Não deixe de conferir nosso Podcast!

Quadrinhos independentes, de King Diamond ao experimental

A livraria Quinta Capa continua a parceria com autores independentes, e essa semana chegou 4 novos títulos do Matheus Moura. Passa aqui pra dar uma olhada!
Se você é também um autor e possui um quadrinho bacana, manda pra gente vender aqui na livraria. Clique aqui e veja nosso vídeo explicando como participar.
(Obs: as resenhas a seguir foram retiradas do blog https://tokadirato.blogspot.com/)
A MALDIÇÃO DE LAFEY

Este slideshow necessita de JavaScript.

Antes da última pá de cal ser lançada em 2017, eis que surge A Maldição de LaFey, uma publicação independente, ultra limitada (apenas 200 cópias), que narra a tenebrosa saga de Abigail LaFey. A HQ é uma adaptação não oficial dos contos originais de King Diamond presentes nos álbuns Abigail e Abigail 2: The Revenge. O livro possui formato 16,5 x 23,5cm, 72 páginas, capa colorida em couchê de alta gramatura e miolo em preto e branco impresso em offset. Os roteiros e adaptações foram feitos por Matheus Moura e os desenhos por Angelo Ron. A primeira capa foi pintada por Fábio Cobiaco e a quarta por Cláudio Dutra. A versão aqui impressa conta com alguns extras. Ao final do livro há dois relatos e uma ilustração original. Tanto o desenho quanto um dos relatos é do prof. dr, quadrinhista, músico e mago Edgar Franco. O outro do músico e ocultista Black Metal, Alysson Drakkar, da banda Luxúria de Lillith. O convite aos dois se deu por terem em comum o apreço ao King Diamond e por, de alguma maneira, serem influenciados por ele e por Abigail. A Maldição de LaFey não é somente um tributo à banda King Diamond, mas também às clássicas HQs de horror.
Sinopse:
Século XIX, um jovem casal se muda para o interior com o intuito de viver nas terras da família. Não demora e descobrem ser esta a verdadeira herança maldita, com um casarão assombrado e uma vingança além túmulo que perpassa gerações.
O valor de venda do livro não visa lucro em respeito aos direitos autorais do autor original, sendo o mesmo repassado a preço de custo, R$ 25,00, mais frete.

 

CARTOGRAFIAS do INCONSCIENTE

Reúne 18 histórias distribuídas em 88 páginas, desenvolvidas por oito artistas, tendo como pressuposto criativo a busca por registrar estados ampliados de consciência. As técnicas meditativas utilizadas foram: ayahuasca, respiração holotrópica e sonhos lúcidos. A produção é o resultado poético da singular pesquisa de doutorado de Matheus Moura, sob orientação do prof. Dr. Edgar Franco, realizada no Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual FAV-UFG, a investigar os processos criativos de quadrinhos por meio do uso de Estados Não Ordinários de Consciência. Os artistas participantes são: Laudo, Vinicius Posteraro, Guilherme Silveira, Angelo Ron, Décio Ramirez Paula Mastroberti, além dos próprios pesquisadores. Na publicação há histórias coloridas e em preto e branco. Há ainda um texto do psicólogo Fernando Beserra e outro da terapeuta holística Luísa Galvão, falando um pouco sobre consciência e experiências xamânicas. No encerramento Moura explica como foi feita a pesquisa, os problemas e resultado.

Formato: 22x 29 cm
Miolo: couchê 115mg
Páginas: 88, sendo 16 coloridas.
R$ 30,00

MATÉRIA ESCURA

Matéria Escura, é uma coletânea de histórias curtas e médias de Guilherme SilveiraMatheus Moura e Vinicius Posteraro. Cada narrativa versa sobre algo particular que toca os autores. São convites à reflexões existencialistas e/ou provocações ao leitor, tirando-o de seu lugar comum. São histórias artísticas e experimentais, muita das vezes tidas como de difícil compreensão, mas que sempre carregam uma mensagem ao leitor para que repense o cotidiano. O título, não por acaso é MATÉRIA ESCURA, uma expressão usada por cientistas para tentar definir o material espacial que dá cor ao cosmos, o qual forma grande parte dele, e ainda é um mistério total. Os quadrinhos presentes no livro partem de algo similar, surgem do âmago dos artistas, da matéria escura da mente, da criatividade e do sonho. A Matéria Escura é ainda a tinta negra (nanquim) sob o papel a dar forma a um universo de imagens e símbolos. Universo esse próprio de cada autor, mas que possuem em comum os anseios, as dúvidas e buscas pessoais, além da linguagem dos quadrinhos. O tomo conta ainda com um posfácio-HQ de Edgar Franco.

Formato: 21x 28 cm
Miolo: couchê 115mg
Páginas: 116, em preto e branco.
R$ 30,00
O.R.L.A

O Direito dos Animais, tema máximo deste trabalho, é um assunto controverso e as vezes até evitado. Ele toca em várias questões que permeiam a vida de todo mundo como alimentação, vestuário, transporte, produtos de beleza, lazer, remédios e por aí vai. Ninguém quer ter seus hábitos mudados. Isso gera resistência.

É justamente para contribuir com o debate, ou ao menos fomentar a discussão, que esta história em quadrinhos foi criada – numa tentativa de burlar a dita resistência. Mas antes de pensar numa trama militante, que levantasse a bandeira de fato dos direitos dos animais, a intenção é narrar uma história, um acontecimento. É como uma HQ da Marvel contada pelo Vigia, “e se… um bando de jovens resolvesse invadir um laboratório e tudo desse errado”?
Ao partir dessa ideia, Matheus Moura desenvolveu o roteiro de O.R.L.A, um grupo de ativistas dos Direitos dos Animais que tem como propósito a abolição animal. Mas não só. A sigla do grupo significa Organização para Reabilitar e Libertar Animais, e o reabilitar, para eles, é entendido de maneira nada comum. Para dar vida ao texto, a arte ficou a cargo de três artistas: Caio Majado (desenha a primeira e terceira parte), Rafael Vasconcellos, conhecido como Abel (ficou com a segunda parte e a capa), e Joniel Santos (ilustrou os flashbacks e flashfowards).
Bernardo Aurélio
Sou desenhista, criador do Máscara de Ferro e autor do quadrinhos Foices & Facões. Sou formado em história e gerente da livraria Quinta Capa Quadrinhos