Não deixe de conferir nosso Podcast!

The Mandalorian : Primeiras impressões do episódio de estreia na Disney+

Essa é primeira impressão da divertida e incrível aposta que o serviço de Streaming da Disney lançou esta semana e deixou todos os fãs de Star Wars alvoraçados. Não contém spoiler.
The Mandolorian
LucasFilm/Disney

Essa é primeira impressão da divertida e incrível aposta que o serviço de Streaming da Disney lançou esta semana e deixou todos os fãs de Star Wars alvoraçados. Não contém spoiler.

The Mandalorian” chegou com responsabilidade e um peso enorme nos ombros blindados, a série não só introduz o universo Star Wars a séries em live action, mas fornecerá todo o poder do lançamento do serviço de Streaming Disney + tem para oferecer aos novos usuários. Deu certo? Aconteceu relatos de que o serviço caiu para alguns usuários, travou, mas a estreia de 39 minutos é divertida e deu aos fãs diversos motivos para não ficarem preocupados com tão ousado lançamento.

 

Mesmo com os atrasos, servidores caindo e usuários reclamando nas redes sociais. A série ambientada após a queda do Império e antes da ascensão da Primeira Ordem – contém uma quantidade até que razoável de ação, construída em torno de um caçador de recompensas (Pedro Pascal) Mandaloriano que tenta ganhar a vida com seus blasters e inteligência em planetas periféricos e sem lei.

 

 

Produzida e escrita por Jon Favreau (Mogli, Homem de Ferro, Rei Leão) com o já lendário Dave Filoni (Clone Wars), dirigindo o primeiro episódio – a vibe western, com o caráter de Pedro Pascal bem parecido com os filmes westerns do Clint Eastwood dos anos 1960. Custou apenas 100 milhões e tenta trazer os fãs para esse novo universo de Star Wars. A crítica ainda é mais positiva de quem já assistiu, mas os fãs mais velhos não acharam isso tudo.

 

Como o personagem-título é um homem de poucas palavras, a maior parte do diálogo recai sobre aqueles que passam e conversam por ele, que incluem personagens interpretados por Carl Weathers e Werner Herzog, que o despacha em uma missão misteriosa.

 

Se a aparência, ambientes hostis e a ação não possuem o peso para ser sucesso de bilheteria no cinema, foi mais que o suficiente para uma estreia como série. E Favreau e Filoni são espertos o suficiente para salpicar o episódio com humor e muitas piadas visuais que darão aos fãs mais exigentes uma desculpa para procurarem referências. Coisa que o episódio está cheio. Vale também notar a música, já que o compositor é o jovem e promissor Ludwig Göransson, sueco, que já tem bagagem musical de Creed I e II e Pantera Negra. O cara é um dos novos nomes das composições no futuro do cinema, anotem este nome!

 

A armadura mandaloriana continua sendo um dos designs mais úteis da trilogia original, dada a empolgação que Boba Fett (e mais tarde Jango) gerou, apesar de contribuir relativamente pouco para a história como todo. A personagem Sabine da animação “Star Wars Rebels” foi adicionada a essa tradição e é visualmente impressionante vê-la em carne e osso.

 

O personagem de Herzog ressalta num diálogo que ser um caçador de recompensas é “uma profissão complicada”, mas, para primeiro episódio, “The Mandalorian” tem a vantagem de ser absolutamente simples. Isso inclui sua missão num mundo real e convicente de dar aos fãs de “Star Wars” um incentivo para assinar o serviço e assistir a série que já confirmou sua segunda temporada.

 

O primeiro episódio de “The Mandalorian” está sendo transmitido na Disney +, mas sem previsão de passar no Brasil.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.