Quando uma antologia de contos consegue te fazer prender a respiração e estremecer sem ajuda de fantasmas, monstros e outras criaturas do além, devemos parar para enaltecê-la. Esse é o caso de O Vilarejo, do brasileiro Raphael Montes.