Sexta, 22 De Fevereiro De 2019

LOJA QUINTA CAPA

Dica de Leitura – Quem é o Pantera Negra? (Reginald Hudlin & John Romita Jr)

Com a estreia do mais novo sucesso de crítica e, possivelmente, de público do universo Marvel nos cinemas (MCU), o público poderá finalmente saber quem é o Pantera Negra, o rei africano de Wakanda que apareceu nas grandes telas pela primeira vez em Capitão América – Guerra Civil (2016).
Mas os leitores de quadrinhos que conhecem a editora Marvel nos últimos anos já tem ideia de quem é T’Challa e o reino wakandano onde se localiza um dos metais mais famosos daquele universo, o vibranium. E tudo isso graças não só ao trabalho de Stan Lee e Jack Kirby, quando criaram o personagem em 1965 (Fantastic Four 52), mas acima de tudo ao trabalho de Reginald Hudrlin e John Romita Jr.

Resultado de imagem para imagem primeira aparição do pantera negra
Em sua primeira aparição o Pantera Negra mostra a que veio, derrotando o Quarteto Fantástico sozinho. Na edição 53 é contada a sua origem e motivações.

Não me entendam mal. A fase Lee/Kirby estava muito a frente de seu tempo, trazendo não só o primeiro herói negro dos quadrinhos como tornando-o africano, dando um caráter global as histórias que estavam sendo contadas pela dupla que criou o universo Marvel. Porém, o conceito que temos hoje não só do personagem como do ambiente que o rodeia não é proveniente da dupla. Muito disso se deve a forma como eram contadas as histórias na década de 1960, pois, apesar da característica maior da Marvel foi ter humanizado os super heróis, o roteiro dos quadrinhos girava em torno do personagem principal.
Dessa forma, na década de 1960, Lee e Kirby conceberam Wakanda como o reino africano pacífico que foi atacado pelo vilão Garra Sônica, que buscava o mineral Vibranium. Desse ataque covarde, o jovem príncipe T’Challa decide transformar Wakanda em um reino forte e avançado. Ele viaja para outros países em busca de conhecimento que possa ser usado em benefício de seu país. Ou seja, em 1965 Wakanda é grande porque existe T’Challa, seu protetor Pantera Negra.
Apesar da evolução do personagem com os anos, com título próprio, participação nos Vingadores e uma fase muito elogiada pelo escritor Christopher Priest, a percepção que temos do Pantera Negra e Wakanda só veio a se formar de forma definitiva com a entrada do produtor Reginald Hudlin e do desenhista John Romita Jr no título do personagem em 2005.
Resultado de imagem para john romita jr black panther
O escritor e produtor não se fez de rogado, partindo para definir quem e o quê é a figura não só do Pantera, mas do mundo que o cerca, Wakanda. Dessa forma, nas palavras do próprio Hudlin, o Pantera Negra é o símbolo máximo de um país, sua representação, seu verdadeiro Capitão América negro. É exatamente esse conceito que personagens precisam quando querem almejar serem mais do que um simples uniforme, entrando no imaginário do público. Mas as ideias originais com o Pantera não param por aí.
Saem a Wakanda dependente de T’Challa e entra a nação que nunca dobrou os joelhos para nenhum invasor externo, repelindo-os violentamente enquanto as nações vizinhas da África sofriam com o imperialismo. É colocado de lado o rei por direito de nascença T’Challa e surge a disputa por merecimento pelo título de representante máximo do deus pantera e legítimo comandante de Wakanda. O teor político dessa série é forte e escorre em cada página, em especial nas cenas que mostram os Estados Unidos não sabendo lidar com uma nação tão forte quanto Wakanda.
Resultado de imagem para john romita jr black panther
O Pantera Negra da década de 1940 expulsou o Capitão América que queria entrar em Wakanda para caçar nazistas fugitivos. Mal sabia o bandeiroso que os wakandanos já tinham matado os alemães.

O ápice da passagem de Hudlin são as 06 primeiras edições ao lado do veterano desenhista John Romita Jr. Colocando um ritmo rápido e fluído nas páginas, Romita Jr foi a escolha acertada para essa primeira parte da saga do Pantera, sendo digna de um filme (quem sabe no futuro?)
Resultado de imagem para john romita jr black panther
A trama gira em torno de uma invasão patrocinada por nações hostis ao país do Pantera Negra, nos mostrando dentro do enredo quem é T’Challa, Wakanda e o vilão Garra Sônica, que sempre esteve ligado ao personagem.
As seis edições da passagem de Reginald Hudlin e John Romita Jr foram lançadas duas vezes no Brasil. Na primeira vez, foi lançada em formato mensal na revista DEMOLIDOR, edições 29 a 33. Houve relançamento em encadernado dessa fase, sendo ainda de fácil acesso ao leitor, pois a edição nº  38 da coleção capa dura da editora Salvat traz essa história em formato encadernado. Foi publicada em 2014, com 160 páginas, tamanho 17 x 26 cm, capa dura. No site da editora ainda se pode adquirir esse volume.
Essa fase é a oportunidade perfeita para o público que conheceu o personagem pelas telas do cinema e quer saber como esse fantástico personagem e sua nação se consolidaram como uma ideia que transcende a questão do indivíduo heroico, já que aqui temos a apresentação verdadeira de Wakanda como nação e os costumes que o título Pantera Negar traz.
Resultado de imagem para pantera negra john romita jr

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: