Não deixe de conferir nosso Podcast!

10 mangás incríveis que você precisa ler antes de morrer

O universo dos mangás não teria sido o mesmo com os nomes dessa lista, confira!
berserk Kentarou Miura
Reprodução

O universo dos mangás não teria sido o mesmo com os nomes dessa lista, confira!

O mundo moderno transformou as pessoas um pouco mimadas em suas escolhas para passar o tempo, principalmente graças ao cinema, as séries,os serviços de streaming, quadrinhos e livros estão disponíveis para quem pode ou não pagar por esses serviços. Mas uma das experiências mais divertidas e emocionantes que você pode ter, pode ser encontrada nas páginas de um mangá.

Segundo a Editora JBC, “Mangá” é o nome dado às histórias em quadrinhos de origem japonesa. A palavra surgiu da junção de dois vocábulos: “man” (involuntário) e “gá” (desenho, imagem). Ou seja, mangá significa literalmente “desenhos involuntários”. Ao longo de sua história, houve muitas obras que se tornaram icônicas, gerando animes, filmes, bonecos e grande comoção ao redor do mundo. Eles são tão icônicos que a ideia de leitores ávidos perdê-los é de partir o coração.

Os mangás que foram listados aqui são verdadeiramente excepcionais, pois geraram mundos, visuais e legados fascinantes. Claro, inúmeros outros clássicos também merecem sua atenção, mas se você é um fanático por mangá que acabou de conhecer esse universo incrível, então essas são algumas das suas melhores opções para ler.

Menção honrosa para One Piece, Naruto, Bleach e Dragon Ball Z não serão incluídos, em favor de séries mais curtas/acessíveis.

 

10. A Voz do Silêncio  (Yoshitoki Ōima)

A Voz do Silêncio (Koe No Katachi)

Esse é o tipo de história que qualquer pessoa de qualquer idade pode ler, não importa a sua formação. Embora o “drama adolescente” muitas vezes possa ser um gênero não muito querido por algumas pessoas, A Voz do Silêncio ocupará com carinho um pedaço de seu coração, graças à sua narrativa sentimental e identificável.

A Voz do Silêncio conta a história de um jovem chamado Shoya, que sofre por seu passado inquieto e traumático. A gente descobre que ele foi um péssimo garoto na infância por intimidar uma garota surda e, como resultado, foi condenado e banido por seus colegas de classe. Anos mais tarde, depois de quase tirar a própria vida, ele procura se reconciliar tornando-se amigo da garota e redimindo seus erros.

A partir dessa sinopse, você provavelmente pode dizer que tipo de experiência é essa história e seu tema. Ele aborda sobre o “Bullying” de uma forma  honesta e crua admirável, mas ainda assim consegue ser engraçado e com uma leitura divertidíssima.

Ganhador de diversos prêmios no mundo todo, A Voz do Silêncio, no original Koe no Katachi, chegou a ser adaptado para as telonas no final de 2016, tornando-se um dos grandes sucessos do ano. 

Todas as ilustrações têm um senso de sutileza que faz com que as ações e maneirismos dos personagens parecem autênticos e pessoais. É um conto genuinamente comovente e imperdível.

 

9. The Drifting Classroom (Kazuo Umezu)

 

The Drifting Classroom
The Drifting Classroom (Kazuo Umezu)

Drifting Classroom é um dos mangás mais insanos da sua época ( 1972-1974). Se você adora terror e ainda não leu essa história, não perca tempo! Apesar de não ter sido lançado no Brasil, ele está disponível facilmente naqueles sites de scans que todos nós gostamos de acessar toda semana.

A história é sobre uma escola que é misteriosamente transportada para o futuro, forçando as crianças e professores a sobreviverem a um mundo pós-apocalíptico cruel e brutal.

O Drifting Classroom tem duas linhas de terror assustadoras. A primeira linha vem do pavor e horror de como lidamos com situações terríveis. Assistir os personagens perderem o controle da sanidade e voltarem aos instintos primários faz com que você questione exatamente o que faria em um caso semelhante, o que não é algo em que queira pensar.

A segunda linha de terror que ele traz é através das ilustrações. Há uma estranheza no mundo que é revelada com imagens impressionantes que jogam com uma sensação de escala e isolamento. Além disso, existem alguns designs de monstros no mangá que irão assombrar seus sonhos. 

 

8. Vinland Saga (Makoto Yukimura)

 

Vinland Saga
Vinland Saga (Makoto Yukimura)

Quando você pensa em mangá, é fácil imaginar personagens com golpes poderosos, magias que explodem planetas, ficção científica ou fantasia. Mas Vinland Saga existe para provar que uma história é tão empolgante quanto, já que este mangá fala sobre os Vikings.

O início simples e quase humilde de Vinland Saga explora as manobras vingativas de Thorfinn, um jovem que foi levado pela tripulação de mercenários que matou seu pai. Ele busca vingança contra o líder da tripulação, Askeladd, enquanto luta por eles como um guerreiro. A partir daí, a série se expande em uma variedade de arcos diferentes, explorando muitas facetas da história nórdica. É quase inacreditável que o autor não seja um nórdico pela a estrutura histórica e narrativa.

Thorfinn é um dos personagens mais legais da história do mangá. A simplicidade de seu objetivo torna mais fácil gostar dele de cara, e sua cabeça quente é uma maneira fascinante de manter o conflito em andamento.

Além disso, há uma quantidade surpreendente de humor, algumas ilustrações de batalha impressionantes, contexto histórico delicioso e uma série de personagens divertidos que farão você querer pegar um machado de batalha e viver a vida viking. Embora isso não seja recomendado.

7.Blade, A Lâmina Do Imortal  (Hiroaki Samura)

 

Blade, A Lâmina Do Imortal  (Hiroaki Samura)
Blade, A Lâmina Do Imortal  (Hiroaki Samura)

Em muitas histórias, a imortalidade é apresentada como um objetivo a se alcançar, mas o personagem principal desta saga discorda disso totalmente. Blade, A Lâmina do Imortal não só busca atacar o prestígio de viver para sempre, mas mostra ativamente enquanto seu protagonista busca se livrar da maldição, provando que, de muitas maneiras, a morte é a melhor opção.

Este mangá segue um samurai chamado Manji que é amaldiçoado com a imortalidade. Para encontrar a mortalidade novamente, ele deve matar 1000 homens mais ruins que ele, e através desta missão, ele encontra uma jovem chamada Rin, por quem promete buscar vingança depois que um mestre espadachim mata seus pais.

Há uma sensação convincente de dualidade em A Lâmina do Imortal, uma vez que concilia a violência brutal com um sentimento de perseverança entre Manji e Rin; com muito sangue, vísceras e lutas de espadas que parecem obras de artes por causa dos movimentos do protagonista e suas espadas.

Blade, A Lâmina do Imortal é uma narrativa direta que enche seu mundo de cores e emoções complexas, tornando-a algo em que você pode realmente se apaixonar.

 

6. Fullmetal Alchemist (Hiromu Arakawa)

6. Fullmetal Alchemist (Hiromu Arakawa)
6. Fullmetal Alchemist (Hiromu Arakawa)

Se tem lista de mangá, terá FMA. Fullmetal Alchemist é uma série quase perfeita que criou dois animes incríveis e filmes inesquecíveis para a indústria das animações. No entanto, se você deseja vivenciar a história dos irmãos Elric em toda a sua glória, deve ler o mangá.

Esta aventura épica segue Edward e Alphonse Elric, duas crianças alquimistas que tentaram trazer sua mãe de volta à vida e pagaram um braço (literal), perna e corpo inteiro por isso. Agora, eles procuram a lendária Pedra Filosofal em uma missão para recuperar seus corpos perdidos.

O mundo das FMA está repleto de charme e criatividade. Você encontrará algo fantástico em cada capítulo, desde a tecnologia inspirada no steampunk até a organização alquimista governamental do estado, cidades e vilarejos humildes.

Parte do que torna o FMA tão emocionante é como ele equilibra entre uma história abrangente e aventuras únicas. A busca pela Pedra Filosofal leva os irmãos a muitos lugares, onde eles encontram uma série de personagens e desafios, o que significa que você não ficará entediado por um segundo.

Você lê e se diverte – essa é a lei da troca equivalente.

 

5. 20th Century Boys (Naoki Urasawa)

 

20th Century Boys (Naoki Urasawa)
20th Century Boys (Naoki Urasawa)

Dificilmente será novidade para você saber que os cultos são, por direito e natureza, algo não muito legal. Essa ideia de culto a personalidade de um líder é que transforma 20th Century Boys em algo que era apenas para  gerar uma história aterrorizante sobre cultos.

20th Century Boys conta como Kenji Endo, um gerente de loja de conveniência começa a ficar preocupado com a crescente popularidade de um líder de culto chamado Amigo. Ele logo descobre uma conspiração que se relaciona a ele e seus amigos de infância e pode trazer perigo para o mundo inteiro.

Embora o mistério central seja emocionante, há também uma saborosa sensação de nostalgia nessa história, já que há uma enxurrada de referências ao rock ‘n roll clássico (o título é baseado numa música da banda T.Rex) e anime/mangá dos  60 e 70. Por causa disso, sua narrativa pesada, muitas vezes se torna irreverente e divertida de ler.

20th Century Boys tem tudo que o transforma numa obra prima do gênero: humor, aventura, emoção e uma identidade única.

Esse vale a pena.

 

4. Nausicaä Of The Valley Of The Wind (Hayao Miyazaki)

Nausicaä Of The Valley Of The Wind (Hayao Miyazaki)
Nausicaä Of The Valley Of The Wind (Hayao Miyazaki)

Hayao Miyazaki é mais conhecido por ser o pai do Studio Ghibli e, em muitos aspectos, o homem por trás da popularização dos filmes de anime em todo o mundo. No entanto, embora seja mais conhecido por filmes preciosos e ganhadores de Oscar, ele também trouxe sua mágica característica para o mangá.

Nausicaa Of The Valley Of The Wind (Nausicaä do Vale do Vento) conta a história da princesa que dá nome ao título, que vive em um mundo pós-apocalíptico devastado pela guerra e agora sofre de um ecossistema em colapso como resultado. Sobreviver nesta selva tóxica já é difícil, mas Nausicaa pretende ir mais longe, trazendo paz a este mundo.

Provavelmente nem é preciso dizer que a história contém uma mensagem convincente sobre o ambientalismo e a decadência da humanidade, que parece prevalecer agora mais do que nunca. Ele preenche este conto de moralidade com personagens maravilhosos, um rico mundo de fantasia e lindas ilustrações.

Tem tudo o que você esperaria de Miyazaki; uma história envolvente, uma sensação de algo grande acontecendo ao redor, elementos sombrios e uma criatividade que é difícil de copiar. Ano passado anunciaram que Nausicaä seria lançado pela editora JBC, mas até agora, por causa da pandemia, ainda não saiu.

 

3. Akira (Katsuhiro Otomo)

 

Akira
(Reprodução)

A história de Akira é um dos primeiros exemplos do gênero cyberpunk  que ficou conhecido por todo o planeta graças ao mangá e o anime.Conta uma história aterrorizante e inspiradora que combina ficção científica com fantasia psíquica, e você será fisgado desde a primeira página.

Akira se passa na futurística cidade de Neo-Tokyo e mostra como o líder de gangue de motoqueiros  Kaneda luta para impedir que seu amigo de infância Tetsuo destrua a cidade e desperte o Akira (um poderoso garoto que quase destruiu a humanidade com seus poderes). O Tetsuo mentalmente instável despertou recentemente poderes telecinéticos, que não produzem nada além de destruição por onde passa.

Se você adora ficção científica e nunca leu Akira, sua vida foi um erro até agora. É uma experiência profunda e significativa que aborda questões de poder, turbulência política, história japonesa, militares, experimentação antiética e muito mais. Pode parecer uma simples história de ficção científica à primeira vista, mas isso é apenas a ponta do iceberg.

 

2. Uzumaki (Junji Ito)

 Uzumaki (Junji Ito)
Uzumaki (Junji Ito)

O horror é um gênero que tem muito alcance. Existe uma legião de pessoas que ficam felizes em assistir a um filme de terror ou ler um livro do gênero. Mas, uma vez que você mergulhe no mundo bizarro de Junji Ito, você entenderá o verdadeiro significado do medo. O trabalho desse mangaka é lendário e Uzumaki é sua magnum opus.

Uzumaki conta uma estranha história sobre uma cidade que é atingida por uma misteriosa maldição envolvendo espirais. Você lê enquanto o local tranquilo mergulha na insanidade, tudo através dos olhos de um adolescente do ensino médio.

Parte do que torna o trabalho de Ito tão grande é a sensação de pavor inevitável que ele traz a seus projetos. Isso pode ser visto em Uzumaki pela carga pesada da narrativa, enquanto você sente a cidade lentamente entrando em destruição e a ansiedade que vem de sua incapacidade de escapar da desgraça inevitável.

Além disso, Ito é conhecido por produzir algumas das imagens mais aterrorizantes já vistas no terror (imagem em destaque), e esta história está repleta desse tipo de ilustrações que são o próprio pesadelo.

Não seja um tolo e vá atrás de Uzumaki.

 

1. Berserk (Kentaro Miura)

berserk Kentarou Miura
Reprodução

O universo da fantasia adulta é tão profundo quanto as Minas de Moria. Game of Thrones, The Witcher, A Roda do Tempo e muito mais provaram que criaturas míticas e mundos mágicos não são todos raios de sol e arco-íris. Mas, uma série vai ainda mais longe e pode ser facilmente rotulada como uma das melhores do gênero: Berserk.

Esta saga épica segue um espadachim solitário chamado Gutts, que se apaixona por um grupo de mercenários conhecido como O Bando do Falcão. Lá, ele é sugado por seu líder, Griffith, um homem carismático com o sonho de governar seu próprio reino. No entanto, o tempo que passam juntos dá uma guinada perigosa conforme o mundo ao redor deles muda, e a jornada de Gutts torna-se uma luta contra as próprias forças das trevas.

Berserk é implacável em seu desespero, e você lutará para encontrar uma história cheia de mais trauma e pessimismo do que essa. Mas infelizmente nunca saberemos o que acontecerá com Gutts e sua jornada pela terra do pecado e desespero.

Kentaro Miura – faleceu tragicamente no início deste ano. Não há melhor maneira de homenagear o artista lendário do que pegar uma cópia da obra de sua vida e ler. Mesmo sem um fim, até onde ele conseguiu escrever e desenhar, Berserk é uma obra-prima do horror fantástico.

Texto original: MICHAEL JOHN-DAY

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.