Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | Um Lugar Silencioso, Você grita sem gritar.

John Krasinski entrou para a lista dos diretores mais cobiçados de Hollywood após dirigir o terror ‘Um Lugar Silencioso‘, que tem 98% de aprovação no Rotten Tomatoes.
Eu me tornei uma pessoa rabugenta sobre filmes de terror, sendo bem sincero, não perco tempo vendo filmes de terror. Eu gosto de sustos reais, algo que deixa a gente pensando e conversando sobre o assunto por semanas. Um susto nunca é ruim, mas os filmes desse gênero não devem basear toda sua capacidade de ser diferente, envolvente e que te faça suar pela espinha apenas tentando fazer nisso.
Um Lugar Silencioso de John Krasinski tinha cheiro e cor de filme que não me interessa: Ficar em silêncio. No entendo, é um dos filmes mais tensos e verdadeiramente assustadores que já vi na minha vida.
A coisa toda é bem engenhosa e simples: O mundo foi atacado por criaturas que caçam baseado em som, e elas são incrivelmente rápidas. Peidou, piscou, morreu. Krasinski e sua esposa na vida real, Emily Blunt, moram no campo criando três crianças em silêncio quase total. E a ideia toda é essa: viver sem fazer barulho e se protegendo dessas criaturas.

Só que a coisa é bem mais profunda do que aparenta ser. Com roteiro original de Scott Beck e Bryan Woods e mais tarde trabalhado pelo próprio Krasinski, nunca abra mão da ação e do perigo para nosso pequeno grupo de personagens, porém, permite um grande desenvolvimento e drama interpessoais. A filha mais velha do casal (Milicent Simmonds) é surda, o que significa que a família pode se comunicar através de sinais, mas também significa que ela está em uma desvantagem distinta. Ela não sabe quando um barulho alto foi feito, ou seja, não sabe quando as criaturas estão chegando.
Este é o terceiro filme de Krasinski como diretor, um filme que sai totalmente do tom comédia que o ator/diretor fez nos filmes anteriores. Um Lugar Silencioso é incrivelmente seguro no campo terror/suspense, uma tensão construída perfeitamente desde começo. Temos certeza de que ninguém está seguro, mesmo um filme cheio de crianças. Além do mais, os monstros não são mostrados totalmente, sabemos que eles existem, que parecem um capeta, porém isso já suficiente para quem está assistindo.

Os sustos do filme foram colocados nos pontos certos, com vários deles sendo o que as críticas chamam de ‘’falso misterioso’’ quando o público precisa liberar a tensão. O mais legal é que os sustos não são os sons altos quebrando o silêncio, existe uma quantidade incrível de medo entre os personagens que passam para gente e do meio para o fim estamos todos com medo de fazer barulho até dentro da sala do cinema. Blunt é um show em cada cena. É dela as melhores tensões de uma pessoa que precisa viver para sempre sem poder falar, gritar ou chorar. Ela é apenas fenomenal.
Para finalizar, Um Lugar Silencioso é um filme que oferece sustos de parede a parede e emoções que não via há anos. Um filme inteiro poderia ter sido feito com os pais reformando sua casa de campo e o terreno no máximo silêncio possível, principalmente fazendo caminhos de areia fofa.

É a história de uma família tentando sobreviver em um mundo que as pessoas vivem caminhando sobre um baralho empilhado que a qualquer momento cairá. Sai do cinema sem querer fazer barulho, por medo de que as criaturas me pegassem, e essa é a marca de um filme de terror eficaz. Simplesmente recomendo.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.