Terça, 10 De Julho De 2018

Notícias sobre Filmes, Séries e Netflix

Tudo o que voc√™ precisa estar sabendo sobre lanternas verdes, por enquanto…

Após a saída de Geoff Johns do comando da DC Entertainment foi divulgado que Hal Jordan e John Stewart serão os protagonistas de Tropa dos Lanternas Verdes. A informação está no site oficial da Mad Ghost, produtora de Johns:

 - Reprodução
O aviso que todos os f√£s queriam saber

Recentemente¬†Sterling K. Brown, mais conhecido por seu trabalho na s√©rie¬†This is Us, afirmou que gostaria de interpretar¬†John Stewart. Ele esteve recentemente em¬†Pantera Negra, no papel de N’Jobu.

O roteirista David S. Goyer afirmou anteriormente que o longa continua em desenvolvimento na DC, mas não sabe quando os fãs terão novidades sobre o projeto. O filme tem estreia prevista para 19 de julho de 2020.

Para compreender a melhor import√Ęncia da Tropa no Universo DC, estamos aqui com mais um ESPECIAL. Com voc√™s, tudo que precisa saber sobre a Tropa dos Lanternas Verdes!

 

HIST√ďRIA DO UNIVERSO DC

Para falar da¬†Tropa dos Lanternas Verdes, precisamos primeiro falar do in√≠cio do Universo. H√° outras vers√Ķes com ligeiras diferen√ßas: a das Zamaronas, a dos Controladores, a dos Ca√ßadores C√≥smicos e a dos Monitores, mas isso, podemos deixar para outro texto.

H√° mais de 10 bilh√Ķes de anos atr√°s, apenas alguns bilh√Ķes de anos depois do¬†Big-Bang¬†original, existia¬†MALTUS. Com o passar de milh√Ķes de anos, a vida unicelular originou-se na atmosfera do planeta, indo desta para a terra e para a √°gua. Um grupo de seres unicelulares evoluiu para criaturas terrestres, aqu√°ticas e a√©reas numa biodiversidade. Outro grupo de seres unicelulares do ar agruparam-se em microcol√īnias com uma consci√™ncia grupal desenvolvida.

Esta consciência de sobrevivência em grupo era transmitida mentalmente a seus hospedeiros, os animais pruricelulares. Esta simbiose permitiu que, dentre os demais animais, um grupo de símios antropoides evoluísse para a forma humanoide, com cabelos brancos e pele azul-clara. Eram os maltusianos. Com o passar dos milênios, os maltusianos foram evoluindo verticalmente. Como a civilização humana, ele ficaram poderosos e arrogantes, subdividiu-se em várias raças, que passaram a lutar entre si. Para conter tal conflito de irmãos, os simbiontes unicelulares liberaram uma doença, que paralisava seus hospedeiros e era ativada pela atividade sexual. Daí, tornou-se uma pandemia e todo Maltus fora contaminado. Muitos morreram por inanição, inclusive seus simbiontes. A cura encontrada foi a adoção da reprodução em laboratório, com pesquisas centralizadas na cidade polar de Ap e a total separação entre os sexos, com as mulheres passando a habitar a região de Zamor e passando a ter um governo próprio. Com estas medidas, milhares de anos depois, a doença havia sido eliminada.

Como Maltus não mais comportava o crescimento e expansão da tecnologia e progresso, os maltusianos decidiram emigrar para outro planeta, homens e mulheres em naves separadas, e iniciaram então, o povoamento de Oa, um planeta árido, transformado pelos poderes mentais dos maltusianos; durante incontáveis eras, Oa não conheceria a guerra. Lá, a simbiose foi amplificada e os agora oanos evoluiriam ainda mais, aprofundando-se intensamente em todas as ciências, desenvolvendo poderes mentais imensos e tendo seu período de vida prolongado até alcançarem a imortalidade.

Oanos.
Oanos

Um pouco mais para frente, h√° 4 bilh√Ķes e 400 mil anos atr√°s, um dos renomados cientistas chamado¬†Krona, decidiu tentar descobrir a origem do universo, e iniciou experi√™ncias com sua m√°quina experimental, tentando abrir um portal para outra dimens√£o, uma dimens√£o at√© ent√£o desconhecida. Tais experi√™ncias foram proibidas pelo conselho cient√≠fico de Oa, mas ele prosseguiu. No processo da experi√™ncia, uma rajada c√≥smica muito intensa destruiu a m√°quina que servia como canal e mataria a todos os cientistas presentes, n√£o fossem eles imortais com capacidades mentais e telep√°ticas imensas, cujos poderes eram cultivados e ampliados desde o nascimento.

Uma versão mais moderna do Krona, mas acredite, ele é bem mais feio que esse aí rs

Tal explosão deu início à uma nova força motriz no universo, iniciando um processo de criação, na dimensão até então desconhecida, de um novo universo paralelo semelhante ao existente, porém feito de anti-matéria, tornando-se, assim, ameaçador e mortal para o universo normal, pois a anti-matéria elimina a matéria positiva, em contato com esta. Mas, não apenas isto. Tal explosão também desencadeou a formação de 51 outros universos paralelos de matéria positiva, todos idênticos entre si na formação original, mas podendo seguir caminhos diferentes daí para frente. Todos os astros e corpos celestes foram duplicados em cada um universo paralelo, e de forma negativa, no anti-universo. Apenas Oa não fora duplicado no multiverso, mas teve sua duplicata de anti-matéria o qual recebeu o nome de QWARD. Olha a merda que o Krona fez, meus amigos.

O conselho de ordem de Oa condenou Krona pelos seus atos proibidos, reduzindo-o a energia disforme, vagando pelo universo infinitamente. Enquanto isto, outro grupo de oanos, com seus poderes mentais avançados, decidiram criar um cristal energético singular, de coloração esverdeada, resultado da mistura da energia mental azulada com uma impureza amarelada necessária para dar forma a esta energia. Durante milênios a fio eles dirigiram suas ondas energéticas mentais para este cristal, fazendo-o crescer até se transformar numa grande torre. Mentalmente a rocha era esculpida na forma de um archote, ou lanterna antiga. As rebarbas eram esculpidas mentalmente na forma de pequenas lanternas.

Os oanos, num esfor√ßo para tentar deter o avan√ßo da for√ßa maligna liberada por Krona, a fim de proteger todo o universo de perigos e amea√ßas, reuniram toda a magia aleat√≥ria – eu adoro esta frase,¬†do universo num gigantesco globo energ√©tico denominado “Cora√ß√£o Estelar“, que, mil√™nios depois, criaria mente pr√≥pria. Lascado em alguns fragmentos durante as eras, um dos fragmentos escaparia e viajaria pelo v√°cuo espacial, at√© vir a cair na Terra h√° mais de um mil√™nio atr√°s.

O SURGIMENTO DOS GUARDI√ēES DO UNIVERSO E A FORMA√á√ÉO DA TROPA DOS LANTERNAS VERDES

Guardi√Ķes do Universo

Antes do surgimento dos¬†Guardi√Ķes do Universo¬†e da¬†Tropa dos Lanternas Verdes, existiam os¬†Ca√ßadores C√≥smicos, criados com a miss√£o de manter ordem e prevenir os desastres no Universo. Como eles eram androides, sua programa√ß√£o mudou o lema que era ‘Nenhum Mal‘… para¬†‘Ningu√©m escapa dos Ca√ßadores’… e deu uma grande merda c√≥smica. rs

DC Comics
Ca√ßadores C√≥smicos, esta √© a vers√£o ‘Liga da Justi√ßa Vs Ca√ßadores C√≥smicos’, mas a apar√™ncia deles n√£o mudou nadinha

Os oanos ent√£o decidiram substituir os Ca√ßadores C√≥smicos por seres vivos especialmente treinados. Como devotavam todo seu tempo eterno nisto, fisicamente 36 oanos iam mudando, passando a ter a cabe√ßa crescida e o corpo raqu√≠tico. A partir da√≠, passaram a ser conhecidos como¬†GUARDI√ēES DO UNIVERSO. Dentre eles, os mais conhecidos foram: 1)APPA ALI APSA, um dos mais antigos oanos e membro do Conselho de Ordem que investigava as pesquisas proibidas de Krona; 2)GANTHET, um dos √ļltimos oanos a nascerem em laborat√≥rio e √ļnico Guardi√£o original vivo at√© os dias de hoje e 3)HERUPA HANDO HU, o mais antigo dos Guardi√Ķes, sendo criado desde o nascimento em laborat√≥rio pelo pr√≥prio Krona e quem levaria a cabo, milh√Ķes de anos no futuro, a escolha de novos representantes para originarem uma nova ra√ßa de imortais no distante planeta Terra.

H√° 3 bilh√Ķes de anos atr√°s criaram a¬†TROPA DOS LANTERNAS VERDES. Ent√£o os Guardi√Ķes dividiram o¬†multiverso¬†conhecido em 3601 setores espaciais e designaram protetores treinados alien√≠genas para 3600, dando-lhes an√©is de poder. O primeiro Lanterna Verde a ser treinado foi¬†Rori Dag, do Planeta Rojira. Em especial, o setor 2814 √© o setor onde a Terra est√° inserida.

 

DC Comics
Olha a vers√£o original do Rori Dag

Assim, Guardi√Ķes do Universo recrutaram milhares de seres inteligentes por todo o cosmos para juntar-se √† sua for√ßa de pol√≠cia intergal√°ctica conhecida como a Tropa dos Lanternas Verdes. Possuindo a habilidade de superar o grande medo, os Lanternas Verdes patrulham seus respectivos setores espaciais com coragem, honra e dedica√ß√£o. Existem pelo menos umas sete vers√Ķes originais do lema do Lanterna Verde, ent√£o para ningu√©m ficar confuso, vai valer o lema que sair no cinema, ele vai aparecer no filme da Liga, pode confiar, amiguinho.

PODERES:¬†Acessando a luz esmeralda do espectro emocional, os Lanternas Verdes s√£o capazes de criar construtos na forma do que imaginarem. Os an√©is de poder tamb√©m capacitam o v√īo, os campos de for√ßa, a comunica√ß√£o e o acesso ao conhecimento quase infinito armazenado dentro do Livro de Oa.

PONTO FRACO: Os conscritos têm frequentemente a dificuldade usando seus anéis contra o amarelo, ou o medo, e até mesmo recrutas formados e soldados veteranos podem ser vulneráveis à luz dourada se derem lugar ao terror. Todos os Lanternas Verdes devem recarregar seus anéis em suas baterias energéticas individuais antes que a força de vontade contida nelas esteja esgotada, em aproximadamente o equivalente a 24 horas terrestres.

DC Comics

LANTERNAS VERDES DA TERRA

Simon Baz e Jessica Cruz

DC Comics

Podemos dizer que esses dois são a nova geração dos Lanternas, agora no Renascimento. Jessica Cruz e Simon Baz foram introduzidos separadamente durante os Novos 52 e agora trabalham juntos Рentão, como são os mais recentes, é possível que você nem conheça a dupla.

Jessica Cruz é de 2013 e, de primeira, foi uma vilã. Ela herdou o anel de poder do Sindicato do Crime e se tornou a nova Anel Energético, até receber ajuda do Batman.

Já o Simon Baz é de 2012, um jovem muçulmano atormentado pelo preconceito, que acabou entrando em um caminho meio perigoso. Ele é salvo pelo anel de poder do Hal Jordan e do Sinestro e passa atuar como Lanterna a partir daí. Um ponto legal do rapaz é que ele possui Visão Esmeralda, que lhe permite ver relances do futuro.

No Renascimento, o Hal fundiu a bateria de poderes do anel dos dois e forçou Jessica e Simon a trabalhar em equipe. Como são os mais recentes da lista, são os menos esquecíveis também. Recomendo darem uma lida, é muito bonita relação que eles vão construindo.

Alan Scott

DC Comics

O Lanterna Verde original, Alan Scott conseguiu seu poder de maneira e mitologia totalmente diferente dos outros. Ele é o portador do artefato místico chamado de Coração Estelar, e apesar de se chamar Lanterna Verde, Alan não faz parte da Tropa dos Lanternas Verdes.

Ele tem estado por aí desde a década de 1940, sendo substituído por Hal Jordan como o principal Lanterna Verde na chegada da Era de Prata, onde se tornou um membro fundador da Sociedade da Justiça da América da Terra-2.

Mesmo depois de 70 anos, Alan continua lutando pela verdade, justiça e liberdade como um membro da Sociedade da Justiça. Ele foi reintroduzido como um personagem homossexual no reboot dos Novos 52.

Guy Gardner

DC Comics

Guy Gardner come√ßou sua carreira de Lanterna Verde como um mero “tapa buraco” de Hal Jordan.

No entanto, ele se tornou um dos mais proeminentes membros da Tropa, apesar de possuir uma personalidade extremamente egocêntrica. As melhores piadas e diálogos do universo são desse cara.

Recentemente ele abandonou seu Anel Verde e passou a usar o Anel Vermelho da raiva, mas sua for√ßa de vontade ainda √© uma das mais impressionantes em todo o espectro emocional. √Č meu lanterna preferido.

Kyle Rayner

DC Comics

Originalmente, Kyle pensou que havia sido escolhido ao acaso, mas, na verdade, ele foi a escolha de Ganthet para se tornar um Lanterna Verde.

Para Ganthet, Kyle tinha a capacidade de aproveitar os poderes do espectro emocional da melhor maneira possível. Recentemente foi revelado que o real plano de Ganthet era que Kyle se tornasse o mais poderoso lanterna: O Lanterna Branco.

Mesmo sendo um Lanterna Branco, Kyle possui incríveis e tristes aventuras como um Lanterna Verde, o que faz dele digno e um dos mais queridos das histórias em quadrinhos.

John Stewart

DC Comics

Arquiteto, ativista social, e franco-atirador da Marinha dos EUA, John Stewart foi escolhido pelos Guardi√Ķes do Universo para ser um dos Lanternas Verdes do setor 2814.

Seu serviço distinto na Tropa resultou em um lugar na Guarda de Honra de Oa e a posição de treinador chefe dos novos recrutas lanternas.

John Stewart é possivelmente tão popular quanto Jordan, isso graças a série animada da Liga da Justiça. Nos anos 90, ele ganhou seu próprio título, que serviu para construir o personagem e o transformar do que ele é hoje.

HAL JORDAN, O LANTERNA VERDE

DC Comics

Hal Jordan apareceu pela primeira vez em Showcase (a mesma revista marcada pela primeira aparição do Flash Barry Allen) #22 (outubro de 1959) por John Broome e Gil Kane.

Anos depois de entrar na Força Aérea Americana, encontra um alienígena à beira da morte, chamado Abin Sur, que lhe deu um anel de poder, garantindo-lhe os poderes de um Lanterna Verde. Hal Jordan possui um grande senso de responsabilidade e cumprimento de dever, algo que ele retirou fortemente de sua estadia na Força Aérea Americana.

Ainda falando da Força Aérea Americana, a maioria dos construtos de Hal são inspirados em armamentos e jatos aéreos. Isso é de se esperar, uma vez que os construtos dos Lanternas Verdes são guiados por sua força de vontade. Seu Anel lhe permite voar, traduzir idiomas, sobreviver no espaço e criar construtos de energia sólida.

Hal Jordan possui uma s√©rie de inimigos que servem quase como ant√≠tese pr√≥pria. Exemplos deles s√£o o¬†Parallax¬†(a entidade respons√°vel pela energia do medo),¬†Sinestro¬†(Fundador da Tropa Sinestro) e¬†Hector Hammond¬†(um cientista maluco que… bem, √© um cientista maluco!) rs

O Lanterna Verde √© reconhecido por tr√™s equipes principais. A primeira delas, com fun√ß√£o puramente militar √© a Tropa. A partir disso, tiramos os Novos Guardi√Ķes, membros de diversas Tropas do Espectro emocional e, obviamente, a Liga da Justi√ßa da Am√©rica, da qual Hal √© um dos membros fundadores.

Apesar da controvérsia e do ódio dos fãs, é isso aí, Hal Jordan é mais odiado que amado pelos fãs da Tropa, uma das maiores fases do herói foi a em que ele se transformou em Parallax, alcançando poderes inimagináveis e cometendo atos muitas vezes hediondos.

Apesar de ter sido responsável pela destruição da tropa por duas vezes, ter ficado louco, ter matado inocentes e ter se deixado possuir pelo Parallax, Hal Jordan é o mais grandioso dos Lanternas Verdes.

Hal é um homem destemido e foi a primeira escolha humana para integrar a tropa.

Era isso. Se você acha que eu vou fazer um especial com tudo do Hal Jordan, está terrivelmente correto! rs Aqui é apenas uma boa base para quem ainda não conhece bem a Tropa dos Lanternas Verdes.

 

Quem é PikachuSama

Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.

 

  

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: