Não deixe de conferir nosso Podcast!

Dica de Leitura | O Silmarillion

O Silmarillion - Editora Martins Fontes

          Sempre posterguei a leitura de “O Silmarillion”, de J.R.R. Tolkien, por ter ouvido muito que ele era complicado e de ritmo difícil. Quando finalmente criei coragem para descobrir o livro por mim mesma, me apaixonei logo nas primeiras páginas.

          Acho que a frustração dessas pessoas que não se adaptaram ao ritmo da leitura vem por esperarem uma história aventuresca ou linear, como “O Hobbit” e “O Senhor dos Anéis“, e não é isso que acontece aqui. O Silmarillion não funciona como um romance comum, mas sim como um relato das eras passadas da Terra Média, uma espécie de registro histórico daquele mundo, no qual não há uma história, mas uma vastidão delas.

          ❝Havia Eru, o Único, que em Arda é chamado de Ilúvatar. Ele criou primeiro os Ainur, os Sagrados, gerados por seu pensamento, e eles lhe faziam companhia antes que tudo o mais fosse criado. E ele lhes falou, propondo-lhes temas musicais; e eles cantaram em sua presença, e ele se alegrou (…) E surgiu um som de melodias em eterna mutação, entretecidas em harmonia, as quais, superando a audição, alcançaram as profundezas e as alturas; e as moradas de Ilúvatar encheram-se até transbordar; e a música e o eco da música saíram para o Vazio, e este não estava mais vazio.❞

          Tolkien queria se dedicar à construção da mitologia de seu universo logo após a publicação d’O Hobbit, porém só pôde se concentrar nisso após escrever e publicar O Senhor dos Anéis. O resultado de seu trabalho é O Silmarillion, que, infelizmente, só foi publicado depois de sua morte.

          Sendo assim, O Silmariollion é o livro da mitologia e das lendas dos Dias Antigos, nos mostrando desde a gênese daquele mundo até o fim de algumas eras. Conhecemos os poderosos seres que estavam presentes na criação de Arda, conhecida também como Terra Média, e os seres destinados a viver lá, assim como as conquistas, realizações e guerras travadas pela liberdade ou poder.

          ❝Ora, os Filhos de Ilúvatar são elfos e os homens, os Primogênitos e os Sucessores. E em meio a todos os esplendores do Mundo, seus vastos palácios e espaços e seus círculos de fogo, Ilúvatar escolheu um local para habitarem nas Profundezas do Tempo e no meio das estrelas incontáveis.❞

          Conhecemos os poderosos Valar, maias, elfos, anões e homens, assim como o papel desempenhado por cada raça nos importantes eventos anteriores à aventura de Bilbo ou da Sociedade do Anel. Vemos o nascimento do mundo através da canção dos Ainur, a criação das lendárias Silmarills e como elas influenciaram o destino daquele mundo, fosse nas trapaças de Melkor e Sauron, nos feitos de Túrin, no amor de Beren e Luthién ou em outras histórias. A criação de seres nefastos nos fardos de Angband, como os grandes dragões e os infernais Balrogs… Histórias de guerras, de traições, conquistas, bravura, pesares e alegrias, todas contidas nas páginas desse livro épico. Além disso, o volume organizado por Christopher Tolkien também traz notas sobre as pronúncias dos nomes nos idiomas da Terra Média e um glossário para facilitar a compreensão.

          ❝Entre os relatos de dor e destruição que nos chegaram das trevas daquele tempo, existem ainda assim alguns nos quais, em meio ao pranto, há alegria e, sob a sombra da morte, luz duradoura. E dessas histórias a que ainda parece mais bela aos ouvidos dos elfos é a de Beren e Lúthien❞.

          Este universo complexo, muito bem estruturado e riquíssimo em lendas é um dos mais queridos pelos fãs de fantasia e, sem dúvida,  a riqueza de lugares e seres que ali existem, a excelente construção de sua história, lendas, raças e personagens é uma das principais razões. Interligando tudo, O Silmarillion nos mostra como J.R.R. Tolkien é mais que um bom contador de histórias e merece a alcunha de Senhor da Fantasia.

Ungoliant and Melkor por Rubendevela

          Recomendo muito a leitura para todos os que já se apaixonaram pelas histórias da Terra Média e têm vontade de entender melhor os feitos, lendas e até mesmo as pronúncias dos nomes. Recomendo também aos fãs de literatura fantástica e de Blind Guardian que nunca se arriscaram. Garanto que você irá se encantar ainda mais por esse universo e que nunca mais ouvirá o Nightfall in Middle-Earth da mesma forma!

❝Where can I run

How can I hide

The Silmarils?

Gems of treelight

Their life belongs to me

Oh it’s sweet how the

Darkness is floating around❞

(Into The Storm – Blind Guardian)

Thays Costa
Headbanger, prolixa e apaixonada por literatura, com preferência pelos temas mais macabros da ficção.