Sábado, 23 De Fevereiro De 2019

LOJA QUINTA CAPA

Resenha | Titans (Original Netflix) – Primeira Temporada

Titans, é a primeira série original da DC Universe. Finalmente está disponível no Brasil pela Netflix, mesmo acabando no final de Dezembro nos Estados Unidos, a série ainda tem muita carta na manga e uma legião de novos fãs a conquistar.

Sinopse oficial: Titans acompanha jovens heróis de todo o Universo DC assim que atingem a maioridade em uma abordagem mais enérgica sobre a clássica franquia dos Jovens Titãs. Dick Grayson e Rachel Roth, uma jovem especial possuída por uma estranha escuridão, se envolvem em uma conspiração que pode trazer o inferno à Terra. Juntando-se a eles estão a temperamental Estelar e o adorável Mutano. Juntos, eles se tornam uma família e uma equipe de heróis.

 

 

Esta crítica é baseada apenas nos quatro primeiros episódios, então não se preocupe com os spoilers.

Titans é interessante, intenso, é uma carta de amor à estranheza das histórias em quadrinhos salpicadas de sangue. Eu me diverti muito assistindo, mas a DC tem muito trabalho nas mãos para a segunda temporada, tanto para melhorar o enredo, quanto conectar os telespectadores na série.

Esta primeira temporada gastou muitos neurônios producionais para estabelecer até onde os Titãs conseguiriam ir. Introduziu uma dupla de pássaros (Columba e Rapina), uma Alien (Estelar), um cara verde que se transforma em qualquer animal (Mutano), uma menina que pode destruir o universo (Ravena) e o Robin. Foram introduções simples e rápidas, mas que poderiam ser um pouco mais elaborados.

Enquanto a série é sobre os Titans como um grupo, esta temporada realmente pertence a Ravena e Robin. Ravena está com 14 anos ainda descobrindo que poder bizarro e trevosos possui. Já o Robin – Dick Grayson – enquanto isso, foi treinado pelo homem mais poderoso da DC, além de um elevado condicionamento mental e até mesmo a tolerância para resistir a dor e drogas. Mas os dois, apesar de serem diferentes, estão bem próximos um do outro. Os dois são consumidos pelo ódio e meio que eles acabam tudo na base da violência gratuita para suprimir isso.

 

(Reprodução/DC/Netflix)

 

A série mostra jovens heróis e vigilantes e o que essa vida pode fazer com eles. É uma série sobre os Titans da DC (basicamente heróis adolescentes em suas versões em quadrinhos e animação), mas a maioria dos personagens da série são adultos, o que eles fizeram quando eram adolescentes e como isso os transformaram.

Para Robin, a busca obstinada de justiça do Batman a todo custo deu a ele uma abordagem para combater crimes que poderia funcionar contra o Coringa ou um assalto aleatório. O cara é pura violência, foi criticado por causa disso, mas acredito que o tema pode ser mais abordado na segunda temporada. Seria importante mesmo sabermos que ódio é esse que ele emana quando combate o crime.

Apesar de parecer um psicótico, o Robin tem espaço para se tornar um bom líder, seu próprio jeito de combater o crime e ainda ser o irmão mais velho de Rachel à medida que ela desenvolve seus poderes. Eu gostei do Bruce Wayne/Batman não tomar os holofotes, ele aparece apenas nas sombras, em nuances, mas nunca é mostrado seu rosto, pois esta série é sobre o Robin.

A série tem alguns dos melhores trajes da DC TV (Robin, Rapina e Columba). A Estelar foi a única que não ficou interessante neste quesito ao deixarem ela com roupas e acessórios mais mundanos se podemos dizer assim. Rachel / Ravena é uma menina deprimida de 14 anos e se veste como uma adolescente deprimida, além dos cabelos tingidos.

O problema, no entanto, é que a série não desenvolve bem seus personagens. Há muita coisa acontecendo, gente indo e vindo de uma cidade para outra. Estelar entra arrasando na série, mas aprendemos muito pouco sobre quem ela é. Mutano também está na mesma vibe, mas gostei do ator e dos efeitos especiais. Além disso, ele será a ligação com a série Patrulha do Destino se você ainda não sabe.

Até onde assisti, a primeira temporada está sendo baseada na HQ de 1980: THE NEW TEEN TITANS: THE TERROR OF TRIGON, escrito por Marv Wolfman e desenhado pela lenda vida George Pérez. Se eu estiver enganado deixe essa informação nos comentários.

 

(DC/Netflix)

 

Veredito

Espero que os escritores possam se concentrar mais em nos ajudar a ter empatia pelos seus personagens e que a série tenha um pouco menos medo de nos mostrar seus super-heróis. Por enquanto, vale muito a pena e tem tudo para conquistar mais fãs na segunda temporada. Saiu diversas coisas enquanto a série passava nos Estados Unidos, principalmente novos personagens, mas por enquanto fiquem com essa pequena abordagem sobre o recomeço do DC na TV.

Titans está disponível na Netflix.

 

Produtor: Robert Ortiz

Produtores executivo:

Akiva Goldsman

Geoff Johns

Greg Berlanti

Sarah Schechter

Greg Walker

John Fawcett

Editores

Tirsa Hackshaw

Brian Wessel

Elenco Principal:

Brenton Thwaites (Robin)

Anna Diop (Estelar)

Teagan Croft (Ravena)

Ryan Potter (Mutano)

Quem é PikachuSama

Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.

 

  

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: