Terça, 12 De Março De 2019

LOJA QUINTA CAPA

Resenha | Tex Edição de Ouro nº 98 (Editora Mythos)

Com uma narrativa ágil guiada pela arte visceral de José Ortiz, Tex Ouro nº 98 apresenta “uma caça ao tesouro” que põe o ranger em conflito com dois grupos no México.

O volume abre com Tex e Kit Carson chegando a Flagstaff, onde a dupla tem um encontro com Mac Parland, da agência Pinkerton. Durante o jantar, o investigador explica aos dois o motivo do chamado: após suposta morte de Link Walker, chefe de um bando especializado em assaltos, sua viúva Flora Kelly procura os bancos lesados pela quadrilha oferecendo o butim dos roubos de volta, em troca de 10% do valor, calculado em 300 mil dólares.

Parland explica aos rangers que o dinheiro está escondido em uma mina abandonada no México, cuja localização só os antigos parceiros de Walker saberiam. Estando ambos presos em Yuma, um arranjo feito pelos bancos junto ao governo permitiu a saída provisória de um deles, Tom Gilder, em troca de uma redução da pena. Gilder levaria o grupo até a mina, mas apenas Flora sabe a localização exata do dinheiro escondido em seu interior, e por isso exige partir junto para assegurar sua parte acertada.

A ideia do chefe da Pinkerton é que, diante dos acordos feitos pela recuperação do dinheiro, a dupla infernal traga o dinheiro em segurança de volta aos Estados Unidos. No entanto, ninguém desconfia dos perigos que se prenunciam: ex-integrante do bando de Walker e parceiro de cela de Tom, Ray Clagg, fica a par do arranjo feito por ele para resgatar o dinheiro e conta para seu carcereiro, Malden, que facilita sua fuga em troca de uma parte do valor.

Cientes que não seriam páreo para Tex e Carson, Ray e Malden partem em busca da ajuda de Horacio Fuentes, famoso bandoleiro mexicano. Fuentes topa a parceria, mas um membro do seu grupo, Carlos Riguera, se opõe ao plano. Castigado pela ousadia de enfrentar seu chefe, Riguera é expulso a chicotadas. E decide se vingar procurando um grupo de milicianos comandados pelo coronel Uriaga.

O coronel é mais um a tomar conhecimento então do dinheiro escondido e da presença de Tex em solo mexicano para recuperá-lo. Firmando aliança com o patife do Carlos, Uriaga coloca seus milicianos no encalço do ranger, pondo Fuentes na mira por tabela.

Assim, o roteiro de Claudio Nizzi apresenta os jogadores e os posiciona como peças de um intricado tabuleiro de xadrez, onde cada movimento gera repercussões inesperadas para os envolvidos.

A trama se desenrola num ritmo frenético, alternando os personagens em cena, que aos poucos descobrem a participação uns dos outros e passam a traçar planos de modo não só a evitá-los como também se antecipar aos seus passos.

O leitor fica preso ao enredo de tirar o fôlego, enriquecido pelo traço vivo e carregado de nanquim de José Ortiz. O espanhol, com seu desenho marcante e cheio de personalidade, destaca em especial Flora, uma personagem feminina ousada, que não se dobra diante das adversidades e desafia mesmo alguns dos vilões sem pensar duas vezes.

Uriaga é um militar marcado pela cobiça, levando sua caçada às últimas consequências, colocando Tex, um estrangeiro pilhado numa ação clandestina, em maus lençóis tanto quanto Fuentes, um bandido marcado, que mesmo assim não cede na busca pela fortuna. A maneira como o dinheiro vai passando de mão em mão, num cenário inóspito de fronteira, revela muitas surpresas ao leitor, que devora ávido as 220 páginas.

 

O volume é apresentado no tradicional formatinho, com um papel jornal que por vezes arrebenta frente ao excesso de chiaroscuro de Ortiz, transbordando pelas margens. Traz uma nota introdutória e encerra com uma análise da trama bem interessante, onde discute diferentes papéis femininos e suas representações nas histórias de Tex ao longo dos anos.

Nosso herói muitas vezes se vê numa enrascada e chega mesmo a ser pego durante o curso da ação, como a própria capa entrega. Mas como consegue escapar? Que fim o dinheiro tem, com quem fica? São esses os mistérios que a leitura encerra.

FICHA TÉCNICA:

  • Capa cartão, com 228 páginas;
  • Editora Mythos;
  • Lançamento em setembro de 2018;
  • Preço de capa: R$ 24,90.
  • 10/10
    Roteiro - 10/10
  • 10/10
    Desenho - 10/10
  • 10/10
    Narrativa - 10/10
  • 8.6/10
    Nota Da Edição - 8.6/10
9.7/10
Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: