Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | Alquimia das Almas – Luz e Sombra (Segunda Temporada)

Finalmente a crítica mais esperada da temporada está disponível. Explicando tudo que precisa saber sobre o grande sucesso mundial Alquimia das Almas.

Alquimia das Almas
Reprodução

Finalmente a crítica mais esperada da temporada está disponível. Explicando tudo que precisa saber sobre o grande sucesso mundial Alquimia das Almas.

Alquimia das Almas temporada 2 chegou ao seu final. Emocionante para alguns, horrível para outros. Mas uma coisa é certa, a história de Jang Uk e Naksu (Luz e Sombra) marcaram história para a indústria dos dramas de fantasia para sempre. Lee Jae Wook, Go Yoon Jung, e Hwang Minhyun já são nomes conhecidos por todo o planeta e a tvN fez uma obra incrível de aventura, uma história de amor maior que a vida e  personagens poderosos.

Agora vou explicar direito as coisas, já que se você está lendo é porque terminou o drama, então já posso contar spoiler. No final da primeira temporada, Jang Uk e Naksu estavam indo para um final trágico, a Alquimia das Almas que Naksu fez no corpo de  Mu-deok/Bu-yeon estava entrando em colapso e seu corpo virando pedra. Esse problema acabou reverberando e o drama precisou de uma segunda temporada para explicar o futuro dos nossos protagonistas e sua incrível história de amor.

 

A polêmica segunda temporada: Luz e Sombra

Como falei no texto anterior da primeira temporada, oficialmente a produção de Alquimia das Almas tinha previsto apenas 20 episódios. Isso por si só, é bastante episódio para um drama, principalmente sabendo que o roteiro é assinado pelas lendas Hong Mi-ran e Hong Jang-eun. Por exemplo, Hotel del Luna, é escrito por elas. E seus projetos sempre têm entre 12 ou 16 episódios em média.

Mas quando o drama estava lá pelo episódio 12, a produção recebeu sinal verde para uma segunda temporada, o drama estava fazendo muito sucesso em todo o mundo, então tirar mais um pouco de leite da vaca não causaria tanto trabalho assim, certo? A história precisava se estender mais um pouco, então direção e roteiro acertaram mais 10 episódios .

Apesar de tudo, Alquimia das Almas não é um drama pequeno, precisa de muito tempo de pós-produção (efeitos especiais e CGI),  as irmãs Hong escrevem enredos complexos e com bastantes personagens secundários, ou seja, muito diálogo para ser gravado. Os artistas coreanos têm agendas super apertadas e precisas, então não foi assim, tão fácil gravar mais 10 episódios.

A primeira temporada de Alquimia das Almas teve seu último episódio transmitido na Coreia no dia 28 de agosto, porém, a produção já estava gravando a segunda temporada desde do final de julho, apesar de seu lançamento ter sido apenas em dezembro. Para quem não percebeu, os dois últimos episódios da T1 só foram transmitidos uma semana depois de sua data oficial, algumas pessoas estão falando que eles tiveram que mudar algumas coisas na cronologia dos personagens e suas histórias para encaixar na temporada 2.

Bem, daqui para frente, é minha opinião baseada em nada. Mas ainda assim, alguém pode está achando a mesma coisa. 

Eu acredito que o final da primeira temporada foi como as roteiristas imaginavam. Jin Mu expondo que Naksu estava no corpo de Mu-deok, fazendo que ela mate o homem que ama antes de virar pedra entre os episódios 16-18, ficando os dois últimos episódios para contar os acontecimentos da segunda temporada. Sendo o plot final da Naksu encontrando seu corpo original e Jin Bo-yeon (Mu-deok original) finalmente encontrando sua mãe. Além do plot do Jung Uk cumprindo seu destino como a criança nascida sob a Estrela do Rei. 

Mas acabou que nasceu este elefante branco gigante no meio da sala. O retorno de Go Yoon Jung como Naksu. 

Jung So-min como Mu-deok era protagonista principal, ninguém chamaria uma atriz como Jung So-min apenas para desaparecer com ela no final. Estamos falando de uma das atrizes da nova geração mais incríveis da indústria coreana. Além disso, a gente como telespectador se apega muito fácil a sua personagem e acredito que a produção de Alquimia das Almas não esperava por isso. A química dela com Lee Jae-wook era incrível de assistir e agora o telespectador teria que entender que na verdade o verdadeiro amor de Jung Uk era a Naksu de Go Yoon Jung.

A Naksu de Go Yoon Jung tinha planos de aparecer novamente, mas apenas nos dois últimos episódios. Porém, Alquimia das Almas ficou cheio de enredos abertos que precisavam ser resolvidos. Mas acabou que ela ganhou dez episódios inteiros para responder todas as arestas abertas da primeira temporada. A produção teve a oportunidade de mostrar o quanto Naksu de Jung também tinha valor. Porém, muita gente não gostou disso.

LEIA TAMBÉM:  Crítica | Homem-Formiga e a Vespa (Sem Spoilers)

O que não quer dizer que Go Yoon Jung não esteja à altura da personagem que tanta gente acabou se apaixonando, seu papel ficou incrível, sua química com Lee Jae Wook deu certo, uma atriz de milhões, bonita demais, viu?

Mas porque Jung So-min não voltou na segunda temporada? A resposta correta sobre isso é essa: ninguém sabe. O que se tem oficialmente é que ela não participou de nenhuma gravação da segunda temporada, seu arco como Jin Bo-yeon já tinha sido filmado, além disso, não precisaram gravar cenas extras para a trama. Mas acabou que ela ainda aparece em algumas cenas de lembrança na segunda temporada, mas jurei que acabaria aparecendo no final.

Dentro de uma estrutura de um roteiro, talvez qualquer roteiro, você precisa dividir a história em atos 1, 2 e 3. Parece até complexo, mas vou deixar abaixo uma imagem explicando como funciona:

Roteiro
Estrutura de um Roteiro (Reprodução)

A sensação é que o roteiro até dividiu o enredo em três atos: Ato 1 com Jung So-min como Mu-deok, Ato 2 com Lee Jae Wook com Jung Uk e Ato 3 com Go Yoon Jung com Naksu. Eles apenas não conseguiam contar toda a história com 20 episódios. Alquimia das Almas foi um dos dramas de maior alcance da Netflix, já que o público do drama mudou bastante sua faixa etária. Eu mesmo peguei uma senhora na fila do consultório médico assistindo. Então, isso demonstra que apesar de tudo e das críticas negativas, o saldo foi bastante positivo para os criadores e elenco.

Agora a Resenha:

Finalmente a história dos feiticeiros de Songrim finalmente chegou ao fim. Exatamente no dia 09 de Janeiro de 2023.

Um final que me deixou feliz, já que uniu e concluiu o destino de Jang Uk e Naksu. Mas será que foi satisfatório para o grande público? Venha comigo que tentarei responder isso!

A segunda temporada de Alquimia da Almas – Luz e Sombra, começa três anos após os acontecimentos do final da primeira. Jang Uk (Lee Jae Wook) se torna o feiticeiro mais poderoso do mundo depois de retornar do mundo dos mortos. A pedra de gelo, o artefato mágico mais poderoso que existe, habita dentro do corpo. Ele acaba se tornando o exterminador oficial de espíritos malignos do reino, no entanto, todo espírito que Jang Uk derrota acaba lhe atormentando. Já que a pedra de gelo atrai todos os seres das trevas. Me lembra muito o Um Anel do Sauron de O Senhor dos Anéis.

Grandes poderes vêm com grandes responsabilidades, como já disse o grande filósofo, Tio Ben. Jang Uk além de passar 24 horas por dia sendo atormentado por espíritos malignos, ele precisa suportar a dor de ter a temperatura do seu corpo sempre baixa. Aquele humor que era bem característico dele da primeira temporada desapareceu. Ele acaba preferindo ficar sozinho. Além disso, vive em profunda tristeza após perder sua amada Naksu.

Alquimia das Almas
Reprodução

Conhecemos finalmente Jin Bu-yeon (Goo Yoon Jung), ela estava escondida durante os últimos anos na residência de sua família (Jin). Ela voltou sem memória dos acontecimentos que a levaram até ali, de modo que seus poderes desapareceram também. 

Os dois acabam se encontrando, Jang Uk não sabe que Jin Bu-yeon está na verdade no corpo de Naksu e agora tanto a alma de Bu-yeon, quanto Naksu, perderam todas suas habilidades mágicas.

Diferente da primeira temporada, Alquimia das Almas – Luz e Sombra, vem com uma pegada mais dramática e menos ação, lutas de espadas e poderes incríveis. Tem mais cenas românticas, mas acredito que o público gostou, pois não são aquelas cenas melosas, os coreanos sempre tem essa pegada engraçada para esse tipo de cena. Então em vez de suspirar de amor, vocês na verdade, irão rir bastante. Sendo a história concentrada bastante em Bu-yeon e Jang Uk. Principalmente sobre quem Bu-yeon é de fato. Já que acaba se descobrindo que além da alma de Naksu, Bu-yeon/Mu-deok, o corpo da jovem ainda tinha alma da feiticeira mais poderosa que existiu, Jin Seol-ran.

Então a expectativa de assistir muitas cenas incríveis de espadas e poderes não veio, por causa da memória apagada, só existe apenas uma Bu-yeon tentando encontrar respostas sobre seu passado, presente e futuro. 

