Quarta, 19 De Dezembro De 2018

Anuncie Aqui!

Falha atingiu as CPUs fabricadas pela Intel nos √ļltimos anos

O ano¬† j√° come√ßa com uma daquelas not√≠cias de deixar os cabelos em p√©. Uma longa reportagem do site brit√Ęnico¬†The Register¬†detalha uma gigantesca falha de seguran√ßa que atinge nada menos do que todos os processadores fabricados pela Intel ao longo dos √ļltimos 10 anos.
Segundo a publica√ß√£o, o problema seria uma falha de design que deixaria expostas √°reas supostamente protegidas da mem√≥ria do kernel de um dispositivo. Com isso, softwares mal intencionados seriam capazes de acessar uma s√©rie de informa√ß√Ķes sens√≠veis do usu√°rios, inclusive nomes de usu√°rio e senhas.
O kernel é dotado de grandes privilégios dentro da arquitetura de um sistema operacional, ou seja, a partir daí é possível ter uma ideia de toda a gravidade do problema. Com isso, até mesmo um JavaScript rodando em uma página da web em um gadget com um processador Intel seria capaz de explorar as falhas.
O erro está presente tanto nos modelos de arquitetura x84 quanto nos de 64-bits, atingindo tanto Windows quanto Linux e macOS.
De acordo com o The Register, por√©m, o conserto para a falha pode trazer uma queda de desempenho geral nas m√°quinas com processadores Intel ‚ÄĒ a queda varia de 5% a 30%. Isso porque, para solucionar essa quest√£o, os desenvolvedores precisam separar completamente a mem√≥ria do kernel do chamado Isolamento da Tabela de P√°gina do Kernel (KPTI).
‚ÄúEssa atualiza√ß√£o do KPTI leva o kernel a um endere√ßo completamente separado, ent√£o, ele n√£o apenas fica invis√≠vel para um processo em execu√ß√£o como n√£o fica l√° de modo algum‚ÄĚ, revela a reportagem. O processo de atualiza√ß√£o deve ser bastante trabalhoso, mas tanto Microsoft quanto a Linux Foundation prometeram um pacote com uma atualiza√ß√£o para reparar o erro da Intel para as pr√≥ximas semanas. A Apple ainda n√£o se posicionou, mas deve faz√™-lo em breve.

Quem é timEU

Um indiv√≠duo entre outros 7 bilh√Ķes que comp√Ķe uma √ļnica esp√©cie entre outras 3 milh√Ķes de esp√©cies j√° classificadas que vive num planetinha que gira em torno de uma estrelinha que √© uma entre outras 100 bilh√Ķes de estrelas em uma gal√°xia entre outras 200 bilh√Ķes de gal√°xias num dos universos poss√≠veis e que vai desaparecer.

  

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: