Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | Alquimia das Almas – Primeira Parte

Impressões sobre a primeira temporada do divertido e incrível Drama, Alquimia das Almas.

Alquimia das Almas
Reprodução (Netflix)

Impressões sobre a primeira temporada do divertido e incrível Drama, Alquimia das Almas.

Gostar, gostar mesmo de drama de fantasia coreanos, eu não gosto, mas por causa da Jung So-min, aceitei o desafio. Essa categoria de drama tem uma legião de fãs, mas todos que tentei assistir antes de Alquimia das Almas foram decepcionantes, uma odisseia coreana que o diga!

Pois bem, não assisti no começo com muita expectativa, mas acabei me apaixonando pelo drama;  tanto que estou super feliz que a segunda parte finalmente chegou no catálogo da Netflix. Mas como sempre, vamos do começo. Alquimia da Almas, nome original Alchemy of Souls (환혼) é um drama do gênero fantasia com pitadas românticas, política, comédia e porque não, histórica que foi lançado em 18 de Junho até 28 de Agosto de 2022 aos sábados e segundas no horário nobre (21 até 22 horas) com 20 episódios de 60 minutos cada no famoso canal pago TvN e distribuído mundialmente pela Netflix. 

Alquimia das Almas é uma história sobre um jovem, Jang Uk (Lee Jae-wook), que procura ser o maior feiticeiro de Daeho, o país mais poderoso do mundo. Embora ele esteja destinado a ser o ‘escolhido’ já que todos os feiticeiros de Daeho são guiados pelas estrelas – são elas que definem que tipo de poder e destino a pessoa terá – mas acabou que o nascimento de Jang Uk causou conflitos entre as principais famílias do reino. Por isso, seu pai, Jang Gang (o maior feiticeiro vivo) bloqueia a energia do portão (algo como o chakra) de Jang Uk, assim, a criança acaba ficando bloqueada de lançar qualquer tipo de magia e causando basicamente uma guerra civil dentro do reino.

Então ele acaba partindo em diversas jornadas em todas as escolas de magia do país até descobrir que não consegue controlar qualquer elemento ou feiticeira. Enquanto isso, uma famosa assassina e poderosa feiticeira chamada Naksu (Go Youn-jung), que prendeu sua alma dentro de uma camponesa cega chamada Mudeok (Jung So-Min ), acaba trombando com Jang Uk. Trocar de alma é uma magia proibida, porque simplesmente você pega a alma de um corpo, joga fora e coloca a sua. Então Naksu acaba sendo procurada por todo o reino, nesse ínterim, ela entra num acordo de treinar o sem magia Jang Uk na condição de que ele possa trazer de volta sua espada e seu corpo sem contar para seu novo pupilo seu verdadeiro segredo. 

LEIA TAMBÉM:  Resenha crítica sem spoiler de “Passarela dos Sonhos”, disponível na Netflix.
Alquimia das Almas
Reprodução (Netflix)

O Drama fez e faz um sucesso incrível. Algumas pessoas especialistas acreditam que Alquimia das Almas será um divisor de água para o gênero dentro dessa indústria. Mas acredito que o grande segredo do sucesso de Alquimia é sua direção, roteiro e várias pessoas da equipe de efeitos especiais, coreografias e seu elenco tão devastador de bom. É de tirar o fôlego, a história é incrível, os personagens são hilários ou sérios quando precisam ser. Eles fizeram um excelente trabalho na trama, escolha de estrelas, cinematografia e CGI. Embora eu ache um pouco forçado demais algumas coisas sobre o passado de Mudeok, como se faltasse alguma coisa com sua história, porém, é apenas uma anotação minha.

Mas eu consigo explicar rapidamente o motivo disso. O Drama só teria uma temporada, mas fez tanto sucesso que os criadores precisaram refazer o final, por isso que a partir do episódio 16, a coisa ficou um pouco bagunçada e rápida em relação a Mudeok e seu plot para fazer ligação com a segunda temporada.

Com relação aos personagens e estrelas, Lee Jae-wook fazendo Jang Uk é muito divertido, ele é uma estrela em ascensão e ganhou milhares de fãs mundo afora por causa de Alquimia das Almas, seu papel é muito bom e convincente. Podemos facilmente empatizar com sua tristeza, felicidade e luta durante todo o drama para se tornar o melhor feiticeiro de Daeho. Seu desenvolvimento de caráter é impressionante, desde um jovem nobre mimado até um guerreiro gentil e educado por incrível que possa parecer quando o assistimos nos primeiros episódios.

Naksu/Mudeok como disse acima, é interpretada por Jung So Min. Para uma atriz que tem uma longa história de dramas, Jung So Min provou mais uma vez sua qualidade, experiência como atriz e grande personagem da primeira temporada. Ela interpretou 2 personagens nesta história, e é incrível como ela pode imediatamente ter diferentes vibrações no sotaque mudando de uma personagem para outra, sem esquecer que ela também faz um papel de uma mulher cega. Ela é mostrada como uma assassina no primeiro episódio e lentamente emerge seu lado humano, adorável e divertida no último episódio. Eu sou apaixonado por essa atriz depois que assisti “Porque esta é minha primeira vida” e estou escrevendo esse texto por causa dela. =)

LEIA TAMBÉM:  Game Of Thrones | The Iron Throne, Resenha

O elenco de Alquimia das Almas é gigante e cheio de estrelas incríveis, mas o destaque vai para Seo Yul,  interpretado pelo famoso cantor Hwang Min Hyun. Foi sua primeira vez desempenhando um papel tão importante num Drama. Para um recém-chegado, sua atuação é extremamente convincente. Ele se encaixa tão bem no personagem que é alguém suave, genial e calmo. Além disso, como também  tem sentimentos por Naksu/Mudeok, ele acaba ganhando muitas cenas dramáticas e de ação com Jang Uk. Vale demais prestar atenção nele.

A trilha sonora é muito incrível, quanto mais velho você ficar, mais se importará com a trilha sonora de seu drama favorito. Existem diversas coisas que preciso falar sobre Alquimia das Almas, mas vou deixar para o final da segunda temporada que já está bombando! Por enquanto, assista, divirta-se e deleite-se com um Drama tão bom e que te pega logo no primeiro episódio. Recomendo!

Alquimia da Almas está disponível na Netflix a primeira  e segunda temporada.

Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.