Segunda, 09 De Julho De 2018

NotĂ­cias sobre Filmes, SĂ©ries e Netflix

Coluna | Tecnologia e filhos – Youtube Kids é uma boa ideia?

Logo Youtube Kids

Algum tempo atrás compramos um tablet para que as crianças tivessem algo para fazer enquanto estavam no carro ou no avião durante uma viagem que fizemos. Instalamos alguns joguinhos de desenhar e pintar e copiamos alguns vídeos de desenhos e a tática funcionou muito bem.

Deu tão certo que deixamos eles usarem o tablet em casa também. Foi um período de paz e tranquilidade, sem gritarias, correrias, coisas sendo derrubadas das seis da manhã até as oito da noite, pensei que tinha tido a ideia de um milhão de dinheiros. Mas a alegria durou pouco, em um dia que deixei a Farofinha com o tablet e fui fazer outra coisa, tirei a atenção dela por alguns minutos e quando voltei percebi que ela tinha aprendido a instalar jogos no tablet e usar a busca por voz no Youtube.

Começamos a prestar atenção nos vídeos que ela assistia e nos jogos que usava e conversamos com ela para que parasse de usar o Youtube pois tinham vídeos de “pessoas ruins” e que não faziam bem para crianças. Falamos também para parar de instalar jogos e que se quisesse algo novo, que viesse nos pedir. Desinstalamos o aplicativo do Youtube e pensamos que ia ficar tudo bem.

Desenho falso da Peppa
Desenho falso encontrado no Youtube Kids que mostra a Peppa chorando absurdamente e o dentista gargalhando enquanto trata os dentes dela.

Depois de um tempo ela veio reclamar que não tinha mais desenhos para assistir e que estava chato. Foi aí que descobrimos o YoutubeKids e aí pareceu que tudo estava resolvido. YoutubeKids é um aplicativo que diz selecionar vídeos próprios para crianças. Até aí tudo bem, mas como já tínhamos passado pela experiência de ela assistir e jogar o que não devia resolvemos deixá-la utilizando o tablet somente quando estivéssemos por perto e em um certo momento ouvimos sons esquisitos que não condiziam com desenhos infantis. Fomos olhar e descobrimos que a seleção que o YoutubeKids faz não é tão eficiente, alguns vídeos têm nos segundos iniciais partes de desenhos como Peppa ou Equestria Girls, exemplo, e logo depois a dublagem muda para uma história com abordagem nada infantil e em outros casos não só a dublagem mas também as imagens chegavam a ter até conotação sexual!

É uma pena porque seria ótimo se funcionasse, mas mais uma vez os filtros do Google sem um ser humano para avaliar o produto final não funcionam como deveriam. Banimos o YoutubeKids, instalamos o Netflix e configuramos com o perfil Kids e ao menos até agora nossos problemas com desenhos está resolvido. Não que todos os desenhos disponíveis no Netflix Kids sejam apropriados para a idade dela mas ao menos não são desenhos fake com temas adultos.

Outro problema que enfrentamos foi a imensa quantidade de propagandas nos jogos gratuitos que, a cada partida jogada, mostram anúncios de outros jogos e aplicativos que as crianças nem sempre vão conseguir se desvencilhar. Dessa forma acabam instalando aplicativos que não deveriam e as vezes assistem a vídeos que não condizem com sua idade. Esses jogos usam um navegador interno que mesmo com o os aplicativos do Youtube desinstalados os vídeos ainda são reproduzidos. Além de ser uma porta de entrada para instalação de vírus e malwares no aparelho.

Uma ferramenta que nos ajudou foi o modo infantil da Samsung (mais informações somente em inglês). Ele já vem com alguns jogos bem interessantes e outros educativos. Com uma configuração simples e uma senha (PIN) você define o que seu filho pode usar ou não. Escolha quais dos jogos pré-instalados é mais interessante para seus pequenos ou instale novos e os adicione ao modo infantil (há uma loja com jogos específicos para crianças dentro do aplicativo caso você não queira usar a Play Store). Defina se podem ou não usar a câmera ou internet assim como os dias que podem usar e por quanto tempo. O aplicativo pode ser instalado em qualquer tablet ou smartphone, não só os da Samsung.

Samsung Modo Infantil
Samsung Modo Infantil – Fonte: Samsung.com

Independente das ferramentas usadas, de quão famosas elas sejam ou o que elas prometem fazer, não podemos deixar nas mãos delas a segurança e bem-estar virtual dos pequenos. No fim das contas temos que estar sempre vigilantes, testar e avaliar cada uma delas e perceber o que conseguem ou não fazer.

Quem é timEU

Um indivíduo entre outros 7 bilhões que compõe uma única espécie entre outras 3 milhões de espécies já classificadas que vive num planetinha que gira em torno de uma estrelinha que é uma entre outras 100 bilhões de estrelas em uma galáxia entre outras 200 bilhões de galáxias num dos universos possíveis e que vai desaparecer.

  

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: