Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | O Livro de Boba Fett acabou se tornando um ótimo puxadinho para o mandaloriano

O Universo Star ganha força em mais uma série imperdível, leia nossa crítica sobre O Livro de Boba Fett.
O Livro de Boba Fett
Disney Plus

O Universo Star ganha força em mais uma série imperdível, leia nossa crítica sobre O Livro de Boba Fett.

 

O Livro de Boba Fett (The Book Of Boba Fett) é sobre como um dos antagonistas mais famosos do universo Star Wars recupera seu traje, mata Bib Fortuna e assume como Daimyo de Tatooine. Tomando para si o trono de Jabba the Hutt com a ajuda da guerreira/sniper Fennec Shand. A ideia era controlar o vasto império deixado para trás pelo O Rei do Crime de Tatooine, Jabba, mas as coisas não saem como eles esperavam. 

Com a morte de Jabba, Tatooine se tornou um local complexo para o comércio, principalmente da especiarias e o fortalecimento e influência de outros senhores do crime, atrapalhando os planos da dupla. Se você gosta de filmes de faroeste, achará O Livro de Boba Fett muito parecido com o “Ainda me Chamam Campo Santo” de 1971.

Temuera Morrison e Ming-Na Wen reprisam seus papéis como Boba Fett e Fenec Shand, respectivamente, e fazem um ótimo trabalho – tanto quanto o roteiro permite. Como a série se concentra mais em Fett, Morrison ganha mais tempo na tela e seu comportamento estóico ajudou muito no desenvolvimento do Boba na série. Min-Na Wen além de ser uma sniper casca grossa, luta como uma amazona. Na verdade, é ela que faz a maioria das coreografias de luta da série. Então os dois têm uma química incrível em cena.

Pedro Pascal também merece ser lembrado, já que boa parte da série se concentra na jornada de seu personagem, O Mandaloriano. Não dá mais para separar o Mando de Pedro, ele quase rouba toda atenção da série que nem é sobre ele! E uma nota especial para o retorno da lenda, Timothy Olyphant voltando ao papel do Xerife Cobb Vanth.

Ao contrário da série O Mandaloriano, para entender O Livro de Boba Fett, a maioria dos espectadores precisará conhecer um pouco do universo Star Wars e os acontecimentos dos filmes da primeira trilogia (Uma Nova Esperança, O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi). Enquanto a série atua principalmente como uma continuação para O Mandaloriano, ela também nos mostra a jornada que Boba Fett teve que passar depois que ele caiu no poço de Sarlacc, no início de O Retorno de Jedi.

Boba Fett foi um caçador de recompensas toda a sua vida e viveu de acordo com um código estrito, mas tudo mudou para ele após o incidente com  Sarlacc. O Livro de Boba Fett explora a sua jornada como personagem enquanto nos mostra os meandros da política de Tatooine.

A série começa devagar – a introdução inicial dos Tusken Raiders é um pouco chata e a sequência de abertura da parte do tributo pode ser ignorada totalmente. A maior parte do enredo da série acontece no passado de Boba e é quando o passado e o presente se alinham, é que começa a ficar mais interessante. 

Além disso, embora Boba e Fennec sejam personagens interessantes, eles não são atraentes o suficiente para levar a série sozinhos. Ambos os ex-caçadores de recompensas nos deram mais do que esperar em sua profissão anterior e seus novos empregos como senhores do crime rapidamente se tornam chatos de assistir.

É por isso que a introdução do Mandaloriano, Grogu (Baby Yoda), Luke Skywalker e Ahsoka Tano eleva instantaneamente o Livro de Boba Fett. O Mandaloriano, Ahsoka Tano ou mesmo Luke Skywalker sozinhos são suficientes para tornar a série um pouco mais interessante, mas essa revelação quádrupla superou as expectativas de quase todos os espectadores. 

Mas a série tem um monte de pequenos problemas de enredo. Como a adição dos motoqueiros/ciborgues como guarda pessoal do Boba. Sem nenhum conhecimento prévio de suas habilidades, ele decide acolhê-los porque eles têm coragem de dizer a verdade na sua cara. Outro problema é a ingenuidade de Boba Fett. Embora entendamos que ele tem que dar um pouco de liberdade se não quiser governar pelo medo; especialmente quando ele chamou os chefes do crime de toda Tatooine para estabelecer uma trégua. 

Também ao contrário da primeira trilogia, Boba Fett fala muito e (muito) remove seu capacete. Felizmente, essas grandes mudanças de personagem são explicadas por seu tempo gasto entre o povo da areia. Depois de viver uma vida solitária, o senso de comunidade que ele sentia entre as pessoas da areia lhe deu uma razão suficiente para ser mais social e confiante. O que também explica por que ele quer se estabelecer e abandonar seu passado como caçador de recompensas.

 O Livro de Boba Fett tem um tema musical lindo (Ludwig Göransson é um gênio), ação e trabalho incrível de computação gráfica. O rosto de Mark Hamill parece mais realista do que em O Mandaloriano e isso se deve a um trabalho brilhante dos desenvolvedores gráficos. Jov Favreau também merece elogios por esta história, mas precisa de um pouco mais de refinamento. Ainda assim, a introdução de Cad Bane e a luta final entre ele e Boba Fett tornam a série ótima de acompanhar até o final.

Apesar da série acabar se tornando um puxadinho para a terceira temporada de O Mandaloriano, ainda assim, recomendo demais.

Disponível no Disney +.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.