Não deixe de conferir nosso Podcast!

“A Revolução dos Bichos”, de George Orwell, ganha bela edição ilustrada

Outro belo destaque dessa edição são as ilustrações marcantes de Ralph Steadman

Vamos imaginar uma fazenda rica em animais e plantações! Tudo transcorrendo muito bem, pelo menos na visão dos proprietários. Até o dia em que dos bichos deste local percebem que estão sendo explorados como “máquinas” de trabalho, até o dia que serão transformados em comida ou simplesmente descartados depois de anos de uso.
Inconformados, os bichos resolvem fazer uma “revolução”.
Semelhanças com algum pensamento político não são meras coincidências. Mas da mesma forma como se apresenta a história, o autor mostra como uma nova tirania pode dar lugar a uma antiga e como o poder corrompe até as causas mais nobres.
Depois de expulsar os humanos da fazenda, os bichos dão início ao novo modo de vida, mas não tarda a surgirem os novos líderes e seus interesses pessoais, as críticas as quem discorda e prefere viver de outra forma, entre outras circunstâncias.

Essa nova edição ganhou sobrecapa, belas ilustrações e textos extras

Tudo isso está presente na obra “A Revolução dos Bichos”, de George Orwell, relançado recentemente pela editora Intrínseca. Uma das coisas mais interessantes deste livro é que, mesmo tendo sido lançado originalmente em 1945, e de tratar de conceitos políticos, possui uma leitura extremamente fácil e agradável.
Outro belo destaque dessa edição são as ilustrações marcantes de Ralph Steadman, tão satíricas quanto o texto de Orwell.
Além das ilustrações, há ainda dois textos críticos: o primeiro de André Czarnobai, que discorre sobre como chegou a algumas escolhas em sua tradução, e mais um posfácio inédito do crítico literário José Castello, que esclarece as intenções da obra e aprofunda a biografia do autor, guiando a leitura para além das impressões iniciais que o texto de Orwell provoca.

Marcelo Costa
Jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí com mais de 20 anos de atuação na área, sempre com destaque para área cultural, principalmente no campo das histórias em quadrinhos, cinema e séries.