Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | Hellbound “Profecia do Inferno” será o último sucesso sul-coreano da Netflix

Hellbound Profecia do Inferno
Netflix

Sucesso mundial, Hellbound “Profecia do Inferno” coloca a netflix em patamares nunca antes sonhado.

Por causa da explosão galáctica que foi o sucesso mundial de “Squid Game”, nenhum outro programa de TV em 2021 teve uma estreia tão explosiva quanto a nova série de terror sul-coreana da Netflix, Hellbound “Profecia do Inferno”

 

A série começa com um homem nervoso e suando sentado em um café, olhando ansiosamente para o relógio em seu telefone. Conforme o tempo se esgota, três criaturas demoníacas exorbitantes e horríveis aparecem saindo do nada, triturando e incinerando-o em chamas infernais, deixando nada para trás além de cinzas. Esta cena durou menos de cinco minutos. É uma introdução apropriadamente horripilante a um mundo onde criaturas bizarras chamadas de “anjos” aparecem para informar as pessoas sobre seus pecados, prevenindo-as sobre a hora da morte, antes que os monstros apareçam na hora marcada para arrastá-los para o inferno.

Em uma narrativa de terror clichê para ser sincero, mas chegada de entidades malévolas de outro mundo é a parte assustadora e que fez Hellbound “Profecia do Inferno” sucesso mundial. Mas e se essas mortes demoníacas fossem capturadas por smartphones e se tornando virais nas redes sociais? A receita do caos: fanatismo religioso, pânico e a mídia sensacionalista. Essa é a premissa desta série inteligente, assustadora e lenta, que é a adaptação do diretor Yeon Sang-ho (Invasão Zumbi) de seu próprio webtoon famoso, The Hellbound.

Hellbound “Profecia do Inferno” é sobre até que ponto se pode considerar se uma pessoa é ou não pecadora (crime) e a exploração de como a desinformação pode ser espalhada e amplificada na era da Internet para manipular pessoas.

O primeiro aspecto (pecado/crime) é ancorado por Jin Kyung-hoon (Yang Ik-june), um detetive de polícia experiente que ainda está se recuperando do assassinato de sua esposa e se torna o infeliz oficial encarregado de investigar essas mortes sobrenaturais. Enquanto isso, a advogada Min Hey-jin (Kim Hyun-joo) também está investigando o surgimento de um culto chamado Nova Verdade, liderado por seu carismático líder Jung Jinsu (Yoo Ah-in). Os adeptos desta religião proclamam os fenômenos demoníacos como uma revelação de Deus, atraindo poder e influência por meio de suas legiões de novos e fanáticos seguidores.

Para piorar as coisas, dentro da Nova Verdade nasceu uma facção extremista chamada Arrowhead que vende suas ideias via internet. A principal função dessa facção terrorista é envergonhar publicamente  as pessoas chamadas agora de “pecadores”. No episódio dois, eles revelam a próxima vítima do julgamento divino, Jungja Park (Kim Shin-rok).

Surpreendentemente, seu único “pecado” é ser mãe solteira de dois filhos com pais diferentes. Um sintoma da decadência moral da sociedade, segundo os seguidores do Arrowhead. Por causa disso, a Nova Verdade, paga uma fortuna para transmitir a “demonstração” de Jungia Park  ao vivo para todo o mundo. Diretamente saído de Black Mirror – centenas de espectadores, streamers e a grande mídia se reúnem para assistir a morte de uma mulher.

Hellbound “Profecia do Inferno” faz um ótimo trabalho em retratar a feiura de uma sociedade vulnerável neste novo status quo. Com a prova da existência de um inferno e a implicação de um deus vingativo, os puritanos recebem palanques públicos para julgar e condenar outros, organizações religiosas alimentam o medo, ganhando mais influência em todos os poderes sociais, lunáticos lançam teorias de conspiração infundadas online e turbas fanaticas de vigilantes vagam pelas ruas para dispensar punição aos céticos – tudo isso enquanto a mídia não faz esforço em procurar saber a verdade por trá de tudo.

Seu comportamento silencioso e inquietante, dá a performance de Yoo Ah-in um vilão assustadoramente fascinante. Ele leva uma vida aparentemente simples, mas está perfeitamente disposto a alcançar o que puder de dinheiro para criar sua igreja e atingir seus objetivos nefastos. O enredo do presidente Jung é a centelha que acende os dilemas morais e os comentários sociais mais fascinantes da série, enquanto os fios investigativos conduzem o espectador a desvendar os mistérios e motivações surpreendentes dos personagens. Embora Hellbound “Profecia do Inferno”  seja lenta de propósito, os surtos de terror garantem personagens (e espectadores) intrigantes questões de moralidade e mortalidade.

Desde o início da humanidade, sempre escolhemos as interpretações mais convenientes do desconhecido – atribuindo significado (divino ou não) a ocorrências aleatórias – e a velocidade das mídias sociais apenas exacerbou essa tendência (Brasil colocou um louco na presidência em 2018 por causa das fake news e usando o nome de Deus).

A maior força do Hellbound “Profecia do Inferno” é sua capacidade de concretizar sua premissa paranormal em um contexto do mundo real por meio de uma variedade de formas assustadoras e até hilariamente satíricas. Apoiado por um conjunto de elementos envolventes, temas atuais e uma produção com bastante dinheiro, Hellbound “Profecia do Inferno” é uma exploração complexa do bem e do mal para a era da informação e certamente tem todos os ingredientes para ser o último sucesso sul-coreano da Netflix de 2021.

 

Disponível na Netflix.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.