Terça, 12 De Março De 2019

LOJA QUINTA CAPA

Resenha | Tex Platinum Nº 18 (Editora Mythos)

Volume que marca o último trabalho de Guglielmo Letteri, Tex Platinum nº 18 reapresenta O Veneno do Cobra, publicada anteriormente no formato de minissérie pela editora Mythos.

Com roteiro de Claudio Nizzi, feito a toque de caixa para Letteri, a trama foge das perseguições a cavalo ou cenas ambientadas na vastidão do Arizona, se voltando para encenação predominantemente urbana. A história abre com um comboio que transporta chineses a caminho de Vírginia City, sendo atacado na estrada por ladrões que buscam o ouro carregado pelos asiáticos.

De passagem pela região, Tex Willer e Kit Carson intervêm no ataque e afugentam os criminosos, tomando para si a proteção da comitiva. É quando a dupla de rangers fica a par do clima de terror e ameaça que paira sobre a comunidade oriental da área.

Uma seita secreta chinesa que se denomina Lótus Verde aterroriza seus compatriotas ao exigir valores à guisa de proteção de seus negócios, envenenando mortalmente todos os que se opõem às suas intimidações. É o caso do homem salvo por Tex, Ly Kuong. Após comprar uma mina de ouro a duras penas, Ly resiste em ceder às chantagens do Lótus Verde e quase paga tal afronta com a vida se não fosse a intervenção de Willer e Carson.

Interessados na situação, a dupla infernal decide investigar o caso e chegam em Virgínia City determinados a desmantelar as atividades da seita. Aos poucos conhecem melhor a rede criminosa e os envolvidos nas atividades espúrias, sempre contando com a ajuda de seu novo aliado chinês.

O misterioso Cobra, líder mascarado que inspira temor e obediência dos integrantes da seita, começa a coordenar dos bastidores ações que possam anular os passos dos rangers, em vista da ameaça iminente que ambos representam para suas atividades. Mas o jogo de gato e rato se desdobra em inesperadas reviravoltas para todos os envolvidos, fazendo com que o leitor devore a história num fôlego só.

Casos ligados à comunidade oriental da Costa Leste não é uma novidade no universo de Tex, que muitas vezes se envolveu com grupos que sabidamente mantinham seus segredos longe dos brancos. Prova disso é o arco “O Bairro Chinês”, publicado recentemente em Tex Edição Histórica nº 87, também desenhada por Letteri. O artista italiano, por sinal, já contava com idade avançada quando assumiu O Veneno do Cobra, vindo a falecer faltando poucas páginas para encerrar o volume.

Quem aprecia os desenhos, entretanto, não desconfia dessa circunstância, haja vista o trabalho minucioso e rico em detalhes do mestre. O texto de Nizzi se ocupa mais da investigação em si do que das cenas de ação, o que permite uma grande variação de ambientes.

A edição vem no tradicional formatinho, com papel jornal de boa gramatura e capa cartão. Textos introdutórios e um posfácio discorrem sobre o enredo, a carreira de Letteri e as demais aventuras de Tex com a mesma ambientação.

Quadrinho recomendado para quem deseja conhecer melhor tramas urbanas do ícone bonelliano, traz uma história fechada que mantém o bom nível da série.

FICHA TÉCNICA:

  • Capa cartão, com 328 páginas;
  • Editora Mythos;
  • Lançamento em dezembro de 2018;
  • Preço de capa: R$ 29,90.
  • 9.7/10
    Roteiro - 9.7/10
  • 9.6/10
    Desenho - 9.6/10
  • 10/10
    Narrativa - 10/10
  • 9.2/10
    Nota Da Edição - 9.2/10
9.6/10
Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: