Não deixe de conferir nosso Podcast!

Quando a série de TV de “Y – O Último Homem” foi quase extinto de verdade

Y O Último Homem
DC Comics/Vertigo

Com estreia para 13 de setembro de 2021, “Y – O Último Homem” viveu um pesadelo na produção de sua primeira temporada.

 

 

Muita gente não sabe, mas “Y – O Último Homem” é um dos projetos mais problemáticos que a FX ousou fazer em sua história como emissora de TV. A HQ Braian K. Vaughan é considerada uma das melhores obras literárias do século 20. E não sou eu que estou falando. Corre atrás dos prêmios e resenhas desse quadrinho e veja a mágica acontecer.

Pois bem, antes dessa versão que vai estrear  em setembro como foi anunciado no trailer de lançamento esta semana (veja acima), o canal FX já havia feito um episódio piloto de sua adaptação. Mas a coisa foi tão complicada com a equipe de produção, atores e o canal que eles quase desistiram do projeto para sempre. Eu não sei bem o que aconteceu já que as informações são bem vagas sobre esse episódio piloto de “Y – O Último Homem”, mas acabou que quase tudo saiu errado. Porém, a FX corrigiu em tempo recorde o que havia dado errado e apostou de novo no projeto.

Para aqueles que não têm acompanhado  as notícias sobre “Y – O Último Homem” ao longo dos anos, a produção foi atormentada por muitos inícios, pausas, atrasos e refilmagens. Ela foi encomendada em 2015! O negócio foi tão complicado e caro que foi trocado o showrunner da série, roteiro e atores. Saiba mais aqui

E estamos falando ainda do primeiro episódio. Apenas em 2020 que eles retornaram às gravações, mesmo o mundo vivendo a Pandemia e, pelo que parece, finalmente a FX gostou do resultado final de sua adaptação.

Pode ser uma surpresa, mas o papel do protagonista Yorick Brown foi todo refeito, já que o ator que estava interpretando ele, Barry Keoghan saiu da série no início de 2020. Além dele, saíram a atriz Imogen Poots que iria interpretar Hero Brown (irmã de Yorick) e a atriz Lashana Lynch que faria a Agente 355.

Felizmente, os produtores da série foram capazes de preencher esses papéis com atores talvez até melhores que os originais, trazendo Ben Schnetzer (“Warcraft”) como Yorick, Olivia Thirlby (“Juno,” “Dredd”) como Hero e Ashley Romans (NOS4A2) fazendo a Agente 355.

Mas nem tudo foi tragédia no elenco original de “Y – O Último Homem”, do piloto original continuaram, a lenda das telas Diane Lane, que interpretará a mãe de Yorick e Hero, a congressista Jennifer Brown, junto com a conhecida rostos de Amber Tamblyn (“The Ring”), Marin Ireland (“The Umbrella Academy”) e Juliana Canfield (“Succession”).

Mas antes da gente assistir finalmente “Y – O Último Homem” na TV, primeiro vamos entender o que é de fato essa história que marcou os quadrinhos do século 20.

Se você está entre aqueles que ainda não mergulharam no mundo maravilhoso dos quadrinhos de “Y – O Último Homem” de Brian K. Vaughan, sua vida foi um erro até agora. A série durou apenas 60 edições e se for considerar os quadrinhos hoje, é bastante pequeno e rápido de ler.

Em 2002 a Terra mudou para sempre. Todas as criaturas com um cromossomo Y morreram instantaneamente ao redor do globo. Com a perda de mais da metade da população, a sociedade está à beira do colapso e cabe às mulheres o fardo de juntar os pedaços e tentar manter nossa civilização. Mas esse “generocídio” não foi tão completo assim. Por alguma misteriosa razão, Yorick e seu macaco de estimação foram poupados do extermínio. Do dia para a noite, esse desconhecido de vinte e poucos anos virou a pessoa mais importante do planeta e a chave para decifrar o mistério que varreu o sexo masculino do mapa. Só que para ele a pessoa mais importante do planeta é sua namorada, e ela está no outro hemisfério, na Austrália. E nada o impedirá de ir ao encontro dela. Nessa cruzada por um mundo pós-masculino, homem e macaco descobrirão quão valiosos se tornaram: um como prêmio, o outro como alvo. Y – O ÚLTIMO HOMEM, foi escrito como citado acima pelo roteirista Brian K. Vaughan e desenhado pela premiada artista Pia Guerra.

 O título da DC Comics / Vertigo foi lançado pela primeira vez em 2002, mas já existem versões encadernadas para compra.

Enquanto a série FX sem dúvida vai adaptar a narrativa de Vaughan aqui e ali, os espectadores podem, sem dúvida, esperar uma viagem emocionante e instigante, retratando um mundo ao mesmo tempo que parece estar à beira da extinção e renascimento. O texto de “Y – O Último Homem” é sem dúvidas, um dos melhores já escrito nas últimas décadas na literatura sobre o tema e espero que tudo ocorra bem com sua versão da TV!

A estreia está marcada para 13 de setembro na seção “FX on Hulu”, dedicada a produções da FX lançadas diretamente em streaming.

Já seu destino no Brasil está em aberto, após a Starzplay entrar na Justiça e paralisar os planos da Disney para lançar a Star+ (Starplus), nome da “Hulu brasileira”, que deveria ser inaugurada em 31 de agosto. A série era aguardada nesta plataforma.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.