Não deixe de conferir nosso Podcast!

Exclusivo: Nova rede de distribuição de quadrinhos será lançada em julho

Leandro Cruz garante que a nova rede será interessante para todos os envolvidos no processo

Leandro Cruz, organizador da comunidade Spaw Brasil, e responsável pela Hyperion Comics SGN, que segundo informa, já é a maior rede de distribuição de quadrinhos alternativos do Brasil, com um catálogo com mais de 600 títulos, está prometendo para o próximo mês o lançamento de uma nova e mais eficiente rede de distribuição (o nome será divulgado em breve).

Hoje Leandro é representante da Hyperion Comics no Rio de Janeiro, uma editora lançada pelo ex-editor-chefe da Panini Comics, Levi Trindade, e que também surgiu com uma proposta diferente de distribuição, buscando a valorização das comic shops e bancas no país. Leandro ressalta que com essa nova rede a proposta é ir além e facilitar também a vida de editoras e consumidores. “Temos, inclusive, a possibilidade de oferecer descontos muitas vezes fazendo frente a Amazon”, conta.

“Já estou envolvido neste trabalho há cerca de dois anos e nesse tempo fiz parcerias com dezenas de autores e editoras para oferecer seus trabalhos aos meus clientes”, lembra.

 

Metodologia

De acordo com Leandro Cruz, a metodologia aplicada é interessante para todos os envolvidos. “Não seremos apenas uma plataforma de vendas de hqs, não é algo automatizado, teremos um atendimento de forma mais pessoal, com indicação de títulos, tratando sobre promoções, entre outras coisas”, garante.

Segundo explica, a interação com o cliente acontecerá de uma forma parecida como trabalha, por exemplo, as Comics Shops americanas, ou seja, com a reserva de títulos. “Essa forma é interessante para todos, ninguém tem prejuízo”, lembra.

As vantagens desse sistema seriam: “Para o cliente, que terá acesso em único local a vários títulos nacionais e internacionais (com destaque para o quadrinho nacional, segundo garante Leandro), para as editoras, que aumentariam suas vendas sem precisar correr o risco do ‘consignado’, e a loja que continua recebendo suas comissões de revendas, como já acontece comumente com percentuais entre 30% e 40%, dependendo da negociação. “Não podemos deixar de dizer que também teremos como oferecer descontos bem atraentes. Uma revista que custa R$ 120, por exemplo, eu já estou oferecendo a R$ 79,90”, disse.

LEIA TAMBÉM:  Confira o que chega na Netflix em junho

Entre as editoras que confirmaram participação nos últimos dias, reforçando a lista, estão a Zarabatana, Noir e Comix Zone.

Jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí com mais de 20 anos de atuação na área, sempre com destaque para área cultural, principalmente no campo das histórias em quadrinhos, cinema e séries.