Domingo, 23 De Dezembro De 2018

Anuncie Aqui!

Oscar 2018 | Por que a indicação de Logan foi tão importante

No in√≠cio desta semana, todos nos surpreendemos com a indica√ß√£o de Logan para o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado. E tal fato j√° pode ser considerado algo hist√≥rico dentro do g√™nero dos filmes de super-her√≥is. E o mais curioso √© que longa de despedida de Hugh Jackman na pele do Wolverine conseguiu essa proeza justamente por fugir de certos padr√Ķes de seus ‚Äúcolegas.‚ÄĚ
Um filme que possui um bom roteiro precisa apresentar uma boa história com diálogos curtos, objetivos e inteligentes. Algo que sabemos que não é abordado em filmes de super-heróis, que costumam ter monólogos sobre heroismo e apresentar certas falas que são clichês no momento de evitar em desastre ou um apocalipse. Mas não é o que aconteceu com Logan.
O d√©cimo filme da franquia X-Men possui momentos simples, mas de grande impacto: pedidos desesperados de ajuda, relacionamento conciso entre os mocinhos e vil√Ķes e cenas de intera√ß√£o entre dois velhos amigos. No caso, de Logan e o Professor Xavier.
O di√°logo claro, objetivo e eficiente √© uma das raz√Ķes que explicam por que Logan conseguiu a indica√ß√£o para Melhor Roteiro Adaptado. E mesmo que os roteiristas Scott Frank, Michael Green e James Mangold (diretor do filme) n√£o consigam ganhar a estatueta mais desejada de Hollywood, eles j√° fizeram hist√≥ria ao quebrar uma barreira para o g√™nero de fic√ß√£o: Logan ser tornou o primeiro filme de super-her√≥i, inspirado em quadrinhos, a receber uma indica√ß√£o ao Oscar por conta de sua hist√≥ria. N√£o √© pouca coisa.
Sim, Logan não é o primeiro filme de super-herói a receber uma indicação ao Oscar. Vários títulos já receberam essa honra, mas praticamente apenas no lado técnico por conta de seus efeitos especiais, fotografia e som, por exemplo.
Heath Ledger vencer o Oscar p√≥stumo por Batman: O Cavaleiro das Trevas, na √ļnica vez em que um ator que participou de um longa do g√™nero foi indicado para atua√ß√£o. E j√° existe um precedente com rela√ß√£o ao roteiro: a anima√ß√£o Os Incr√≠veis, da Pixar, recebeu uma indica√ß√£o por Melhor Roteiro Original,¬† em 2005.
Mas esse momento √© diferente. √Č a primeira vez que uma hist√≥ria de super-her√≥i adaptada dos quadrinhos chegou t√£o longe. Logan n√£o √© uma adapta√ß√£o de uma √ļnica HQ, mas deve seu cr√©dito a Mark Millar e Steve McNiven, que criaram a hist√≥ria do ‚ÄúVelho Logan‚ÄĚ, que inspirou boa parte do filme.
De qualquer forma, todos os personagem do filme surgiram nas p√°ginas dos quadrinhos da Marvel (com a exce√ß√£o de Laura/X-23, que surgiu nos desenhos dos X-Men antes de aparecer em HQ‚Äôs). E de certa forma, essa indica√ß√£o √© uma esp√©cie de legitimiza√ß√£o desse tipo de publica√ß√£o. √Č uma prova de que as p√°ginas dos quadrinhos s√£o muito valiosas, se forem aproveitadas da forma ideal.
Também vale ressaltar que Logan é um produto da Marvel, mas que não foi  feito pela Marvel Studios (de propriedade da Disney), mas sim pela Fox, que tinha em mãos os direitos dos X-Men antes da Disney comprá-la.
Quando a Marvel Studios lan√ßou o poderoso Universo Cinematogr√°fico da Marvel (UCM), a Fox teve muitas dificuldades para enfrentar de igual pra igual esse novo e inesperado rival. Mas podemos dizer que isso mudou um pouco nos √ļltimos anos, ap√≥s o est√ļdio optar por aproxima√ß√Ķes diferentes em seus filmes de super-her√≥is. Deadpool, a s√©rie de TV Legion e, claro, Logan, s√£o os maiores exemplos disso.
Com a recente compra citada acima, nem √© preciso dizer que existe uma grande chance dos X-Men serem absorvidos na f√≥rmula do UCM, cheia de brincadeiras e refer√™ncias √† cultura pop. Por mais que seja uma ideia espetacular e aguardada pelos f√£s, tamb√©m podemos lamentar. O motivo √© que os X-Men da Fox se distinguem um pouco por n√£o fazerem muito uso desses aspectos. O amargurado, brutal e angustiado Logan de seu mais recente filme n√£o se encaixaria muito bem em Guardi√Ķes da Gal√°xia, por exemplo.
E essa √© a imagem mais fresca que os f√£s tem em mente do her√≥i nos cinemas. Assim, muitos esperam que a Disney tenha em mente como que Logan √© um filme √ļnico e tente n√£o mudar muito essa vis√£o para o UCM, que √© claramente mais voltado para fam√≠lias, crian√ßas e adolescentes.
Por fim, Logan foi um verdadeiro pr√™mio para os f√£s que acompanham a franquia X-Men desde o primeiro filme. E por conta disso, sua indica√ß√£o tamb√©m pode modificar o g√™nero de super-her√≥is em outro aspecto: √© uma prova de que at√© mesmo um t√≠tulo que faz parte de um universo conectado pode e deve ter um roteiro escrito de forma mais madura e diferente, que fuja de certos padr√Ķes que conhecemos e que n√£o precise ser outra ‚Äúengrenagem‚ÄĚ que fa√ßa esse universo funcionar.
Logan decidiu arriscar bastante ao se aventurar em um territ√≥rio desconhecido para o g√™nero. Mas s√≥ por que os est√ļdios precisam lidar com um universo compartilhado n√£o significa que precisam fazer tudo da mesma forma com frequ√™ncia. √Č interessante deixar os roteiristas terem uma certa liberdade e arriscarem abordar certas coisas. Logan fez isso e foi recompensado com uma indica√ß√£o para o Oscar.
Adoramos o atual boom de filmes de super-heróis, mas se ele quiser sobreviver por vários anos, precisa realizar algumas mudanças e quebrar certos paradigmas. E Logan é uma prova de que isso é algo mais que possível.
Tradução: Augusto Ikeda
Texto Original: Vulture

Quem é PikachuSama

Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.

 

  

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: