Terça, 12 De Fevereiro De 2019

LOJA QUINTA CAPA

Resenha | Tex nº 590 (editora Mythos)

A edição Tex nº 590, publicada pela editora Mythos, oferece uma raridade ao trazer uma história fechada do personagem. Seus leitores já estão habituados com tramas que se desenrolam ao longo de duas ou mais edições, verdadeira marca da série. A narrativa mais enxuta, no entanto, é bem elaborada e interessante.

A história, que traz o título As Escravas do México, começa com um comboio armado ao sul do rio Bravo a caminho do Estados Unidos.  Ao serem abordados por uma tropa de policiais mexicanos, descobrimos que entre as mercadorias nas carroças há um grupo de mulheres sequestradas. Os bandidos tentam subornar os “rurales”, mas acabam sumariamente exterminados.

É quando descobrimos que os policiais, na verdade, não passavam de um grupo criminoso rival que planejara roubar a carga, e acaba levando as mulheres junto. Corta para o dia seguinte ao assalto, e descobrimos que uma delas, chamada Anita, conseguiu fugir, encontrando por acaso Tex e seu parceiro Kit Carson. A dupla rondava território mexicano em busca de Reynaldo Saldivar, um patife com extensa ficha criminosa.

Ao saberem que o dono original da carga roubada era Saldivar, e atendendo a um pedido de Anita, os rangers mudam os planos e partem em busca da quadrilha. A caçada aos ladrões se desenrola à medida que mais detalhes do caso são revelados, num enredo instigante que oferece os elementos clássicos de uma boa história do personagem. Algumas reviravoltas ainda aguardam o leitor, que descobre junto à dupla de heróis que certas aparências enganam.

 

O roteiro de Pasquale Ruju é competente e entrega uma narrativa redondinha em 112 páginas. Mas o destaque fica mesmo para a arte belíssima de Guiseppe Prisco: verdadeiro deslumbre aos olhos, um preto & branco com linhas delicadas de nanquim, realçando a riqueza de detalhes dos cenários, bem como o dinamismo das cenas de ação.

A revista vem com no famigerado “formatinho”, celebrado em nosso mercado quadrinhístico por décadas, o que rende um ar vintage para publicação e realçado pelo papel jornal de baixa gramatura, sem o qual um gibi de Tex ficaria irreconhecível. Tudo embalado por módicos R$ 9,90.

Enfim, uma narrativa com todos os elementos clássicos do personagem, numa edição fechada que funciona como excelente porta de entrada para quem pretende conhecê-lo.

FICHA TÉCNICA:

  • Capa cartão, com 112 páginas;
  • Editora Mythos;
  • Lançamento em dezembro de 2018;
  • Preço de capa: R$ 9,90.
  • 10/10
    Roteiro - 10/10
  • 10/10
    Desenho - 10/10
  • 9.9/10
    Narrativa - 9.9/10
  • 9.6/10
    Nota Da Edição - 9.6/10
9.9/10
Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: