Não deixe de conferir nosso Podcast!

Tudo que precisa saber sobre Kate Bishop e sua série no Disney Plus

Disney/Marvel confirmam Haillee Steinfeld fazendo a Kate Bishop, na nova séria do Disney Plus.
Kate Bishop
Reprodução (Mashable India)

Disney/Marvel confirma Haillee Steinfeld como a nova protagonista de sua série original, Kate Bishop, a Hawkeye! Conheça mais sobre uma das heroínas mais importantes da nova geração de leitores da Marvel.

É oficial! Hailee Steinfeld é a versão da UCM de Kate Bishop, graças à filmagem clandestina do set da série do Disney + Hawkeye. No pequeno vídeo também está Jeremy Renner, mais uma vez interpretando Clint Barton numa cena dentro de uma plataforma de metrô.

 

Talvez tão importante quanto, vemos um misterioso golden retriever juntar-se a Renner e Steinfeld na cena acima. Tem muita gente confirmando que é Lucky The Pizza Dog – célebre companheiro canino de Barton e Bishop nos quadrinhos.

Apesar de todo o barulho causado nas redes sociais graças sobre a personagem e atriz, muita gente ainda não conhecem a Kate Bishop e estamos aqui para explicar algumas coisas importantes sobre ela que deveriam saber. Deixarei Hawkeye porque será assim o nome da série aqui no Brasil também.

Ela parece mais o Oliver Queen do que o Barton

Oliver Queen
DC Comics

Muitos super-heróis têm histórias de origem questionáveis envolvendo outras dimensões e/ou desastres intergalácticos e/ou mutações radioativas. Mas as coisas não aconteceram assim para Katherine Bishop. Ela ganhou o codinome “Hawkeye” durante uma época em que Clint Barton foi dado como morto. Assim como o Hawkeye original, os poderes de Bishop – e não há nada de sobrenatural neles – incluem uma disposição para praticar arco e flecha e combate corpo a corpo como se sua vida dependesse disso, o que muitas vezes depende. Mesmo Clint voltando ao manto, Kate continua usando o codinome por merecimento próprio.

Como uma das herdeiras da Bishop Publishing, a segunda Hawkeye nasceu multimilionária – o que significa que ela tem um pouco mais em comum com aquele outro atirador de quadrinhos fantasiado: Oliver Queen, conhecido como Arqueiro Verde da DC. As principais diferenças entre Bishop e Oliver Queen são provavelmente geracionais. O roteirista da Mulher Maravilha Allan Heinberg e Jim Cheung criaram Bishop em meados dos anos 2000, então, ao contrário do  Arqueiro Verde, ela nunca teve que passar por uma reinicialização ou nova origem nos quadrinhos da Marvel.

No início 2012 nos quadrinhos Hawkeye, Barton descreve Bishop como “a melhor e mais talentosa arqueira que já conheci”.

Alguns dos melhores quadrinhos da Marvel nos anos 2010 são os de Kate Bishop

Kate Bishop
Marvel Comics

 

Dizer que Hawkeye de Matt Fraction e David Aja (2012) é o melhor quadrinho da Marvel dos anos 2010 é o mais próximo de uma declaração objetiva que alguém pode chegar ao falar palavras como “o melhor” em referência à cultura ou arte. No mínimo absoluto, está em algum lugar entre os três primeiros. Risos.

Mas é sério mesmo.

Matt Fraction escreveu um Clint Barton como um homem comum danificado que se sente fora de seu elemento lutando contra robôs e alienígenas por ser um Vingador. Lembrou que isso aconteceu nos filmes? Os Vingadores definitivamente deixam o público imaginar o que esse cara com um arco e flecha traz para a equipe. Bishop – cujo codinome, mais uma vez, também é Hawkeye – compensa as tendências inseguras e cansadas de Barton com uma irreverência e otimismo fundamental. Apesar do quadrinho trabalhar com os dois personagens na mesma medida, ela é provavelmente a mais divertida de se ler.

Embora não seja tão essencial para a série como um todo, Kate Bishop está na equipe dos Jovens Vingadores (2013) de Kieron Gillen e Jamie McKelvie.  E Jovens Vingadores foi fundamental para The Wicked + The Divine, o projeto de maior sucesso de Gillen e McKelvie na editora Image Comics.

Às vezes, ela trabalha como uma heroína de aluguel 

Kate Bishop
Marvel Comics

 

Kate Bishop apareceu pela primeira vez na equipe Jovens Vingadores em 2005. No entanto, a maioria dos leitores provavelmente a encontrou pela primeira vez em Fraction and Aja’s Hawkeye sete anos depois.

Nos quadrinhos, depois de ajudar Clint Barton com muito esforço – que vão desde uma missão de sabotar super criminosos – Bishop depois vai com Barton e Lucky the Pizza Dog para um novo começo em Los Angeles. Ao chegar, ela descobre que todos os seus cartões de crédito foram cancelados misteriosamente. Assim ela começa também a procurar um emprego pela primeira vez literalmente em sua vida privilegiada. Por causa disso, entra no negócio como uma solucionadora de crimes profissional, levando-a a uma sequência de aventuras peculiares e bizarras nas ruas. Embora ela retorne a Nova York antes do final da temporada da história de Matt Fraction, ela ainda abre uma loja em L.A.

Certa vez, ela namorou um cara 

Marvel Boy
Marvel Comics

 

Uma carreira na luta contra o crime fantasiada oferece poucos benefícios sociais. Manter um relacionamento romântico de longo prazo saudável torna-se virtualmente impossível. Mas pelo lado bom, pelo menos os super-heróis em equipes têm praticamente todos casos que precisam ter  uns com os outros. O que mais as pessoas em roupas de spandex podem fazer extraordinariamente bem quando o mundo não precisa ser salvo? Dá um rolê com boy ou girl magia.

Indiscutivelmente, Hawkeye teve romances mais significativos com um dos membros dos Jovens Vingadores, Thomas Shepherd, a.k.a. Speed, e Elijah Bradley, a.ka. Patriota, e parece que agora nos quadrinhos ela está namorando Johnny Watts, também conhecido como Fuse.

Mas não podemos esquecer, claro, de Noh-Varr – o ex-namorado mais legal de Kate Bishop. Criado por Grant Morrison e J.G. Jones em 2000, o anti-herói ocasionalmente chamado como Marvel Boy chegou à Terra como o único sobrevivente de uma nave Kree acidentada enviada de outra dimensão em uma missão diplomática. Além de todos os outros poderes tipicamente associados aos guerreiros Kree – força, vôo, invulnerabilidade, e assim por diante – Noh-Varr empunha lascas de unha explosivas e mortais, saliva com propriedades semelhantes ao LSD, e há pelo menos um fio ou dois de barata emendados seu DNA. O cara é maneiro.

De qualquer forma, no início de seu relacionamento, Noh-Varr dá a Hawkeye um arco puramente radical e com bastante ficção científica. Ela desenvolve a engenhoca épica e volta a usar flechas depois que o Marvel Boy termina com ela para voltar com seu ex.

 

Ela  já viajou por universos alternativos

Jovens Vingadores
Marvel Comics

A primeira pergunta é: quem dos heróis da Marvel não pulou dentro de um universo alternativo?

Kate Bishop participou de seu quinhão de bravura “realista”, mas ela também viajou através do limiar do espaço e do tempo observáveis, e invadiu paisagens alienígenas impossíveis.

Nos Jovens Vingadores (Young Avengers de 2013), o grupo aproveita os poderes de teletransporte da Miss América para perseguir um monstro que parece, mas obviamente não é, seu ex-companheiro de equipe Patriota enquanto ele pula de dimensão em dimensão. A perseguição dura pelo menos cinco meses. Durante este período, os Jovens Vingadores chegam a uma versão da Terra ocupada por monstros falcões antropomórficos hostis com cabeças semelhantes às de Bishop. Não muito depois, eles se deparam com a melhor churrascaria coreana em todo o multiverso. Isso tudo virando apenas algumas páginas.

Na sua pesquisa para escrever o quadrinho, o roteirista Kieron Gillen foi ao Tumblr e lançou algumas luzes sobre como ele esse fez o roteiro. Vale muito a pena ler.

Kate Bishop salvou Brian Wilson

Brian Wilson
Reprodução

 

Ok, então Hawkeye não salvou literalmente o gênio recluso por trás dos Beach Boys, porque Brian Wilson vive na realidade e Kate Bishop vive na terra 616 do multiverso Marvel. Mas ela o ajudou a sair de uma encrenca horrível.

Em Hawkeye #16 (2012), o vizinho de Bishop, Finch, descreve os Beach Boys como uma máquina de sucessos dos anos 1960. Na história, Brian Wilson tem trabalhado no mesmo álbum por décadas, e ele está em péssimas condições com seu irmão sem talento e sem dinheiro. Coincidência ou não, a coisa estava basicamente a mesma coisa aqui na vida real.

Bishop encontra o compositor bêbado, balbuciando e vagando pela Interestadual 405, oferecendo ajuda ao compositor. Na história, Will está chateado porque alguém vazou demos inacabadas de seu longo álbum, Wish, na internet. Talvez a situação realmente exija um bom advogado de direitos autorais, em vez de um Vingador.

E tudo se resolve no final.

 

Madame Máscara e Hawkeye não são amigas

Madame Máscara
Reprodução

Madame Máscara é uma criação de Stan Lee e Gene Colan do final dos anos 1960, o que significa que ela antecede Bishop em décadas no universo dos quadrinhos da Marvel. No entanto, elas funcionam facilmente como versões opostas uma da outra no proverbial espectro da moralidade.

Elas tem arquétipos físicos semelhantes com estilos de vida semelhantes. Quando Bishop precisa se infiltrar em um leilão maligno, ela se disfarça de Madame Máscara para se encaixar com os supervilões, e ninguém consegue notar a diferença. Quando Madame Máscara busca vingança por esse desprezo, ela casualmente encontra Bishop em plena luz do dia, o que ela pode fazer porque elas coincidentemente estão relaxando na mesma piscina porque têm o mesmo gosto em hotéis.

Mas uma não bica a outra.

Em teoria, não veremos Hawkeye e Madame Máscara se envolverem numa batalha porque o UCM já teve a Madame Máscara vivendo durante os anos 1950 e, portanto, provavelmente está morta. O que é uma pena.

Essa informação não é importante, mas teve gente falando que talvez a Madame Máscara fosse uma das vilãs da série, mas não tem condições.

Ela ainda toca violoncelo

 

Existem aqueles fãs do UCM que podem ver Kate Bishop como uma invasão indesejável sobre o manto Hawkeye a quem eles se acostumaram. Por outro lado, é fácil imaginar outros espectadores tendo dificuldade em formar qualquer opinião ruim sobre a versão do MCU de Clint Barton. Ele aparece em cinco filmes, mas geralmente nas sombras figurativas e literais de figuras mais poderosas e carismáticas.

Tudo isso poderia mudar com a Hawkeye da Disney +. No final de Vingadores: Ultimato, dois dos amigos mais próximos de Barton estão mortos, os que sobreviveram é um idoso e outro é o Hulk. Isso é muito terreno para uma série potencialmente cobrir.

Mas mesmo que Barton se torne mais interessante, ele ainda não conseguirá tocar violoncelo. Como ela é igual a ele no arco e luta contra o crime, isso torna Kate Bishop um upgrade de Barton de todas as maneiras significativas, além de um terceiro elemento.

”Sou violoncelista. Não ouço essas bobagens pop.” disse um Kate Bishop uma vez.

Esperamos que a série Hawkeye não se desvie muito do material de origem. Embora Bishop não especifique se ela gosta de jazz clássico ou moderno ou o que, seja qual for o caso, se há algo que o UCM poderia usar, é um pouco mais de sofisticação.

Fontes: Looper, ComicVine

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.