Não deixe de conferir nosso Podcast!

Masks | 7 Motivos para participar do financiamento do livro nacional.

msks-magpie-quintacapa

Eis que mais um financiamento coletivo muito esperado é anunciado: Masks – A Nova Geração vem para o Brasil. Conhecido pelos fãs como um excelente RPG de super heróis, Masks vem sendo traduzido e adaptado pela editora Circuito Camaleão, uma novata que vem com força e ousadia mostrar a que vieram!

Em um ano que tivemos grandes campanhas de financiamento coletivo, e duas delas usando o mesmo sistema de Masks, não poderíamos ignorar o surgimento de uma campanha que queira trazer um material tão bem conhecido e elogiado. E para você, que não conhece ou não sabe se participa, trazemos aqui 7 motivos para você participar deste financiamento.

1. É Powered By The Apocalypse 

Neste artigo, vocês já viram o poder do Apocalypse World Engine para empoderar jogos com grande potencial dramático e narrativo. E aqui não é diferente: Masks é um jogo que utiliza a engine, possibilitando uma história de super-heróis sem grandes complicações mecânicas e potencializando o potencial dramático da mesma. 

Mais do que mostrar heróis super poderosos, os sistema de Masks procura dar voz ao emocional dos personagens, com muitas mecânicas atreladas à auto imagem dos personagens. 

Influenciado pelo Apocalypse World de Vincent Baker e por Monsterhearts de Avery Alder, além de Urban Shadows(da mesma empresa criadora deste), Masks bebe de grandes influências e as usa de forma sublime!

2. É mais um numa grande teia de influências

Muito dos jogos Powered By The Apocalypse(PBtA pra encurtar) reconhecem a importância da obra que introduziu o sistema e de outros que vieram depois como grande referência. De fato, o Apocalypse World Engine é um sistema que oferece grandes possibilidades, garantindo a criação de jogos incrivelmente inovadores e divertidos.

Masks não é exceção. Na esteira de jogos como Monsterhearts e Urban Shadows, Masks cria sua própria identidade e introduz suas próprias idéias, sempre reconhecendo a importância de suas influências. 

E Masks, que saiu em 2017, também já estabelece suas influências. April Kit, em seu livro Thirsty Sword Lesbians, cita Masks como uma de suas influências. Quantos mais o citarão? Só o tempo dirá…

3. É sobre super-heróis

Quer coisa mais legal que jogar com super-heróis? Masks é ambientado em uma típica metrópole fictícia chamada Halcyon City (Pacatópolis, na tradução brasileira), onde toda a ação acontece. E tome eras de heróis, agencias governamentais, super grupos, combates contra vilões e ameaças…

O Sistema de Masks não oferece grandes e complexas mecânicas para definição de poderes. Tudo o que ele oferece são arquétipos para ajudar o jogador a moldar o personagem sem limitá-lo. Esqueçam a complexidade de um GURPs Supers ou mesmo um Savage Worlds: Masks oferece sugestões de habilidades relacionadas a cada arquétipo, para que o jogador possa decidir quais ele terá. Sem uso de pontos ou matemática complexa.

4. É adolescente

Embora o universo de Masks abranja um universo próprio com uma miríade de diferentes de tipos de heróis, ele não pretende contar uma história da Liga da Justiça ou dos Vingadores; aqui é sobre os Fugitivos, os Jovens Vingadores e os Novos Titãs(ou Jovens Titãs, se preferir). De fato, o livro os cita como principal fonte de inspiração.

Mais do que uma história de super-heróis, Masks é drama super adolescente. É sobre jovens tentando descobrir seu lugar no mundo, tentando lidar com seus problemas mundanos e super humanos, além da interação com os adultos; sejam pais ou responsáveis, professores ou outros heróis. 

A relação com adultos e outros personagens também introduz uma outra mecânica: o da influência. Similar aos strings de Monsterhearts, a influência pode influenciar nos marcadores. Os marcadores governam diferentes visões do eu  dos personagens e são mutáveis durante o jogo: danger, em como o personagem se vê como ameaçador; freak, o quão estranho o personagem se vê; savior, o quão heróico ele se vê; superior, representando o quão capaz é o personagem; e mundane, o quão típico e capaz de se identificar ele é. Tais marcadores são os números rolados para decidir o resultado dos movimentos, ao invés de atributos fixos. 

Para melhor ou para o pior, a influencia pode aumentar ou diminuir esses marcadores, tornando as variáveis do jogo dinâmicas e tornando a interação entre os personagens mais importantes, tanto do ponto de vista tático quanto para o dramático. 

5. É atual

Quer coisa mais atual do que jogo sobre jovem? E melhor: super herói jovem?

Cada playbook de Masks oferece uma oportunidade diferente de criar personagens únicos e com seus próprios problemas e qualidades. Cada um tem como referência algum herói famoso, como Robin, Ravena, Homem-Aranha, até mesmo o Hulk ou o Superman. 

O Janus, por exemplo, é perfeitamente relacionado ao Homem-Aranha: um jovem comum com problemas comuns, que tenta balancear os problemas do cotidiano com sua vida de mascarado.

E por falar na descrição dos playbooks, o livro dá uma senhora ajuda na descrição dos mesmos, com sugestões de movimentos e em como aplicá-los no conceito do personagem.

Com muito pouco esforço, é possível abordar vários tipos de questão relevantes. Sexualidade, apreensão pelo futuro, relacionamentos, questionamentos sociais… tudo cabe no drama adolescente super heróico moderno. Confiram esse artigo da Confraria de Arton pra vocês terem uma idéia!

Pode ser um desenho animado de texto que diz "MASKS NOVA ANOVAGERAÇÃO GERAÇÃO TRANSFORMADO conheça os arquétipos"
Exemplo de playbook. Quer ser um Hulk ou Coisa?

6. É da Magpie Games

A empresa não é nenhuma novata no ramo de jogos analógicos, principalmente em RPGs PBtA. Em seu portfólio, eles tem Epyllion(rpg sobre dragões; Cartel, sobre crime; Bluebeard’s Bride, onde os jogadores interpretam diferentes lados da personalidade de uma mulher; Root, um rpg de fantasia onde os personagens interpreta, animais; e o grande sucesso de fantasia urbana Urban Shadows(que já está em sua segunda edição. 

Como se não bastasse, recentemente anunciaram a adaptação para rpg de Avatar Legends: The Roleplaying Game, ambientados no universo de A Lenda de Aang e A Lenda de Korra. Para se ter uma idéia, o projeto de financiamento de Avatar se tornou um dos projetos mais lucrativos da plataforma Kickstarter, tendo arrecadado mais de 9 milhões de dólares!

7. É sensacional

Masks foi muito elogiado por crítica e público. Foi premiado pelo Ennies na categoria melhor produto para a família, além de ser considerado jogo do ano pelo Golden Geek e também como inovador indie pela IGN. 

Mas não é só de prêmio que o jogo nos conquista né? Então que tal jogar um jogo que te permita vivenciar tudo o que você mais curtiu na animação Justiça Jovem? Que tal vivenciar uma revolta contra os pais completa, como em Fugitivos? Ou mesmo tentar fazer uma diferença no mundo com suas próprias idéias, como os Campeões? Masks oferece todo o necessário para construir uma excelente campanha, dando um grande suporte aos jogadores e ao MC(mestre de cerimônias), como em todo bom PBtA.

E então, se interessou? Então participe agora do financiamento coletivo dele pelo catarse. Até a conclusão desse texto, já estava em 35% o avanço da campanha, faltando ainda 24 dias para o seu fim. Participe deste acessível e recompensador financiamento, pelo link abaixo:

 

https://www.catarse.me/masksanovageracao

O Mestre Digital tem um vídeo explicando sobre o jogo

E saquem só essa one-shot feita pelo pessoal da Maré Geek:

 

Erico Campos
Formado em administração e radiologia, professor por vocação e geek de coração!