Não deixe de conferir nosso Podcast!

O Mandaloriano : Episódio dois dá vida ao mais novo astro pop da ficção científica

Mandaloriano e Yodinha
Imgem: @Bosslogic

O segundo episódio de ‘O Mandaloriano’ o transformou no mais querido programa de ficção científica inspirado em “Star Wars” da história da franquia. Aclamado pela crítica que recebeu o episódio de estreia com um pé atrás, mesmo assim, com diversos problemas, o Intitulado “The Child” (A Criança), referindo-se à surpresa que vimos no final do episódio anterior, transformou o nosso anti-herói numa babá intergalática cuidando de um bebê (de 50 anos) da mesma espécie do Yoda e que ficou famoso no mundo todo como Yodinha a.ka. Baby Yoda.

Infelizmente, o maior choque do episódio não foi o enredo, mas seu tempo de exibição, termina com apenas 31 minutos de tela. O episódio de estreia também foi curto, sejamos honestos, chegou aos 39 minutos, era para render pelo menos uma hora de duração. E não esqueça que existem apenas mais oito episódios da primeira temporada! Vai passar voando e vai deixar várias coisas de fora.

Para mim, está difícil ver onde os US $ 12,5 milhões foram gastos para esse episódio em particular, cujo objetivo principal era puramente nos fornecer informações importantes relacionadas à trama, a qual abordaremos mais adiante. Jon Favreau, o homem do dinheiro e dono da série, terá que trabalhar muito mais para distribuir uniformemente a história ao longo de uma temporada inteira.

No episódio, o Mandaloriano (Pedro Pascal) precisa voltar a sua nave depois do assalto do episódio anterior tudo isso fazendo um longo percurso a pé. A Criança permanece em seu berço e flutua ao lado do caçador de recompensas enquanto caminha. Certamente isso é um efeito prático de efeito especial, em vez de imagens geradas por computador, e é, sem dúvida, o mais adorável boneco de mão já visto em toda a ficção científica. A Disney vai ganhar uma nota alta com a venda do boneco do Yodinha.

A bela trilha sonora de flauta ao estilo Sergio Leone, de Ludwig Göransson, continua a criar a sensação de um cenário faroeste em que a história se passa.

Enquanto caminha, algo chama atenção do Mandaloriano no deserto, e ele é emboscado por três Trandoshans que claramente também estão rastreando o Yodinha, se lembrarem, eles aparecem no primeiro episódio. Ainda não está claro como esses rastreadores funcionam, mas isso será revelado adiante na série.

Também vemos o quão versátil é a arma do Mandaloriano. Acredita-se que ela seja uma arma chamada Pulso de Fase Ambam modificada, uma arma de atordoamento, rifle de precisão e ainda conta como um blaster extremamente poderoso que desintegra completamente qualquer alma infeliz em que ele atira.

O Mandaloriano luta bem com os Trandoshans, mas se fere e precisa consertar sua armadura que ficou bastante danificada. Enquanto isso, o Yodinha continua sendo extremamente fofa e adorável saindo do berço para ajudá-lo. Quando finalmente chega na sua nave, ele descobre que ela está sendo saqueado pelos Jawas, uma espécie de humanóides que basicamente catam qualquer lixo que aparecer perto do seu rastreador de lixo gigante (o nome real é sandcrawler, mas eu acho o nome que dei mais legal).

Enfurecido com isso, ele usa sua arma e começa a evaporar os coitados dos Jawas, que naturalmente largam tudo e correm para a segurança de seu maciço rastreador de lixo gigante. Será que eles estão em Tatooine? Os Jawas são famosos e odiados pelas populações de Tatooine. Mas estou rezando que não seja lá, que os Jawas sejam como uma praga que habitam diversos planetas.


A sequência de perseguição do Mandaloriano ao gigantesco carro de lixo do Jawas é divertida e até tem um pouco do “Indiana Jones”. Os Jawas estão jogando todo tipo de lixo nele por escotilhas abertas, enquanto o Mandaloriano tenta desesperadamente se agarrar e subir. Mas ele acaba sendo derrubado da forma mais humilhante possível, o dia não estava bom para o cara.

Não sobra nada em sua nave e ele precisa sair dali, a única ajuda que pode encontrar é voltar e encontrar Kuiil, o Ugnaught (dublado por Nick Nolte). Todo mundo precisa de um amigo como Kuiil, e ele rapidamente se estabeleceu como um dos melhores personagens da série até agora.

The Mandalorian : Primeiras impressões do episódio de estreia na Disney+

Kuiil diz que a única solução é negociar com os Jawas, para que ele receba todas as peças de sua nave de volta. Eles alcançam o rastreador de lixo gigante estacionado. Todo o tipo de pedaços caídos estão espalhados pelo chão, e há até um droide astromecânico R5.

