Não deixe de conferir nosso Podcast!

Fanzine da década de 80 ganha novo formato e volta com histórias inéditas

Wilson Costa mostra o número 6 de Alegoria e garante que o número 7 já está disponível

O primeiro número de Alegoria foi lançado em 1985 por Wilson Costa de Souza e Worney Almeida de Souza, exatamente com formato e característica de um fanzine daquela época. O material chegou até o número cinco, com tiragens que variavam entre 50 e 100 exemplares. Agora, cerca de 30 anos depois, o mesmo Alegoria volta com o número 6.

A grande diferença é que naquele período a revista era fruto de um trabalho de pesquisas dos dois apaixonados por histórias em quadrinhos, que liam o que encontravam pela frente, inclusive revistas importadas, e escreviam sobre o tema. Agora, Alegoria 6 traz histórias de domínio público, mas ainda inéditas no Brasil, de grandes mestres dos quadrinhos como Jack Kirby, Steve Ditko, Frank Frazetta e outros.

“Alguns amigos pediam para ressuscitá-lo, mas eu não estava muito convencido disso, afinal, quando falo que fazia tempo que estava parado, fazia mesmo. Meses atrás, ao ver uma edição da Coleção Clássica Marvel, uma do Hulk, que finalmente chegou nas primeiras publicadas pela EBAL, lembrei-me da ‘memória afetiva’ de ter lido originalmente aquela revista. Pensei: Ora, se a Marvel que é a Marvel tem histórias que não aparecem por aqui há mais de cinquenta anos, então por que não publicar outras?”, conta Wilson Costa.

Uma das histórias é a do Pistoleiro Fantasma, um dos nome de Ghost Rider

 

O retorno

A Alegoria 6, na verdade, foi lançada no último mês de agosto, e entre outras coisas conta com a primeira aparição do “Pistoleiro Fantasma”, um dos nomes do Ghost Rider (hoje da Marvel) original no Brasil. Um personagem de faroeste muito popular no Brasil entre as décadas de 1950 e 1970, mas que apesar disso ainda tem muitas histórias não lançadas por aqui.

LEIA TAMBÉM:  Vingadores: Guerra Infinita | Segredos do novo trailer!

“Fico chateado quando sigo algo e vejo que falta o começo, por mais ruim que seja. Não é o caso dessa do Pistoleiro, mas queria publicá-la de qualquer jeito e como anos atrás consegui uma cópia australiana da edição original, caindo aos pedaços, a capa mesmo falta um terço dela, escaneei-a e traduzi”, lembra.

O primeiro número é de 1985

A edição de retorno de Alegoria tem ainda duas histórias do Jack Kirby da década de 1950, que foi usada como base pelo artista para a construção do personagem Kamandi e o Projeto Cadmus, no Jimmy Olsen; mais duas de Steve Ditko.

O número 7 já está pronto e disponível aos interessados. “Temos uma história de crime de Joe Simon & Jack Kirby, a primeira aparição do Pequeno Polegar (Doll Man), por Will Eisner, uma de suspense de Al Williamson, uma de Frank Frazetta, uma de Alex Toth (de uma página) e uma de terror do Bernie Wrightson, do início de sua carreira, todas sobre uma capa de Simon & Kirby e outra de Al Bryant com o Pequeno Polegar, à escolha do leitor”, informou Wilson.

A revista tem, inclusive, mais uma capa como opção de escolha

Os resultados

Segundo Wilson Costa, a recepção das duas edições foram boas. “Os leitores, assim como eu, parecem gostar do formato, da impressão e do conteúdo. Estou ainda tentando entender quais são as preferências dos leitores, além das minhas. Essa é a razão pela mescla de gêneros super-herói, terror, ficção científica e assim por diante. Ainda serão necessárias mais edições para saber o que o leitor quer e também evitar competir com outros fanzines”, concluiu.

 

Como adquirir

As vendas estão acontecendo através do e-mail do Wilson Souza (wilson.souza@uol.com.br) e de algumas lojas especializadas, como a Comix (www.comix.com.br).

Jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí com mais de 20 anos de atuação na área, sempre com destaque para área cultural, principalmente no campo das histórias em quadrinhos, cinema e séries.