Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | Além do Mal é um thriller sólido e incrível

Além do Mal
JTBC/Netflix

Esta resenha crítica de “Além do Mal” contém alguns spoiler. Está disponível na Netflix e vale cada segundo!

Séries policiais precisam prender o telespectador do primeiro minuto até o último minuto do último episódio. Em vez de absorver passivamente o enredo, nós, os telespectadores, participamos ativamente da série incorporando os sentimentos e ações dos personagens. 

Além do Mal (Beyond Evil-괴물), série coreana de suspense psicológico e investigação policial, ficou disponível no catálogo da Netflix no dia 15 de julho. Dirigido por Shim Na Yeon e escrito por Kim Soo Jin, o thriller foi transmitido pela JTBC (rede a cabo de televisão sul-coreana) de 19 de fevereiro a 10 de abril de 2021, contando com um total de 16 episódios. Recebeu sete indicações no 57th Baeksang Arts Awards e foi vencedor em três categorias, recebendo os prêmios de Melhor Drama, Melhor Roteiro e Melhor Ator (Shin Ha-kyun).

“Além do Mal” é o tipo de K-Drama que faz você se apaixonar pela história nos primeiros minutos. Com a produção delicada, o enredo e as atuações incríveis dos atores, tornou-se um grande sucesso de público e crítica.

“Quem é o mal. É você ou eu? Ou somos nós? ” Situado em uma pequena cidade fictícia de Manyang, “Além do Mal” é uma história que investiga a natureza multifacetada humana, sobre uma série de assassinatos e desaparecimentos de jovens mulheres há anos. No centro da trama está Lee Dong Sik (Shin Ha-Kyun), um policial que tem sua vida pessoal cheia de problemas. Apesar de ter nascido e criado em Manyang, ele é um estranho indesejável na cidade. Ele perdeu sua irmã no incidente que colocou Manyang nos holofotes da mídia. Além disso, Lee Dong Sik acabou virando suspeito desse crime, por causa disso, sua família foi dilacerada literalmente.Embora a polícia o tenha libertado das acusações do caso, a maioria dos habitantes da cidade ainda duvidam dele.

Além do Mal
JTBC/Netflix

Uma das propostas da trama de “Além do Mal” é confundir o telespectador. Eles criam seu protagonista como o principal suspeito, depois mostra que ele teve uma vida solitária e dolorosa. Em seguida aparece um corpo de uma das jovens desaparecidas há 20 anos.

Para piorar a vida de Lee Dong Sik, a jovem que ele considerava sua filha, Kang Min Jeong também desaparece. Ela é filha de Kang Jin Mook (Lee Kyu Hoe), dono do supermercado local, mas Lee Dong Sik adorava a jovem como parte de sua família. 

O serial killer acaba voltando e seu “Modus Operandi” é igual aos acontecimentos do passado. Se encontram apenas os dedos de Kang Jin Mook, assim como quando a irmã de Dong Sik, Lee Yoo Yeon, desapareceu. Com outro incidente que agitou Manyang, Lee Dong Sik  viu novamente no centro de um novo turbilhão de emoções e reviravoltas investigativas. Será Lee Dong Sik o suspeito?

Do outro lado da narrativa, temos o tenente Han Joo Won (Yeo Jin-Goo). Ele foi transferido para a delegacia de Manyang e desde que colocou os olhos em Lee Don Sik, acredita que seja suspeito. Mostrando essa desconfiança abertamente e causando conflitos pessoais e profissionais com todos da cidade e principalmente seu novo companheiro de trabalho. A feroz batalha psicológica entre os dois é o que impulsiona o enredo de “Além do Mal”. Lee Dong Sik o policial que não se importa mais com regras e Han Joo Won o policial que levará a justiça a qualquer custo.

Além do Mal
JTBC/Netflix

No entanto, esse K-Drama não é simplesmente sobre dois investigadores da polícia ficando desconfiados e desconfiados um do outro enquanto tenta capturar um serial killer. “Além do Mal”  examina os sentimentos obscuros, complexos e ocultos de todas as pessoas relacionadas aos acontecimentos do incidente brutal de vinte anos. E esse  abismo se desdobra de várias formas. 

Pode ser tão perturbador quanto Kang Jin Mook e seu segredo sombrio. E pode ser tão desamparado e egoísta quanto a fé que Park Jeong Je e Oh Ji têm em Dong Sik. Ou pode ser tão doloroso e ultrajante quanto Yoo Jae Yi, que entende os comportamentos insanos de Dong Sik, e Lee Dong Sik, que não teve escolha a não ser quebrar a lei e seus princípios. É uma coisa impressionante os desdobramentos do decorrer de todo o K-Drama.

“Aém do Mal” escapa do padrão convencional de um thriller coreano que geralmente se concentra na mudança psicológica dos personagens, priorizando cenas cruas e uma estrutura de enredo que conflita com o culpado. A questão de quem é o mal iluminando uma sociedade que dá origem a um mal causa danos a outros. Manyang (administração e empresários) ainda trata Dong Sik como um criminoso e o considera um obstáculo para seus projetos de desenvolvimento. Apesar do pano de fundo ser um triller policial que busca respostas para um assassinato sombrio e brutal, eles estão falando de currupção na política local, na policia e quem pode lucrar com aquilo ou não. Então sempre fica  a pergunta: Quem é Mal?

Os plots são sólidos. Cada episódio choca os espectadores com reviravoltas inesperadas da história, embora a narrativa conte com profundidade a relação dos personagens. Quanto mais perto tentamos chegar à verdade em “Além do Mal”, mais ela se afasta. E isso dura por todos os 16 episódios.

Contar o final seria estragar tudo. Mas vai por mim, estamos diante de um clássico sul-coreano que vale a pena cada segundo. Recomendo.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.