Não deixe de conferir nosso Podcast!

Estreia na Netflix minissérie inspirada no livro sobre incêndio da Boate Kiss

A minissérie de cinco episódios é inspirada no livro-reportagem Todo dia a mesma noite, de Daniela Arbex, sobre a tragédia em Santa Maria (RS)

Inspirada no livro-reportagem de Daniela Arbex, série Todo dia a mesma noite, que retrata o incêndio na boate Kiss, chega à Netflix nesta quarta-feira, 25/01

No ano em que o incêndio na boate Kiss, que deixou 242 mortos, completa dez anos, chega à Netflix uma minissérie de cinco episódios inspirada no livro-reportagem Todo dia a mesma noite, de Daniela Arbex, sobre a tragédia em Santa Maria (RS). A produção homônima estreia nesta quarta-feira (25/01), com Julia Rezende (Um namorado para a minha mulher) na direção e roteiro de Gustavo Lipsztein (Tensão em alto mar). Trata-se de uma dramatização do trabalho de apuração da premiada jornalista, que atuou como consultora criativa da série. Paulo Gorgulho (Pantanal, Segunda chamada), Debora Lamm (Amor de mãe) e Thelmo Fernandes (Coisa mais linda) estão entre os nomes que compõem o elenco. O trailer está disponível aqui.

Publicado pela Intrínseca em 2018, Todo dia a mesma noite é resultado de dois anos de trabalho intenso. Para escrever a obra, Daniela Arbex analisou as 20 mil páginas que compõem o Caso Kiss na Justiça e fez entrevistas com mais de 100 pessoas de Santa Maria — ouvindo mães e pais de vítimas, sobreviventes, peritos, o ex-prefeito da cidade e até profissionais de saúde que falaram sobre o caso pela primeira vez. Depois de transcritos, os depoimentos ocuparam cerca de 5 mil páginas no computador da autora. Com base nesse material, ela reconstrói cenas do dia do incêndio, mostra como o episódio abala ainda hoje a cidade e dá aos números e aos fatos a dimensão humana necessária.

Da chegada da primeira equipe de bombeiros ao local do desastre até as últimas reviravoltas do processo nos tribunais, passando pelo resgate dos sobreviventes, pela etapa de reconhecimento dos corpos, pelas histórias dos que perderam filhos, irmãos, amigos, namorados e namoradas e por muitos outros momentos cruciais, Todo dia a mesma noite apresenta aos leitores o retrato de uma comunidade marcada pela perda. Além disso, revela com ineditismo a frieza de algumas autoridades públicas diante da tragédia. Dolorosa porém indispensável, a obra conduz a uma compreensão ampla das consequências de descuidos banalizados por empresários, políticos e cidadãos, ajudando a erguer um memorial para que essa noite tenebrosa jamais caia no esquecimento.

LEIA TAMBÉM:  Philip Roth E A América Exposta

Com prefácio de Marcelo Canellas, premiado repórter do Fantástico, quarta capa assinada por Marcelo Beraba, diretor do Estadão em Brasília e conselheiro da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), e imagens feitas pela fotojornalista Marizilda Cruppe, a obra de Daniela Arbex é uma impactante tomada de consciência, um despertar de empatia pelos jovens que tiveram o futuro barbaramente interrompido.

Daniela Arbex já conquistou diversos prêmios/Foto: Carmelita Lavorato

A autora

DANIELA ARBEX é autora do best-seller Holocausto brasileiro, reconhecido como Melhor Livro-Reportagem do Ano pela Associação Paulista de Críticos de Arte (2013) e segundo melhor Livro-Reportagem no Prêmio Jabuti (2014). O livro foi adaptado para documentário pela HBO e inspirou a série de ficção Colônia, exibida pela Globoplay. Em 2015, Daniela lançou Cova 312, vencedor do Prêmio Jabuti na categoria Livro-Reportagem (2016). Em 2020, publicou Os dois mundos de Isabel, primeira biografia escrita por Arbex, no mesmo ano em que ela foi eleita a melhor repórter investigativa do Brasil pelo Troféu Mulher Imprensa. Seu último lançamento, Arrastados (2022) narra em detalhes reveladores o rompimento da Barragem de Brumadinho, a maior tragédia humanitária do país, ocorrido em 2019. Daniela Arbex tem ainda outros 20 prêmios nacionais e internacionais no currículo, entre eles três Esso e o americano Knight International Journalism Award. Foi repórter especial do jornal Tribuna de Minas por 23 anos e atualmente dedica-se à literatura.

Jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí com mais de 20 anos de atuação na área, sempre com destaque para área cultural, principalmente no campo das histórias em quadrinhos, cinema e séries.