Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | The Bear, a série americana de 2022 é sobre cozinha

Nossas impressões sobre o sucesso de público e crítica, The Bear (O Urso). Não contém spoiler.

The Bear
The Bear (O urso) FX/Disney

Nossas impressões sobre o sucesso de público e crítica, The Bear (O Urso). Não contém spoiler.

The Bear me lembra muito Ted Lasso. Do nada, explodiu na boca do povo e redes sociais sem gastar um centavo de marketing. Bear (O Urso), foi tão fora da curva que as notas do público e crítica sobre a série são altíssimas, fez Jeremy Allen White, a estrela da série, ganhar o prêmio de melhor ator de série de comédia no Globo de Ouro deste ano.

The Bear é um drama comédia ambientado em um restaurante barra lanchonete de sanduíches no centro de Chicago. É uma produção original FX e está disponível no Star Plus (Disney). É sobre a jornada do chef “Carmy” Berzatto (Jeremy Allen White), uma estrela em ascensão da alta gastronomia americana, mas que acaba assumindo o falido restaurante barra lanchonete de sanduíches após a morte de seu irmão. O problema é que o negócio está quase falindo, seu irmão deixou diversas dívidas e a reputação literalmente no lixo.

Para tentar salvar o que sobrou do empreendimento, Carmy acaba conhecendo Sydney Adamu (Ayo Edebiri), uma jovem chef que tem uma visão incrível de negócio e os dois tentam criar um jeito para que sua comida faça sucesso ou que eles consigam ao menos pagar as dívidas. O outro problema é que o ambiente do restaurante barra lanchonete de sanduíche é todo viciado. Os funcionários não estão mais felizes, fazem o trabalho apenas por causa do dinheiro, todo dia aparece alguma coisa com defeito, não existe mais lucro, o cardápio é basicamente de comida pré-aquecida, ou seja, é uma dor de cabeça diferente toda vez que ele abre.

LEIA TAMBÉM:  Resenha | Titans (Original Netflix) - Primeira Temporada

E talvez o segredo da série seja isso. Enquanto o público está familiarizado com o funcionamento interno dos restaurantes modernos e egos inflamados de muitos chefs graças à Hell’s Kitchen ou MasterChef, The Bear tem sido elogiado por seu retrato assustadoramente preciso de como é realmente a vida dentro de uma cozinha dessas. Os movimentos tensos e assustadoramente rápidos dentro de um espaço minúsculo, o calor colossal do forno. Trabalhar nesse tipo de empreendimento não é fácil, nunca será e a série não esconde nada.

Mas The Bear, não apenas sobre uma Cozinha. É sobre como podemos falhar. Como o mundo ainda continua muito masculino neste universo e como isso pode ser ruim para toda uma cadeia de acontecimentos e personagens envolvidos: machismo na cozinha, o uso de drogas e principalmente a saúde mental dos chefs que vivem sempre na beira do precipício.

The Bear
FX/Disney

O diretor da série,  Christopher Storer, mais conhecido por seu trabalho na divertida série de comédia de 2019, Ramy, é um cozinheiro ávido e já trabalhou anteriormente em projetos culinários na TV. Ele combina cores profundas, sua fotografia é belíssima, caramba, belíssima! Além disso, ele gosta de enfatizar as mudanças de ambiente, assim a gente como telespectador, tem uma ideia do caos que é uma cozinha. O elenco levou tão a sério esse projeto que até o padeiro Marcus (Lionel Boyce) se matriculou em uma aula de cozinha de duas semanas para aprender a fazer comida de verdade. 

Mesmo parecendo uma série bem dramática até aqui, ela é engraçada, pequena, apenas oito episódios  que não duram 30 minutos. Você fica viciado muito rápido. Graças ao sucesso mundial, The Bear já renovou mais uma temporada, mas poderia ficar apenas com 08 episódios que era a ideia original do projeto? Poderia. Mas todo mundo quer saber mais sobre o que Carmy e o que seu grupo de cozinheiros problemáticos irão fazer no cardápio do dia. The Bear é simplesmente colossal e uma das séries mais originais de 2022. Recomendo sem medo. 

LEIA TAMBÉM:  Crítica Ligeira | 13 Reasons Why (2º Temporada)

Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.