Alquimias das Almas
Reprodução

De todos os males, a melhor coisa que foi apresentada no plot das famílias de feiticeiros e a corte real, foi a ascensão do príncipe herdeiro (Shin Seung-ho) no gosto popular. Suas cenas sempre são hilárias e o ele acaba virando amigo de seu pior inimigo (Jang Uk). Andei lendo pelos grupos de dramas que existe uma legião de fãs de Shin Seung-ho por esse papel. Achei um pouco inconsistente a forma com a Senhora Jin trata sua filha Bu-yeon. Como também percebi que a magia de transferência de almas fica um pouco em segundo plano.

LEIA TAMBÉM:  DC Universe | Serviço de streaming foi oficialmente lançado!

Jin Mu e a Rainha continuam sendo os grandes vilões por trás de tudo, embora o enredo também tente levar o telespectador a acreditar que Bu-yeon faça parte dos malvados da história. Sendo que a questão da pedra de gelo dentro do corpo de Jang Uk acaba virando o centro de tudo. 

Cego pela ganância, poder e pela vontade de adquirir a pedra de gelo e ser eterno, o grande vilão por trás de tudo, Jin Mu (Jo Jae-yoon)  faz planos para despertar o pássaro de fogo, um animal mitológico que está adormecido e preso, mas que tem o poder de queimar todo mundo e tudo que for vivo. Basicamente o Apocalipse. Acabamos descobrindo que ele também já estava controlando o rei e todos os membros do conselho ou assembleia unânime enquanto atacam Jinyowon (o lugar mágico onde artefatos poderosos estão lacrados) e levam o ovo do pássaro de fogo.

A Senhora Jin (Park Eun-hye)  e Kim Yeon (Oh Nara) tentam salvar o pássaro de fogo e do fim iminente, mas o poder da Senhora Jin não é suficiente e para não deixar mais nenhuma relíquia sair, elas precisam tranca a porta dentro, Park Jin (Yu Jun-sang) acaba ajudando e perdendo seu grande amor, Kim Yeon e a Senhora Jin dentro de Jinyowon. 

Uma cena muito triste, fui às lágrimas, mas acabamos percebendo que Buy-eon e Mestre Lee conseguiram salvá-las de lá. Park Jin luta com Jin Mu mas acaba sendo ferido mortalmente enquanto o principal conspirador sai com o ovo do pássaro de fogo.

Enquanto o plano perfeito de Jin Mu estava indo como ele desejava, Jang Uk que estava fora de Daeho e decide acordar o pássaro de fogo antes e assim mudar o destino em chamas o que o mundo iria ganhar. Com seu poder, Jang Uk consegue reverter o poder do pássaro de fogo e ele simplesmente queima Jin Mu e toda sua corja até as cinzas. Ele e Naksu ficaram finalmente juntos e o mundo tem paz. Assim termina a história?

Como disse acima, o Alma de Naksu no corpo de Buy-eon estava entrando em colapso e ela desapareceria para sempre. Jang Uk e Naksu já estavam aceitando esse fim, tanto é, que acabam indo para  Danhyanggok para aceitarem seu passado e presente. Mais tarde, o mestre Lee (Im Chul-soo) os ajuda a se casarem. Uma cena muito bonita, ele também explica que os nomes dos dois significa Luz e Sombra. O amor deles estava escrito nas estrelas. 

Naksu acaba se lembrando da última parte de sua memória passada com Jang Uk e perde a consciência quando Buy-eon toma seu corpo de volta.

Por causa de Jang Uk e Naksu terem salvado o mundo, Buy-eon – já que ela é a reecarnaão de Jin Seol-ran – aceita virar espírito e deixar seu corpo para Naksu. Finalmente o final que os dois tanto esperavam chegou.

Park Jin, Kim Yeon e a Senhora Jin são todos salvos graças ao mestre Lee. Seo Yul (Hwang Min-hyun) se torna o novo grande mestre, treinando e procurando novos magos em todo o reino. O príncipe herdeiro (Shin Seung-ho) se torna rei de Daeho e está em busca de uma esposa.

Park Dang Gu (Yoo In-soo)  e Jin Choyeon (Arin) tornam-se pais de gêmeos um ano depois e Park Jin e Kim Yeon são deixados como babás das crianças. Daeho finalmente está em paz.

Para finalizar, Alquimia das Almas – Luz e Sombra é agradável, faz o coração vibrar, sorrir. Além de contar uma história de amor incrível. Embora seja mais sobre o drama dos dois e menos batalhas mágicas, ainda cativa o público e sempre desperta a curiosidade sobre o futuro de todos os personagens. Principalmente quando se percebe que sempre existiu DUAS ALMAS no corpo de Bu-yeon. Olha uma teoria novinha para vocês.

Apesar de eu enrolar muito nesse texto, ainda vale a pena assistir. Nossa, como vale!! Obrigado se chegou até aqui!

Todos os episódios estão disponíveis na Netflix.

Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.