Não deixe de conferir nosso Podcast!

Dica de Leitura | Incorruptível de Mark Waid (Devir)

Mark Waid tem uma proposta em Imperdoável: o que aconteceria se o Superman enlouquecesse e se voltasse contra o mundo. Agora, chega a vez do escritor mostrar o outro lado da moeda. Em Incorruptível, lançado pela Devir, um dos maiores vilões deste universo tenta se redimir e trazer certa paz para um mundo caótico.

Incorruptível Devir

Max Destrutor tentará preencher o vácuo deixado pelo Plutoniano, o grande herói da humanidade que enlouqueceu.

O maior vilão de um universo tenta se redimir ao ver o maior herói da humanidade se voltar contra ela, massacrando-a. Essa é a proposta rápida e direta de Incorruptível, do escritor Mark Waid, lançada até agora em dois volumes pela editora Devir.

Max Destrutor é um sociopata famoso que tem um momento de iluminação ao ver o Plutoniano, o maior herói do mundo, enlouquecer e massacrar uma cidade toda.

É interessante falarmos que, ao passo que Waid cria o Plutoniano como uma versão do Superman, Destrutor não seria seu Lex Luthor. Não, longe disso.

O principal antagonista do outrora mocinho é uma persona inteiramente nova, mesmo com vários traços clichês de todo vilão de quadrinhos. E é isso que torna interessante acompanharmos os passos do personagem e do seu rico elenco de coadjuvantes.

Destrutor é um sociopata que, quanto menos dorme, mas forte e invulnerável fica.

Claro que o efeito colateral da abstinência de sono do antigo vilão o leva a perda de raciocínio e todos os efeitos que a falta de dormir causa. E o pior, quando ele acorda, tem 1 hora sem seus poderes, sendo um problema e uma benção ao mesmo tempo, já que é o único momento em que pode sentir algo é aquele.

Incorruptível Devir
O grande problema de Incorruptível é a constante troca de seus desenhistas, tornando a arte bastante inconstante.

Em Incorruptível, Waid vai construindo aos poucos seu personagem principal, os ótimos coadjuvantes e os desafios que Destrutor vai encarar, de vilões que são antigos aliados dele a adoradores racistas do Plutoniano. O escritor de O Reino do Amanhã, Liga da Justiça e Vingadores entende bastante de quadrinhos de super-heróis para fazer as homenagens certas, mas desenvolvendo sua trama sem se prolongar muito.

A Devir já lançou dois volumes de Incorruptível, sendo eles Justiça a qualquer preço e A trilha da rendição, que contam com 16 capítulos da saga. Isso é bom, já que nos EUA a história teve 30 edições, sendo possível a Devir terminar toda a história apenas com mais dois encadernados.

Volume 1 de Incorruptível da Devir
A Devir tem oferecido para os leitores a opção de comprar Incorruptível e Imperdoável em capa dura ou cartão.

Para aqueles que se perguntam, sim, Incorruptível funciona umbilicalmente com sua história gêmea, Imperdoável, que também está perto de ter sua publicação completa no Brasil pela Devir, sendo recomendado ler tudo como uma grande saga.

Quem conhece o talento de Mark Waid, sabe que as sagas do Plutoniano e de Max Destrutor são uma boa oportunidade de acompanhar o que o escritor faz fora do eixo Marvel e DC. Para o leitor casual, é uma oportunidade de ler uma grande saga acerca da queda de um grande herói e a reabilitação de seu grande antagonista.

Volume 2 de Incorruptível da Devir
Um vilão em busca de redenção e um ótimo elenco de apoio acompanham as sagas de Imperdoável e Incorruptível.
Thiago Ribeiro
Thiago de Carvalho Ribeiro. Apaixonado e colecionador de quadrinhos desde 1998. Do mangá, passando pelos comics, indo para o fumetti, se for histórias em quadrinhos boas, tem que serem lidas e debatidas.