Não deixe de conferir nosso Podcast!

Resenha | Impéryo vol. 01 (Dan Slott, Al Ewing & Valerio Schiti)

Impéryo é mais uma mega saga de super-heróis Marvel. É genérica? Sim, mesmo com algumas ideias boas e um sentimento de nostalgia, pois resgata a mitologia dos Vingadores da década de 1970, tratando de temas como as raças alienígenas Kree e Skrulls, e a guerra entre esses povos, além de ser diretamente ligado à saga da Madona Celestial.

Hulkling arte
O imperador Hulkling une as raças antagonistas Kree e Skrull. E seu primeiro ato é declarar guerra à Terra.

Impéryo é a mega saga de 2020 da Marvel que chega agora ao Brasil pela Panini. Com o intuito de reunir os heróis da terra contra mais uma invasão alienígena, o título é escrito por Dan Slott e Al Ewing.

E já vamos entrando em um assunto que me incomodou bastante: era para ser uma saga dos Vingadores e do Quarteto Fantástico, porém, o destaque aqui é pra equipe de Homem de Ferro, Capitão América e Thor, deixando os quatro fantásticos como figurantes de luxo ou pior, mero pano de fundo. Isso é muito frustrante.

Arte do Quarteto Fantástico
Após alguns anos com o título cancelado e sendo ignorado pela própria Marvel por conta de direitos autorais nos cinemas, o Quarteto Fantástico retornou para o universo tradicional Marvel. Infelizmente, com roteiros fracos e nada marcantes. E Impéryo só demonstra essa fase sem sal da equipe.

E a decepção quando se fala em Impéryo não ocorre só por conta do roteiro da trama, que é difícil de empolgar. Pois se dá, também, por causa dos desenhos sem brilho. Nesse primeiro volume, temos dois especiais para contextualizar a história (sendo a primeira a melhor, disparada!) e, quando a saga começa mesmo, na metade da edição, os desenhos de Valerio Schiti estão genéricos e preguiçosos.

Uma pena, pois Schiti é um bom desenhista, mas tudo parece cansado em Impéryo, mesmo com algumas boas abordagens, como o futuro da aliança Kree/Skrull e o impacto em seus soldados.

Arte de Valerio Schiti
Os desenhos estão sem brilho, infelizmente, o que faz mal para uma mega saga de uma editora, que funciona como um grande filme blockbuster em vendas e divulgação no seu ano de lançamento.

É uma dupla frustração, pois a hq tem no roteiro Al Ewing, que está dando um show em O Imortal Hulk para a Marvel. Se esperava mais dessa dupla (Ewing e Schiti) de criadores.

Dan Slott também co-escreve Impéryo, porém, com a atual fraquíssima fase do Quarteto Fantástico, não se esperava nada de espetacular vindo dele. E não veio mesmo, levando em consideração esse começo da história.

E uma coisa é bom comentar: não mostrem essa edição para os fundamentalistas religiosos de plantão, pois o casal gay Hulkling, em especial, e Wiccano são o centro da história em parte dessa saga. O mesmo casal gay que fez com que o ex-prefeito do Rio de Janeiro desse um surto de pelanca e mandasse recolher o quadrinho dos Jovens Vingadores.

Hulking e Wicano
Faz tanto tempo que a Marvel não dá destaque aos Jovens Vingadores nos quadrinhos que recebemos atualização a jato na segunda edição do Volume 01 de Impéryo.

A edição da Panini está muito boa neste formato que adotou para suas revistas mensais, mesmo este sendo um título especial. Um editorial contextualizando tudo, capas originais e extras e os créditos dos autores preenchem a edição. É um material que encareceu a vida do leitor de quadrinhos? Sim, mas não se pode falar que não é mais prático ler mega sagas logo em encadernados que terão menor número (só 3, aqui).

Resumindo, a impressão do volume 01 que Impéryo passa é de tédio e de uma saga cansada já em seu nascimento. O que torna tudo mais decepcionante, pois os autores envolvidos realizam histórias que se destacam.

Capa do volume 01 de Impéryo.

Ficha Técnica

  • Capa cartão, com 120 páginas;
  • Editora Panini;
  • Lançamento em março de 2021;
  • Preço de capa: R$ 22,90;
  • Tamanho: 17 x 26 cm.
  • 5/10
    Roteiro - 5/10
  • 6/10
    Desenhos - 6/10
  • 6/10
    Narrativa - 6/10
  • 7/10
    Edição Nacional - 7/10
6/10

Summary

Prepare-se para o primeiro megaevento da Marvel Comics em 2021! Quando velhos aliados fazem um chamado de emergência para os Vingadores, espalha-se a notícia de uma nova ameaça capaz eliminar toda a humanidade e refazer o Universo Marvel! Na Área Azul da Lua, ressurge uma figura messiânica, vinda diretamente do passado dos maiores heróis da Terra. E, nas profundezas do espaço, uma guerra milenar acaba de forma inesperada. Enquanto os Vingadores se preparam para a batalha, o Quarteto Fantástico prefere uma saída diplomática. e se as equipes não se entenderem, quem sairá perdendo será a humanidade!

Thiago Ribeiro
Thiago de Carvalho Ribeiro. Apaixonado e colecionador de quadrinhos desde 1998. Do mangá, passando pelos comics, indo para o fumetti, se for histórias em quadrinhos boas, tem que serem lidas e debatidas.