Não deixe de conferir nosso Podcast!

Melhor quadrinho de terror do Piauí | Cabeça de Cuia

Cabeça de Cuia a dor que antecede a praga

O Cabeça de Cuia de Ednaldo Carvalho é o melhor quadrinho de terror já produzido no Piauí e vai muito, muito mais além do que apenas apresentar a famosa lenda do Piauí , apresentando um verdadeiro conto de horror psicológico sobre a fome, o desamor e a loucura.

Certo dia, durante um desses encontros anuais da Feira HQ, o desenhista Ednaldo Carvalho me procurou dizendo que tinha um trabalho um pouco maior e que não poderia participar com ele em nenhum evento de exposição devido ao seu volume de páginas, já que nesses eventos havia um limite máximo de 6 ou 8 páginas por história selecionada.

Capa de Cabeça de Cuia A Dor que Antecede a Praga, de Ednaldo Carvalho
Capa de Cabeça de Cuia A Dor que Antecede a Praga, de Ednaldo Carvalho

“Deixa eu ver!”, pedi, meio descrente. Ele me entregou um álbum com mais de 80 páginas de quadrinhos e ilustrações. Um livro completo.  Incrivelmente pronto como raríssimas vezes pude ver em nosso Estado. Eu pedi que ele me permitisse fazer um projeto e captar recursos para imprimir seu quadrinho. Eu precisava fazer isso.

O Cabeça de Cuia, por algum motivo mórbido, é um dos principais personagens da cultura popular piauiense. A lenda do Crispim, filho ingrato que agride a mãe e é amaldiçoado por ela pouco antes da sua morte, transformando-o numa criatura monstruosa, é contada de norte a sul do Piauí, percorrendo, principalmente, todas as curvas do rio Parnaíba, que teria se tornado o refúgio da criatura.

Os pescadores do Piauí contam histórias de suas aparições, atrapalhando suas pescarias ou  perseguindo moças virgens na tentativa de devorá-las e, assim, acabar com a maldição que caiu sobre ele. O personagem é forte na literatura de cordel, no teatro, na música e, inclusive, como ponto turístico da capital, no encontro dos rios, onde o Parnaíba se junta ao Poty e há uma grande estátua do monstro. Entretanto, faltava uma obra que abordasse toda a dramaticidade  que  o personagem exigia e que fosse criada numa arte mais acessível à população em geral, faltava uma literatura que valorizasse o personagem de forma mais densa e, ao mesmo tempo, de leitura mais atraente, como só as histórias em quadrinhos podem oferecer.

LEIA TAMBÉM:  Chabouté Explora a História Real de um Assassino em "Henri Désiré Landru"

Ednaldo criou uma obra mais extensa, um romance gráfico, tenso, que narra a lenda do Cabeça de Cuia de maneira original e horripilante, atualizando, contextualizando e humanizando o personagem, mas a obra não se limita a apresentar o Crispim apenas como o assassino da própria mãe, há o estudo da loucura, há a preocupação social de tentar justificar o injustificável. Há o jovem que sofre o preconceito dos vizinhos. Há o jovem apaixonado que não recebe um olhar da mulher amada. Há uma certa poesia narrativa e a preocupação de revelar nossos cenários, mostrar nossa cidade. Uma obra indispensável para a cultura piauiense, que precisa ser apresentada e estudada. Uma revalorização de nossas origens culturais, de nossos mitos, monstros, heróis e vilões.

Tenho orgulho de participar da edição deste livro e a mais absoluta certeza de que nossa lenda ganhou muito mais força graças ao trabalho de Ednaldo Carvalho.

Caso queira adquirir este quadrinhos, pode comprar diretamente com a livraria Quinta Capa (86 99819-3178) ou através da campanha no catarse clicando aqui.

Sou desenhista, criador do Máscara de Ferro e autor do quadrinhos Foices & Facões. Sou formado em história e gerente da livraria Quinta Capa Quadrinhos