Domingo, 24 De Fevereiro De 2019

LOJA QUINTA CAPA

Lançamento | Dragão Negro (Claremont & Bolton)

Com Dragão Negro, a editora Pipoca & Nanquim traz mais um trabalho da dupla Chris Claremont e John Bolton, começando bem o ano de 2019.

 

 

2018 foi um ano espetacular para quem curte quadrinhos de excelente qualidade. Dentre as várias editoras do mercado, sem dúvida, a que mais se destacou foi a Pipoca & Nanquim, já que os editores prezam pela qualidade de suas publicações, no roteiro, desenhos e no formato das edições.

Contando com Marada, Um Pequeno Assassinato, Guardiões do Louvre, Blood, O Anel do Nibelungo, Cinco Por Infinito, entre outros títulos no seu catálogo, a editora começa o ano de 2019 muito bem, trazendo a segunda colaboração da dupla Chris Claremont e John Bolton: Dragão Negro.

Confira conosco as informações da edição, as imagens já divulgadas e a biografia dos autores.

DRAGÃO NEGRO

Chris Claremont & John Bolton

Da lendária dupla criativa responsável por Marada: A Mulher-Lobo, chega um conto de espada e feitiçaria com terror mitológico capaz de encantar o mais fervoroso fã de Game of Thrones!

O ano é 1193 da Era Cristã. James Dunreith, exilado pelo rei Henrique II, voltou para reivindicar a terra que é sua por direito de nascença. Acusado de feitiçaria, Dunreith é pressionado pela rainha Leonor da Aquitânia e incumbido de uma missão: encontrar uma pessoa que vem se rebelando contra a coroa e resolver a questão a qualquer custo; o problema é que essa pessoa já foi o seu melhor amigo. Ainda mais perigosa do que qualquer ameaça política é a conspiração para dominar os poderes ocultos ancestrais advindos daquela região, que podem desencadear o mal supremo. Será que o coração valente do herói e o poder das rainhas das fadas e do mundo terreno serão capazes de salvar a Inglaterra da voracidade do Dragão Negro? Publicada pelo selo Epic Illustraded, da Marvel Comics, Dragão Negro é uma incrível história de fantasia situada na Inglaterra medieval.

A edição da editora Pipoca & Nanquim traz a obra completa em 204 páginas, uma galeria de esboços e todas as capas originais em cores. Um clássico da fantasia medieval em quadrinhos que merece estar na coleção de todos os fãs.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

FICHA TÉCNICA

  • Editora Pipoca & Nanquim
  • Formato 21 x 30 cm
  • 204 páginas
  • Capa dura com acabamento brilho, hotstamp dourado e corte trilateral na cor preta.
  • Tradução de Bernardo Santana
  • 1ª edição – Fevereiro/2019
  • Preço de capa: R$ 69,90


BIOGRAFIAS

CHRIS CLAREMONT – Nascido em 1950, no Reino Unido, Chris Claremont foi criado em Long Island, lendo quadrinhos. Sua carreira profissional teve início quando se tornou editor-assistente na Marvel Comics, em 1969. Seu primeiro trabalho foi em Daredevil 102 (1973). Um ano depois, assumiu o título mensal do Punho de Ferro.

Em 1975, foi-lhe oferecido a série regular dos X-Men. Seu estilo de escrita na revista da equipe mutante diferia radicalmente da maioria dos escritores da época, o que foi aos poucos dando-lhe notoriedade e reconhecimento. Com personagens femininas retratadas de forma mais abrangente e um esquema de roteirização mais próximo do “método” usado por atores, em pouco tempo passou a receber elogios da crítica e a ser amado pelos fãs. O que se seguiu foi uma estadia de dezesseis anos consecutivos (1975-1991) em Uncanny X-Men, durante a qual criou importantes eventos, como A Saga da Fênix Negra e Dias de um Futuro Esquecido. Tais histórias levaram a popularidade dos mutantes da Casa das Idéias a picos inéditos e promoveram a criação de personagens, como Vampira, Mística, Emma Frost, Dentes-de-Sabre e Gambit. Outros trabalhos na Marvel incluem as revistas Mulher-Aranha, Quarteto Fantástico, Excalibur e Wolverine.

Ele também se orgulha de suas criações autorais, que incluem Sovereign7, Wanderers, The Winter King, Marada: A Mulher-Lobo e Dragão Negro. Claremont também criou histórias em prosa, como a série High Frontiers, e os romances de fantasia Shadow Moon, Shadow Dawn e Shadow Star.

JOHN BOLTON – Nascido em Londres, em 1951, Bolton estudou Artes Gráficas e Design quando jovem, mas foi somente um encontro ao acaso com a obra de Barry Windsor-Smith na faculdade que o levou a um fascínio pelos quadrinhos, que vem durando a vida toda.

Sua carreira se iniciou na revista inglesa Look-In, no começo dos anos 70. Logo depois, desenhou adaptações de clássicos do cinema como Dracula, One Million Years B.C. e Curse of the Werewolf para The Hammer House of Horror. Outro trabalho para o mesmo título foi o sacerdote caçador de demônios, Padre Shandor, uma série que também ilustrou para a influente revista Warrior.

Em 1981, a arte de Bolton atraiu a atenção de Ralph Macchio, editor da Marvel Comics. Ele procurou o desenhista para ilustrar as adaptações de Kull of Valusia, um bárbaro criado por Robert E. Howard. Foi esse trabalho que colocou Bolton no radar de Chris Claremont. Juntos, produziram Marada: A Mulher-Lobo e Dragão Negro para o selo Epic da Casa das Ideias. Bolton também trabalhou ao lado de roteiristas consagrados, incluindo Neil Gaiman em Os Livros da Magia, Mark Verheiden na adaptação de Evil Dead: Army of Darkness, Jamie Delano em Morcego Humano, e com o escritor, autor e diretor Clive Barker na continuação em quadrinhos de Hellraiser. Bolton continua a produzir sua arte ultrarrealista até hoje e está trabalhando atualmente na série Shame, ao lado do escritor Lovern Kindzierski.

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: