Não deixe de conferir nosso Podcast!

Skript Editora Lança Catarse do Quadrinho “Minha Adolescência Trans”, da Italiana Josephine Signorelli

A Skript Editora lançou a campanha para financiamento via Catarse de “Minha Adolescência Trans“, quadrinho autobiográfico da premiada autora e estilista italiana Josephine Signorelli, a Fumettibrutti.

Capa do quadrinho “Minha adolescência trans”, a ser lançado pela Skript Editora.
No quadrinho, corpos muito brancos sobre um fundo amarelo brilhante e o roxo escuro da memória com o preto mais escuro que existe. Com essas paletas de cores, Josephine Yole Signorelli nos leva em sua história mais pessoal e humana, quando a quadrinista ainda era P. Uma época de disforia, transfobia, automutilação misturada com uso desenfreado de drogas, sexo mais explícito e bullying da puberdade.
O traço de Yole é violento, verdadeiro, enquanto no plano narrativo há um passo ainda mais decisivo para um realismo feroz, construindo cenas e personagens da vida da autora que se tornam fundamentais para a compreensão do seu percurso. Um dos mais comoventes momentos é quando P., ainda biologicamente um homem, diz à sua ultra-católica mãe siciliana que se sente como uma mulher.
Minha Adolescência Trans” é uma overdose de extremos. É pop, mas com uma atitude punk. Isso te faz chorar, te excitando. Faz você se sentir mal, mas bem, em alguma ordem que beira a perversão. E te faz ficar em um mundo ampliado, uma realidade mais real, chutando os limites de uma sociedade puritana e patriarcal, rompendo as barreiras do dizível. Um difícil caminho para entender um caminho tão pessoal como o que P. percorreu para se tornar Yole, para chegar a Fumettibrutti.
A edição brasileira contará com o prefácio, inédito, de Diana Salu, que é uma quadrinista, artista e designer brasileira. Graduada em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília, foi cofundadora, junto com Daniel Lopes, do fanzine MÊS (que posteriormente se tornou a Mês Editora), projeto de publicações independentes em quadrinhos pelo qual lançou vários livros. Já o posfácio ficou por conta de Luiza Lemos. Formada em História, professora de artes, autora com diversas HQs, é mulher trans, lésbica, nerd e de esquerda (anarquista).
Os 200 primeiros apoiadores terão frete grátis. Saiba mais clicando aqui.
Rafael Machado
Parnaibano, leitor inveterado, mad fer it, bonelliano, cinéfilo amador. Contato: rafaelmachado@quintacapa.com.br