Sexta, 01 De Fevereiro De 2019

LOJA QUINTA CAPA

Resident Evil 2: Um novo velho capítulo do horror de sobrevivência

Resident Evil 2 - Remake

Em 1998 a Capcom lançava um dos seus grandes sucessos do gênero de horror de sobrevivência: Resident Evil 2.

Com novos personagens, que estariam presentes em boa parte da franquia, conexões com o primeiro jogo e um enredo que criou uma legião de fãs, o segundo jogo explorou mais sobre a sombria Umbrella Corporation.
Depois que um fã começou a trabalhar em um remake de RE2 e a internet ficar de queixo caído, a responsável pelo game original decidiu colocar a mão na massa e criar um produto final que faria jus ao nome Resident Evil.
Agora, 20 anos depois, a Capcom entrega o remake desse importante capítulo da franquia, melhorando aquilo que já foi muito bom e conquistando novos admiradores.

A arte nos detalhes em Raccon City

Encontrar novamente os ambientes do jogo original é algo incrível. A nostalgia passando pelas salas é muito forte, mas agora vemos tudo por ângulos diferentes, com mais detalhes, transformando o cenário em parte importante do jogo.
Mesmo não falando diretamente com os jogadores, os ambientes contam pequenas histórias sobre as pessoas que estavam naqueles locais quando o caos teve início. Alguns detalhes nos cenários são dicas para resolver quebra-cabeças no game. A aparência de personagens e inimigos não ficou de fora, recebendo um tratamento impressionante. Zumbis com o estilo do jogo original, mas com detalhes modernos. Protagonistas com roupas novas ou as clássicas. Lickes e tiranos com muito mais detalhes.
Todo o carinho e qualidades apresentadas no remake são demonstrados também no trabalho de áudio. Sons ambientes, passos em diferentes superfícies, efeitos sonoros novos ou originais. Os dubladores conseguiram transmitir bem o sentimento em diferentes acontecimentos do jogo e a voz casou bem com cada um dos personagens.

O moderno lhe caiu bem

A jogabilidade diferente que Resident Evil 4 trouxe para a franquia dividiu opiniões. Mas foi essa mudança que conquistou mais fãs e ampliou as possibilidades para os novos tempos. Isso ocorreu novamente com Resident Evil 7 e seu novo motor RE Engine. Usando esse novo motor e a base da jogabilidade mostrada em RE4, a Capcom criou um remake que apresenta uma gameplay sólida, moderna e novamente com potencial de trazer mais admiradores para a série.
Ao contrário do remaster do primeiro RE, este remake mostra como um trabalho de qualidade derruba qualquer desconfiança na mudança drástica na gameplay estilo tanque para a atual câmera sobre o ombro.
Os protagonistas estão com uma agilidade maior do que no jogo original e podem explorar a mecânica de tiro de diferentes modos. Vemos referências à série Resident e também a outros grandes jogos do gênero de horror de sobrevivência, como Dead Space.
Mas para equilibrar as coisas, nossos inimigos também receberam melhorias para tentar nos devorar todo o tempo. Simples zumbis, lickers, Mister X, chefes e outras unidades estão com movimentos alinhados ao novo gameplay que RE 2 recebeu. O combate contra chefes também sofreu melhorias e encontrou seu espaço no modelo de jogo usado no remake.
Outra marca da série permaneceu presente e nos momentos certos: quebra-cabeças. A quantidade para resolvermos no jogo é boa e o intervalo entre elas também. Alguns novos elementos foram adicionados e não incomodaram durante a gameplay.
A dificuldade normal do jogo é bem agradável, não foi fácil e também não foi nada impossível ou que me fizesse desanimar. Para os jogadores mais hardcore o recomendado é iniciar a jornada na dificuldade mais alta mesmo.

No fim das contas, Resident Evil 2 Remake é uma demonstração da Capcom de que é possível atualizar jogos icônicos para formatos mais modernos, sem que a experiência do jogador fique prejudicada de alguma forma. O enredo, personagens, ambientes e trilha sonora estão lá, em um conjunto perfeito com uma jogabilidade mais atual e novo motor gráfico. Para os mais puristas, o jogo original ainda está disponível para matar a saudade, mas esse é um ótimo capítulo no universo dos remakes.
O melhor de tudo é saber que a Capcom já está estudando a possibilidade do RE3 receber o mesmo tratamento, graças ao sucesso incrível que RE2 está fazendo.

E então? Encontramos o primeiro candidato ao jogo do ano de 2019?
Siga nossos canais e fique por dentro de mais novidades!

Twitch – https://www.twitch.tv/mozetas

Instagram – https://www.instagram.com/mozetas/

Twitter – https://twitter.com/CafofoDoMozetas

Facebook – https://www.facebook.com/cafofodomozetas

 

Texto por Eric Mozetic (Mozetas)

  • 9/10
    Gráficos - 9/10
  • 10/10
    Som - 10/10
  • 8/10
    História - 8/10
  • 8/10
    Jogabilidade - 8/10
8.8/10

Resumo

Resident Evil 2 é um jogo de survival horror desenvolvido e publicado pela Capcom, lançado em 25 de janeiro de 2019. Essa versão é um remake do jogo originalmente lançado em 1998. O jogo está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC.

Quem é timEU

Um indivíduo entre outros 7 bilhões que compõe uma única espécie entre outras 3 milhões de espécies já classificadas que vive num planetinha que gira em torno de uma estrelinha que é uma entre outras 100 bilhões de estrelas em uma galáxia entre outras 200 bilhões de galáxias num dos universos possíveis e que vai desaparecer.

  

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: