S√°bado, 21 De Julho De 2018

Notícias sobre Filmes, Séries e Netflix

Resenha | NADA A PERDER (Jeff Lemire)

NADA A PERDER √Č UMA PUBLICA√á√ÉO QUE TRAZ O MELHOR DA ESCRITA DE JEFF LEMIRE: O DRAMA DAS RELA√á√ēES HUMANAS E O CONFLITO COM O PASSADO

Resultado de imagem para roughneck jeff lemire imagens

Ap√≥s os lan√ßamentos de¬†Condado de Essex,¬†O Soldador Subaqu√°tico¬†e¬†Black Hammer,¬†o nome de Jeff Lemire vem crescendo no meio dos quadrinhos, sendo sin√īnimo de qualidade quando faz tramas autorais, mais focadas no lado humano. √Č dessa forma que mais uma trabalho do quadrinista canadense chega ao p√ļblico brasileiro, dessa vez, atrav√©s da editora Nemo: NADA A PERDER.

Ao leitor que conhece o trabalho de Lemire em outras publica√ß√Ķes sabe o que pode esperar: uma trama muito focada no drama de seus personagens (explorar o lado humano dentro da narrativa √© claramente o forte do autor), a ambienta√ß√£o que chega a ser in√≥spita (aqui, como em Condado de Essex, Lemire ambienta a trama em seu pa√≠s natal, o Canad√°, pa√≠s onde o norte gelado √© opressor), ter que lidar com os fracassos pret√©ritos ou os dias de gl√≥ria que j√° se foram, e o h√≥quei (esporte popular no Canad√°, e conhecidamente violento).

Nada a perder (ou Roughneck, no original, que seria uma g√≠ria para trabalhador que usa da for√ßa bruta e que, tamb√©m, √© muito usado pelas equipes de esporte para significar trabalho pesado) trata da hist√≥ria de Derek Oulette, antigo jogador de h√≥quei que, ap√≥s ter alcan√ßado uma relativa fama no esporte, vive uma vida miser√°vel em uma cidadezinha no Canad√°. Acostumado a responder com viol√™ncia √† qualquer provoca√ß√£o, Derek vive no arm√°rio do zelador do est√°dio de h√≥quei local, relembrando o passado, enquanto tem problemas com a pol√≠cia por causa de suas atitudes violentas. At√© que o passado reaparece e ele precisa fazer algo para ser algu√©m melhor e, com isso, salvar da perdi√ß√£o a √ļnica parente que ele ainda se importa nessa vida.

Com o resumo da obra, percebe-se que Nada a perder n√£o vai economizar nas situa√ß√Ķes onde o drama ser√° intensificado. E o leitor que pensar que o excesso de dramatiza√ß√£o transforma a obra em algo ma√ßante est√° muito errado. Jeff Lemire √© muito h√°bil em fazer com que a trama avence enquanto trabalha seus personagens, sendo quando d√° pistas sobre os passados dos mesmos ou quando cria uma simbologia muito forte em suas imagens (note a figura do cachorro que sempre acompanhar√° o personagem e como o animal faz parte de dois traumas que arruinaram a vida de Derek Oulette).

Resultado de imagem para roughneck jeff lemire imagens dog

O autor, como faz na maioria das suas obras, com exceção de Black Hammer, assume os desenhos da obra também, e aqui faz o seu melhor trabalho, estando a qualidade dos desenhos muito acima de Condado de Essex, por exemplo, que é a obra mais premiada de Lemire. Os desenhos em quadros, quando a história precisa, dão lugares a enquadramentos tortos, páginas inteiras são usadas para destacar determinada ação e, principalmente, a uma interessante transição de cores devido aos acontecimentos da história.

Sem d√ļvida, ao lado do roteiro, a coloriza√ß√£o usada por Lemire √© o ponto alto da obra. Usando as cores azul, cinza e um branco opressor, Lemire consegue estabelecer bem o ambiente de ru√≠na emocional e frieza que seus personagens se encontram. Por√©m, o destaque √© mesmo para quando o passado √© apresentado para os leitores. Saem de cena as cores do inverno canadense e entra as cores fortes, dando um sentimento de calor √† obra, como se o passado fosse mais acolhedor que o presente miser√°vel. A coloriza√ß√£o √© t√£o importante que quando h√° um acidente que muda o destino da trama, as cores parecem se esvair, dando lugar ao branco.

Resultado de imagem para roughneck jeff lemire imagens car

Por√©m, se a cor branca se destaca na obra, o vermelho tamb√©m. Usado n√£o s√≥ para ilustrar a cor do sangue, o vermelho √© sinal de perigo constante para os personagens, at√© mesmo quando surge um indiv√≠duo¬† que pode arruinar os planos de Derek em salvar a √ļnica parente pelo qual ele se esfor√ßa o vermelho est√° presente nas cores da camisa do “vil√£o” da trama. √Č genial a transi√ß√£o entre cores, podendo chegar at√© a ser comparado com o trabalho que Sin City, de Frank Miller desenvolveu l√° nos anos 1990, onde tudo era em preto e branco at√© que uma cor, como o vermelho, entra-se para demonstrar alguma sensa√ß√£o.

Resultado de imagem para roughneck jeff lemire imagens

O trabalho da editora Nemo é apenas bom, mas com algumas escorregadas, fazendo com que a edição nacional de Nada a perder seja apenas regular. Não contando com numeração de páginas, um editorial que apresente a obra, nem mesmo a data de lançamento original da mesma, o volume brasileiro não conta com nenhum extra, apenas um páginas de agradecimentos de Lemire e uma rápida biografia na orelha do livro, além de elogios à obra.

Resultado de imagem para roughneck jeff lemire imagens car

Contando com um roteiro carregado no drama, mas que não se torna maçante em nenhum momento, Nada a perder pode ser colocada lado a lado com os outros excepcionais trabalhos de Lemire, como Condado de Essex. Os desenhos e a transição de cores fazem desse um dos trabalhos mais completos do autor e uma leitura essencial aos leitores já fãs do quadrinista canadense e para aqueles que querem acompanhar uma boa história de drama pessoal.

Cover Image

Ficha técnica:

  • Capa comum, com orelhas
  • 272 p√°ginas
  • Editora:¬†Nemo
  • Lan√ßamento: 8 de maio de 2018
  • 22,6 x 17,2 x 1,6 cm
Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: