterra. A história foi produzida a partir de uma entrevista publicada no Jornal Correio Corisco e complementada por relatos do sonoplasta Zé Dantas. Trata-se do primeiro trabalho da série “Minha Gente Querida” que pretende homenagear grandes personalidades piauienses. Leia mais aqui

A história inicia de forma inusitada, após observar uma intensa luz próximo à sua casa, Maria tem um sonho com duas pessoas que haviam morrido em um acidente de avião e que havia lhe ensinado algumas músicas.

Maria, mesmo não tendo experiência como cantora, resolveu aceitar o desafio e se inscreveu num concurso de música. A partir daí seguiu a sua trajetória de sucessos. O seu talento foi atingindo um número cada vez maior de pessoas até ser reconhecida nacionalmente ao se apresentar no programa Domingão do Faustão.

Em seguida, sua luta gira em torno de gravar seus CDs e DVDs. Pode-se ver as diversas dificuldades e o apoio que ela conseguiu receber. Essa é uma revista de 38 páginas em que são citados alguns fatos da vida da cantora de maneira muito breve, concentrando-se em como iniciou a sua carreira e a dificuldade em produzir o DVD.

A obra seria mais bem enquadrada como um livro ilustrado do que como uma história em quadrinhos, já que a narrativa, na maioria das páginas é descritiva. Apenas nas primeiras páginas aparecem os diálogos com balões.

Maria da Inglaterra é uma personalidade com inúmeras histórias para ser contadas, algumas delas são citadas muito rapidamente e se fossem o foco da obra ficaria bem mais interessante: como foi o seu início como artista, a perda do marido, as diversas mudanças de cidade … Além disso, seria interessante conhecer a personalidade dela, algo que a torna única entre os demais.

Jota A, provavelmente o cartunista mais premiado do Brasil em salões de humor aqui e no exterior, faz as ilustrações e usa de boas caricaturas para realçar o rosto dos personagens baseados na vida real, os demais que são fictícios não ganham o mesmo cuidado no seu traço. Em alguns momentos, passa a impressão de que os rostos são colados, devido a diferença de tratamento do rostos em comparação ao resto do corpo. Apesar dos desenhos não terem me agradado, o trabalho gráfico é excelente, a capa, as cores, o uso de texturas reais para as roupas, a escolha do papel, a diagramação; melhora e muito o aspecto físico da obra. Nesse aspecto, senti falta de ter uma página de extra com fotos de algumas das personalidades que aparecem na obra.

Maria da Inglaterra em Quadrinhos é um documento histórico de uma pessoa tão conhecida pela população piauiense e que merece ser imortalizada numa obra. Além disso, é importante utilizar uma história em quadrinhos para ajudar financeiramente uma pessoa que não pode mais usar do instrumento do seu trabalho (sua voz não pode cantar) e todo o valor arrecadado será doado à artista.

Os organizadores desse trabalho estão de parabéns pela iniciativa. A realidade dos artistas de sucessos traz diversos louros, porém a possibilidade de serem impossibilitados de fazer a sua arte, desperta o temor de como será o seu futuro. Comparecer e ajudar é uma atitude necessária seja de quem é artista, de quem consome a arte ou de quem acredita na nobreza da causa.

O quadrinho está à venda na Toccata Discos, localizado na rua Angélica, 920. Bairro de Fátima, Teresina – PI, 64049-532. Telefone: (86) 3233-5181.

  • 5/10
    Roteiro - 5/10
  • 4/10
    Desenhos - 4/10
  • 4/10
    Narrativa - 4/10
  • 8/10
    Acabamento da Edição - 8/10
5.3/10

Quem é Maciel Resende

Sou psicólogo por profissão e um nerd em tempo integral. Eu gosto de cinema, séries, filmes, livros mas a minha paixão são as histórias em quadrinho que estão presente em minha vida desde a infância. Atualmente cismei em querer escrever, opinando sobre essa minha paixão.

  

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: