Terça, 30 De Outubro De 2018

Anuncie Aqui!

Richard Ashcroft E Sua Charmosa Rebeldia

Sem muito alarde, chegou às lojas e plataformas digitais o mais novo lançamento de Richard Ashcroft, intitulado Natural Rebel. O disco foi uma grata surpresa para seus fãs e admiradores, uma vez que seu trabalho anterior saiu há apenas dois anos.

A bolacha vem recheada daquilo que Ashcroft sabe fazer melhor: baladas finas, letras reflexivas com refrĂŁos irresistĂ­veis e melodias calcadas em arranjos de cordas que lhe dĂŁo uma classe caracterĂ­stica.

Logo na faixa de abertura, All My Dreams, Richard entrega com seu vozeirĂŁo versos matadores como “I need to touch your skin/To know I’m alive” numa batida guiada pelo violĂŁo. Já o single Surprised By The Joy, que abre com uma slide guitar dando ecos de um country rock, celebra as pequenas alegrias da vida.

E enquanto That’s How Strong é romântica até a medula, Born To Be Strangers aposta numa levada cheia de swing e malemolência que remete aos Rolling Stones na sua fase noventista para declarar que “some of us are born to be strangers/Alone in this world, we seek out danger”.

Ashcroft mantém assim o nível alto de sua carreira solo, iniciada em 2000 após marcar era com sua antiga banda, The Verve (revivida brevemente em 2008). Desde Alone With Everybody que o trovador inglês entrega verdadeiras gemas, canções do calibre de A Song For The Lovers, You On My Mind In My Sleep, Check The Meaning, Break The Night With Colour (conhecida no Brasil por integrar a trilha da novela Páginas da Vida) e They Don’t Own Me.

Uma força criativa que, se não alcançou as grandes plateias a exemplo do Coldplay (Chris Martin, por sinal, é grande fã de Ashcroft, que considera “o melhor cantor do mundo”), mantém um público cativo. Inclusive no Brasil, onde se espera que finalmente passe com sua nova turnê.

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: