Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | My Name é um suspense policial noir obrigatório da Netflix

Resenha crítica de uma das melhores séries policiais disponíveis na Netflix. Não contém spoiler!
My Name
Netflix

Resenha crítica de uma das melhores séries policiais disponíveis na Netflix. Não contém spoiler!

Demorei, mas finalmente consegui um tempo para falar de uma das melhores séries de ação de 2021 da Netflix. 

A história de My Name é basicamente até que ponto você lutará por justiça e vingança. Tudo começa quando Yoon Ji-woo descobre que seu pai é um famoso mafioso procurado pela justiça. Seu pai, Yoon Dong-hoon, acaba se tornando um fugitivo da divisão de entorpecentes, mas ela passa a ser vigiada 24 horas por dia pela polícia, na esperança de pegar seu pai e seus comparsas de crime, tornando a vida de Ji-woo um verdadeiro inferno.

No seu aniversário de 17 anos, seu pai lhe faz uma surpresa aparecendo em sua casa, mas acaba sendo brutalmente assassinado na frente dela por um homem desconhecido. Depois disso, ela só tem um objetivo: encontrar o assassino de seu pai e acabar com a vida dele.

Vendo assim apenas pela sinopse, My Name seria apenas mais um clichê de alguma série de ação. Mas aí é que está o pulo do gato.

Já que normalmente séries de ação depende de muitos elementos, como boas sequências de ação, coordenadores de dublês, direção, edição, cinematografia, música e assim por diante – porém, o segredo de My Name junto com os citados neste parágrafo é a atuação de três celebridades sul coreanas. Han So-hee que faz o papel de Yoon Ji-woo, Park Hee-soon que acaba criando Ji-woo como filha e é o maior mafioso da cidade e por fora a performance vital de Kim Sang-ho.

Kim Sang-ho nos dá uma performance inacreditável em My Name como chefe da Unidade de Narcóticos, Cha Gi-ho. A capacidade de Sang-ho de retratar um personagem tão sutil e bem escrito é que esse papel exigia uma experiência que esse incrível ator tem. No caso de Park Hee-soon, ele faz um dos melhores papéis do ano de uma produção sul coreana.  Enquanto se disfarça de mocinho durante a primeira metade de My Name, até ser revelado como o antagonista principal. Han So-hee é única, ela havia acabado de fazer um kdrama romântico (Apesar de Tudo, Amor), foi como assistir água virando vinho interpretando a protagonista Yoon Ji-woo. Às vezes sua personagem parece monótona e por causa disso, sua atuação parece um pouco dura, porém nas cenas mais emocionais e ação, ela vira uma fera de fúria e poder. Quase todas as cenas de luta foi a atriz que fez, além disso, ela ganhou dez quilos de massa muscular para o papel.

My Name é sobre a corrupção dentro da máfia, dentro da polícia que acaba se transformando numa vingança com bastante sangue. Embora My Name não seja isento de problemas, a série brilha como um todo, a edição é maravilhosa, você não consegue parar de assistir.

Então vamos começar com as coisas simples, a história. Normalmente, uma história como essa seria muito previsível e, se fosse um filme de duas horas. Mas como My Name acabou se tornando um grande filme de 8 episódios de uma hora de duração cada deu tempo dos roteiristas colocarem tudo que achavam importante para o desenvolvimento dos personagens.

Temos as histórias de fundo e motivações de todos os personagens importantes na tela – nos dando uma visão das decisões que eles tomam. Ji-woo é fria, sem emoção, mas volátil quando é forçada a enfrentar seus sentimentos. Choi Mu-jin está cansado do mundo, não confia em quase ninguém e tem uma mentalidade de matar ou ser morto que lhe serviu bem ao longo dos anos. Cha Gi-oh cuida de seus subordinados, mas ele também é irracional, facilmente irritável quando qualquer coisa relacionada a Mu-jin aparece na sua frente e é extremamente perigoso quando encurralado. Você entende por que eles são do jeito que são, durante esses oito episódios. O elenco é bom, a atuação é ainda melhor.

My Name tem muitas sequências de luta brilhantes – e muitas com tomadas longas. Praticamente todas as sequências de ação em My Name – seja uma perseguição de carro, uma perseguição a pé, lutas, uma batalha real, abate, etc. são muito cinematográficas. A equipe de edição, os coordenadores de dublês, o diretor, Kim Jin-min e os demais merecem elogios por seu trabalho.

No entanto, a produção da Netflix tem algumas falhas – uma das principais é que a segunda metade da série se torna previsível. Embora o final seja único à sua maneira, saberemos como será o final (embora a cena final da luta seja incrível). Há também o enredo de romance indesejado e forçado que não é necessário.

Particularmente não gostei da música tema. Eles usam ela diversas vezes durante os episódios e isso não fecha bem os plots.

Apesar dos problemas citados acima, My Name é bastante surpreendente. A série discute principalmente temas sobre vingança, solidão, aprender a sobreviver e entender a própria identidade. Enfrentá-lo em uma série de vingança e máfia no estilo thriller noir, como My Name, o torna ainda melhor – mesmo que nossa protagonista tenha alguma proteção ridícula de armadura de enredo.

No geral, My Name é uma série de suspense policial noir obrigatória. Esta versão coreana da série é baseada em Kill Bill, alguém notou isso também? Ainda assim, você não vai conseguir parar de assistir.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.