Não deixe de conferir nosso Podcast!

Como Eddie Van Halen mudou a forma de tocar rock

O mundo da música perdeu um dos maiores guitarristas da história, conheça a trajetória de como Eddie Van Halen mudou a forma de tocar rock
Eddie Van Halen
Getty Images

O mundo da música perdeu um dos maiores guitarristas da história, conheça a trajetória de como Eddie Van Halen mudou a forma de tocar rock

O mundo do rock ‘‘n’’ roll sofreu um duro golpe ontem, 06 de Outubro de 2020. Eddie Van Halen, um dos guitarristas mais influentes do século XX, perdeu sua batalha contra um câncer de garganta, como relatou o site TMZ. Ele tinha apenas 65 anos. Morreu ao lado de sua família. Eddie vinha lutando contra o câncer por mais de uma década, mas ele finalmente sucumbiu depois que recentemente a doença se espalhou para seu cérebro e outros órgãos. O próprio Eddie atribuiu a doença, não aos seus anos de tabagismo pesado, mas a uma palheta de guitarra de metal que ele costumava morder há mais de duas décadas.

Às vezes, quando as pessoas entram na cena musical, trazem algo completamente diferente e que eventualmente muda a forma como os ouvintes aprendem e enxergam determinada coisa, Eddie Van Halen, não apenas mudou o rock, ele mudou a forma como as pessoas enxergavam e ouviam a música.

Van Halen era um guitarrista autodidata. De acordo com a Rolling Stone, ele começou tocando bateria, mas mudou para a guitarra depois que seu irmão Alex o superou tocando uma música inteira no instrumento. Eddie Van Halen disse que costumava brincar de fazer sons estranhos na guitarra ou que aquilo que estava tocando fizesse sentido para ele. Ele não sabia que estava mudando a forma de tocar guitarra e fazer rock para sempre.

Eddie Van Halen popularizou e aperfeiçoou a técnica conhecida como “tapping”, que consiste em bater com os dedos nas cordas da guitarra sobre o braço da mesma. E isso incrementou muito a sonoridade do rock e abriu o leque para milhares de guitarristas, de vários estilos.

O “tapping” foi ouvido pela primeira vez na música “Eruption”. Esse método de como o Van Halen tocava nunca havia sido feito antes. Para tocar com o dedo, Van Halen levava ambas as mãos ao pescoço da guitarra. Usando essa técnica de duas mãos, ele poderia estender as notas.

Alex Van Halen, seu irmão e baterista, disse para Eddie tocar de costas para o público a música “Eruption” para que outros guitarristas não roubassem a ideia antes mesmo de fecharem um contrato com uma gravadora. E foi exatamente isso que Eddie Van Halen fez pela primeira vez.

Mas as técnicas de tocar guitarra não foram as únicas coisas que Eddie Van Halen mudou. Van Halen gostava de trabalhar com funilaria também e sempre quis modificar seus instrumentos com lixas e serras para produzir melhor e alterar o som.

Getty Images

Ele modificou tanto suas guitarras que uma chegou a ser apelidada de “Frankenstrat”. Basicamente, o Frankenstrat foi o grande experimento de guitarra de Eddie Van Halen quando os fabricantes de guitarras não souberam qual guitarra ele estava querendo tocar. Na verdade, eles não sabiam fazê-la exatamente como ele queria. Então, Eddie Van Halen pegou o corpo de uma guitarra Charvel, que comprou por US $ 50, pegou um braço de US $ 80 e enfiou um captador que deu um som mais pesado à guitarra. E, principalmente por razões estéticas, ele cortou alguns lados para se parecer mais com um Flying V. O Frankenstrat ficou tão famoso que agora há uma cópia no Museu de História Americano Smithsonian.

Van Halen continuou a fazer guitarras icônicas personalizadas para si e também atualizou constantemente a “Frankenstrat”. Segundo a Rolling Stone, Van Halen ajudou a trazer para o mercado da música a mania das guitarras personalizadas dos anos 80. Ele também trabalhou com fabricantes de guitarras para criar adições personalizadas. Depois disso, se associou a Floyd Rose para inventar barras whammy que faziam as cordas da guitarra não desafinar e obteve a patente de um dispositivo que sustentava a guitarra para facilitar o toque do dedo. O site Houston Press fala que o Van Halen foi fundamental para mudar a forma como as guitarras eram feitas. E se Eddie Van Halen modificasse suas guitarras, é claro, ele brincaria com outros equipamentos também.

Gênio.

O Igor Miranda escreveu um texto muito significativo sobre a musicalidade que Van Halen criou e quero compartilhar com vocês para terem certeza do que eu estou escrevendo não é uma história inventada:

Ouça a guitarra isolada de Eddie Van Halen em 15 músicas

Getty Images

Van Halen não se acomodava e ele criou um negócio sonoro chamado “brown sound.” Para fazer isso, ele teve que criar um tipo de amplificador. Até encontrar o “som” ele tocou usando um amplificador principal Marshall Super 1968, uma unidade de eco e um MXR Phase 90.

Ele conseguiu? Não tenha dúvidas. Escutem a lista do Igor Miranda.

No início, Van Halen afirmou que usou várias modificações em seus amplificadores, isso também gerou problemas para os guitarristas que o imitavam, já que ninguém conseguia copiar o que ele tocava. Mas a verdade é que ele acrescentou outra coisa aos amplificadores para fazê-los soar assim. O segredo de Van Halen foi usar um dispositivo chamado Variac para alterar a tensão do amplificador. Usando o Variac, o amplificador pode funcionar em uma tensão mais baixa, fazendo com que soe diferente.

É por isso que basicamente todos os músicos vivos de todos os gêneros da música estão fazendo uma homenagem ou contando uma história sobre como Eddie Van Halen mudou sua vida para sempre.

Eddie Van Halen se foi de uma forma precipitada e dolorida e essa é nossa homenagem para o homem que não queria apenas mudar a forma como se tocar guitarra ou mudar o rock, mas como a música poderia soar dali para frente.

Descanse em paz, Edward Lodewijk Van Halen.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.