Não deixe de conferir nosso Podcast!

Dica De Leitura | Martin Mystère nº 5 e 6 (Editora Mythos)

Certos personagens se mostram tão versáteis quanto à ambientação de suas histórias que podem surpreender mesmo o leitor fiel às suas aventuras.

Aos fãs do intrépido professor Martin Mystère são familiares a busca por um artefato milenar ou a investigação de um segredo alienígena entranhado na Terra. Mas no arco “De repente, uma noite…“, apresentado nas edições 5 e 6 de sua série “Os Grandes Enigmas de Martin Mystère” (publicação da editora Mythos, com 100 páginas em offset preto e branco, preço de capa R$ 26,90), nos deparamos com um enredo ao mesmo tempo sofisticado e tenebroso, calcado na obra de Arthur Schnitzler, de quem empresta a luxúria e o drama psicológico, mesclando com satanismo e a presença de seitas secretas.

Um roteiro sem dúvidas peculiar de Paolo Morales, que remete ao clássico derradeiro de Stanley Kubrick, “De olhos bem fechados” (ambos, afinal, tem como inspiração o romance “Breve Romance de Sonho”, de Schnitzler).

Abrindo a trama entre cenas, vemos sob perspectiva, com um voyeurismo que casa bem com a proposta apresentada, Martin e sua noiva Diana recordando (cada um em seu silêncio) os eventos de uma festa organizada por um morto (!).

É a partir dela que entram em cena uma mulher misteriosa e um indiano com poderes extraordinários, iniciando um jogo de sedução que entrelaça os personagens e se revela estranhamente perigoso pois, no limite, testa a própria sanidade de Martin.

Afinal, na esteira do sumiço de sua noiva em plena madrugada, nosso protagonista mergulha numa procura desesperada que se revela envolta em segredos infernais…

A citação de tramas ainda inéditas no Brasil não afeta a leitura, marcada pela arte de Luisa Zancanella, competente e voluptuosa, por sinal, no retrato de corpos desnudos. Temos aqui nessas edições uma história com insuspeito tom adulto, sendo uma grande indicação para quem procura algo fora do comum. O que, via de regra, é uma excelência recorrente nos quadrinhos Bonelli.

Rafael Machado
Parnaibano, leitor inveterado, mad fer it, bonelliano, cinéfilo amador. Contato: rafaelmachado@quintacapa.com.br