Compreensivelmente, os Jawas se sentem desconfortáveis com o fato de o mandaloriano estar ali – além disso, ele matou alguns deles – e ainda por estarem negociando algo que para eles daria uma renda magnífica. Mas, sob a orientação sábia de Kuiil, um acordo é proposto e os Jawas exigem que o caçador de recompensas recupere algo chamado “o ovo” em troca das peças da sua nave.

O local desse “Ovo” é uma caverna ameaçadora. O que quer que esteja lá, é provável que seja aterrorizante. Ele acende uma luz que está do lado do capacete para explorar melhor as profundezas dessa caverna escura. Os Mandalorianos mantêm seus capacetes blindados o tempo todo e nunca os tiram(como o juiz Dredd). Portanto, os capacetes devem obviamente ser confortáveis de usar por tanto tempo e, mais importante, oferecer uma vantagem em batalhas, especialmente porque os revestimentos de cabeça devem restringir sua visão periférica. Portanto, incorporar opções como infravermelho ou até visão noturna faz sentido.

Ele logo encontra o habitante da caverna – um enorme quadrúpede com chifres que parece bastante chateado pela visita ladina. Uma briga divertida se inicia na lama do lado de fora da caverna, e o caçador de recompensas é espancado. A lama o impede de agir e lutar de forma mais justa, então a única arma que funciona naquele ambiente de lama é uma faca de mais ou menos 18 cm.

Como eu disse, o berço do Yodinha segue o Mandaloriano onde ele for e observa aquela luta de longe. Enquanto a criatura gigante vai dar o fim no ladrão de ovos, o Yodinha entra em ação, fechando os olhos gentilmente e levantando sua mão minúscula, e nossas suspeitas se mostraram corretas – o guri é muito forte com a Força. O animal é levantado do chão, exatamente como quando Yoda levanta a X-Wing afundada de Luke do pântano em Dagobah. O Mandaloriano está impressionado, a criatura está horrorizada, e nós estamos impressionados.

Aproveitando esta oportunidade bizarra, o caçador de recompensas mergulha sua lâmina relativamente pequena na criatura relativamente enorme e, felizmente, atinge um ponto vital, matando-o instantaneamente. Amassado e quase destruído na lama, o Mandaloriano se aventura de volta à caverna para recuperar o precioso e procurado ovo. Os Jawas já desistiram de esperar e estão prestes a sair quando ele aparece à distância, mal conseguindo andar. A Criança, exausta de sua experiência, desmaia.

O Mandaloriano os apresenta com seu ovo e nos perguntamos que significado isso pode ter para os Jawas. Talvez seja algo de valor que eles negociem, ou talvez tenha alguma importância cultural, religiosa ou histórica. Então, num piscar de olhos, um deles passa uma faca no ovo e o corta como uma tampa e todos começam a comer a pegajosa e amarela gema.

Com suas peças perdidas empilhadas e presas a um trenó puxado por Burrg, Kuiil e o caçador de recompensas retornam ao que resta da nave. Eu vou deixar passar que a pilha de coisas é bem menor em comparação como a nave ficou. No caminho, Kuiil pergunta: “Explique-me novamente. Ainda não entendo o que aconteceu …”, ao qual o Mandaloriano responde: “Nem eu”.

Duas pessoas demorariam, pelo menos, uns dois meses para montar aquela nave, eles montam em alguns dias.

E aqui está o maior defeito do episódio – além do curto prazo. Dada a atenção aos detalhes que Favreau exibe neste programa, inserindo diversas referências ao universo de Star Wars aqui e ali, e fazendo referência a elementos esquecidos da história, parece bizarro remendar apenas placas de metal seria suficiente para reconstruir efetivamente uma nave vintage com capacidade de viajar na velocidade da luz e torná-la digna do espaço novamente.

Com toda a seriedade, porém, é um final fraco para o episódio. Uma das duas coisas deveria ter acontecido: os episódios 1 e 2 deveriam ter sido combinados em apenas uma, ou deveria ter sido desenvolvida mais. Se este planeta é Tatooine, poderia ter sido levado para Anchorhead ou Mos Eisley. Poderia ter acontecido mil coisas diferentes.

O Mandaloriano agradece a Kuiil e se oferece para compartilhar a recompensa – afinal, ele não poderia ter feito isso sem a sua ajuda – mas o Ugnaught se recusa. O caçador de recompensas até oferece a ele um lugar em sua tripulação, mas Kuiil está feliz que ninguém mais vá procurar a Criança e, assim, a paz foi restaurada em seu vale.

Enquanto isso, o caçador de recompensas voa em sua espaçonave perfeitamente funcional, presumivelmente para entregar a Criança ao Cliente (Werner Herzog), e isso será uma troca interessante. Será que o Mandaloriano simplesmente desistirá do bebê mais adorável da ficção científica para um nazista do pseudo-espaço e seu companheiro charlatão, Dr. Pershing (Omid Abtahi)?


PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.