Não deixe de conferir nosso Podcast!

HQ sobre a primeira advogada do Brasil será lançada neste sábado

A carta escrita por Esperança Garcia é um dos primeiros documentos textos afro-brasileiros que se tem conhecimento

Neste sábado, às 16h, na Livraria Quinta Capa, acontecerá o lançamento de “A Voz de Esperança Garcia”, a história em quadrinhos de João Luiz e Bernardo Aurélio que conta os motivos que levaram a escrava Esperança Garcia a ser reconhecida pela Ordem dos Advogados do Brasil Nacional como a primeira advogada do país. A livraria fica na Rua Dirceu Oliveira, 3047, no bairro Ininga, próximo a Universidade Federal do Piauí (Ufpi), zona Leste de Teresina (PI).

A HQ, um projeto financiado pelo programa RUMOS, do Itaú Cultural, mostra que Esperança Garcia foi uma escrava que viveu no município de Nazaré do Piauí em meados do século 18. No dia 6 de setembro de 1770 ela escreveu uma carta para o governador da Província denunciando que constantemente sofria maus tratos e solicitando providências. Esse documento histórico foi considerado a primeira petição jurídica do país, daí a razão de reconhece-la como a nossa primeira advogada. A carta é também um dos primeiros textos afro-brasileiros que se tem conhecimento.

“Nunca imaginei escrever o roteiro deste quadrinho para um cientista, um mestre em história, uma doutora em línguas. A minha ideia sempre foi contar a história de uma das mulheres mais importantes do Piauí para qualquer pessoa”, ressalta João P. Luiz, autor da obra ao lado de Bernardo Aurélio.

O dia 6 de setembro foi decretado pelo Governo do Piauí como o Dia Estadual da Consciência Negra.

O prefácio da obra é do escritor, poeta e membro do movimento de reintegração de pessoas atingidas pela hanseníase (Morhan/PI), Ruimar Batista.

LEIA TAMBÉM:  10 Maiores financiamentos de Boardgame em 2018
Jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí com mais de 20 anos de atuação na área, sempre com destaque para área cultural, principalmente no campo das histórias em quadrinhos, cinema e séries.