Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | Peaky Blinders (1ª temporada) – Sobre homens, cavalos e honra

Netflix

Peaky Blinders são os seus seis episódios muito bem estruturados que mostram personagens bem construídos e uma história arrebatadora sobre uma família em Birmingham que trabalha com aposta de cavalos.

Estamos em 1919, o mundo ainda respira um pouco de paz depois de uma guerra que durou quatro anos e destruiu muita coisa. A Inglaterra está com o pé atrás, começa a se proteger e armar para os tempos que podem vim, mas seus homens e mulheres que lutaram e resistiram estão já mortos mentalmente, esgotados, cansados e pobres.

Tom Shelby (Cillian Murphy) aparece pela primeira vez num cavalo, seu porte superior, sua presença enigmática. O personagem nos é apresentado de forma singular, ele para e uma garota chinesa joga um pó vermelho sob o cavalo dizendo que ele ganhará a próxima corrida, e assim acontece. Tom volta para a casa e se junta aos seus pares, os Shelby. A família não tão tradicional está em reunião para decidir seus próximos passos, eles já não querem saber das privações do passado.

Netflix

O enredo central é bastante sútil, os Shelby trabalham com apostas e formam uma gangue chamada Peaky Blinders, eles comandam algumas lojas e negócios em Small Heath, uma área pobre de Birmingham em que reside diversas escórias da sociedade como bandidos, comunistas, prostitutas, bêbados, policiais corruptos, imigrantes e irlandeses revolucionários. Todo esse cenário fica um tanto abalado com a chegada do inspetor Campbell (Sam Neill), um determinado policial à serviço da Coroa em uma missão.

O que parecia ser simples para Tommy, começa a se transformar num caos. Todos os dias ele tem que lidar com situações que estão fora do seu alcance, travando disputas impressionantes para conquistar mais poder? Não. Em busca de legalidade. Primeiro temos que situar um pouco o leitor na história. Tommy Shelby apesar de ser líder de uma gangue e ter uma casa de aposta de cavalos, ele foi um herói de guerra, ganhou duas medalhas. Sua fama é vasta, mas seu desejo por legalidade é maior ainda, assim como o amor pela sua família.

Os Shelby construíram ao longo desses anos de pavor uma certa resistência e sobrevivência, tendo como âncora negócios ilegais, acordos, proteção, e coisas do gênero. A aposta em cavalos se tornou a maior fonte de lucro, mas eles querem a legalidade do negócio e depois a expansão. Mas para além disso, diante de todos os problemas possíveis sempre haverá espaço para a honra, e a cada novo capítulo da saga de Tommy veremos que a palavra é uma espécie de código de conduta que deve ser respeitada.

Sobre a primeira temporada de Peaky Blinders não há absolutamente nada de errado a ser falado. Os conceitos e formas são excelentes, os diálogos fantásticos, assim como as histórias de fundo e principal, os sentimentos, os momentos e cenas se fundam de maneira tão natural que parece mais uma novela muito bem construída retirada talvez de algum grande mestre da literatura, méritos para Steven Knight que criou uma atmosfera de uma Inglaterra suja, marginal e pobre.

Apesar de ser uma série pautada em crime, vemos muito mais drama, e um drama extremamente forte, feito perfeitamente da mistura de excelentes atores com um roteiro sólido baseado numa história simples. O destaque maior vai para Tia Polly, interpretada brilhantemente pela atriz Helen McCrory, a Narcissa Malfoy da série Harry Potter. Sua capacidade dramática é tão absurda durante a série que não sabemos as suas reais intenções, mas transborda lealdade pela família, além de inteligência, força e astúcia.

Vale muito a pena conferir Peaky Blinders, é uma série muito poderosa e com um enorme potencial. Sua primeira temporada estreou no ano de 2013, e no momento está na quarta temporada. Apesar dos poucos episódios, a profundidade e genialidade são maravilhosas, em época de rapidez em que muitos episódios cansam e produzem muito enchimento de linguiça, PB surge como uma alternativa para algo mais direto e primoroso.

 

Título Original
Peaky Blinders

Duração
60 minutos
(por episódio)

Género
Crime, Drama

Criador
Steven Knight

Elenco
Cillian Murphy, Paul Anderson, Helen McCrory, Sophie Rundle e Ned Dennehy

Texto: 

 

 

5

Resumo

Um épico familiar de gangsters passado em 1919 em Birmingham, Inglaterra.
Centra-se num gang que cose lâminas de barbear nos seus chapéus, e no seu chefe feroz, Tommy Shelby, que quer subir no mundo.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.