Quinta, 21 De Fevereiro De 2019

LOJA QUINTA CAPA

D&Dezembro | Numenera – Definitivamente não é apenas mais um RPG de fantasia.

Qualquer tecnologia avançada o suficiente será indistiguível de magia

A citação acima, do autor de ficção científica Arthur C. Clark, dá uma pista meio vaga(porém exata) do que Numenera é. Não é um mundo que mistura ficção científica e fantasia: é um mundo de ficção científica disfarçado de fantasia! Ou será o contrário?

O Criador

Monte Cook, o criador do jogo, é um grande veterano da indústria de jogos. Boa parte de sua carreira se passou trabalhando para a TSR(e, posteriormente, Wizards of The Coast), tendo atuado bastante nos suplementos de Planescape e nos livros da terceira edição de Dungeons & Dragons. Inclusive, o próprio Gary GYgax cumprimentou o time de Cook a respeito do Guia do Mestre. Segundo ele, o conteúdo o ajudou a se tornar um mestre melhor.

Resultado de imagem para wayne's world not worthy gif
Dizem que foi assim que eles fizeram…

No entanto, até o ano de 2013(ano de lançamento de Numenera), ele nunca havia lançado algo próprio.

Bem vindos ao Nono Mundo

O mundo é assim chamado não porque seja o nono da galáxia, mas sim porque ele representa a era em que esta civilização se encontra. Praticamente um novo mundo. Antes dele, civilizações se ergueram, alcançaram seu auge e desapareceram, deixando apenas vestígios do que já foram. E esses vestígios permeiam até mesmo ar e podem ser usados por quem sabe como.

A civilização aqui é medieval, mas a tecnologia que escavam e usam é vista como magia pela maioria. Satélites ainda encontram-se no céu e nano-máquinas usadas por civilizações passadas perambulam pela atmosfera. Vários outros vestígios encontram-se espalhados pelo mundo e cabem aos jogadores encontra-los, identifica-los e descobrir mais sobre o mundo que já foi um dia.

Esse conjunto de artefatos são chamados de Numenera.

Um jogo sobre descobertas

Claro, achar esses artefatos e vestígios não é fácil. E muitos deles podem estar guardados por criaturas estranhas. Aí você vai ficando empolgando, achando que ta repleto de tabela de XP associada a essas criaturas.

Resultado de imagem para achou errado gif
Relê o subtítulo, amigo!

Embora haja ação, combate e evolução de personagens, o foco é a descoberta: o mestre recompensa os jogadores por cada uma que eles fazem. Naturalmente, esses pontos são usados para a evolução do personagem.

Mas não é só pra isso que os XP servem

Já cansou daquele mestre que faz de tudo pra você não ter sucesso e a história funcionar do jeito que ele quer, ou ele querer salvar aquele PDM favorito/necessário? Aqui o jogo oferece uma alternativa interessante: toda vez que o mestre intervir em algo(seja para manter o controle ou simplesmente incluir um desafio interessante), ele deve dar ao jogador afetado 2 XP. Este jogador, por sua vez, deve premiar outro com um desses XP por algum motivo especial.

No entanto, o jogador pode recusar a intrusão, pagando 1 XP de sua própria ficha para recusar a intrusão. E se não tiver? Aceita, que dói menos…

Os XP também podem ser gastos para rejogar dados que não tenham dado resultados satisfatórios.

Criação de personagens

Cada personagem tem três atributos, com dois componentes associados e mais um à parte.

  • Might: representa a força e a durabilidade do personagem. É o foco principal de quem quer lutar.
  • Speed: representa velocidade, agilidade e coordenação. Personagens interessados em combate à distância e agilidade devem focar nisso.
  • Intellect: representa inteligência, conhecimento e carisma. Sábios e usuários de poderes mentais vão querer investir aqui.

Cada atributo tem dois componentes associados a ele: pool e edge. O primeiro é uma medida para o qual certos ataques o diminuem. Ele também representa os pontos que o personagem pode usar para realizar determinados feitos ou uso de poderes.

Edge é um componente que reduz os custos de determinadas atividades. Se um determinado poder tem um custo, este componente reduz o mesmo.

O componente à parte é o Effort. Ele é usado para reduzir a dificuldade de testes para os quais o jogador não deseja falhar. O Edge pode também reduzir este custo.

Beleza, conheço os atributos mas… e pra criar o personagem mesmo?

Descritor, tipo e foco

A criação do personagem se baseia em uma simples frase contendo um substantivo(tipo), um adjetivo(descritor) e um verbo(foco).

Eu sou um [substantivo][adjetivo] que [verbo]

O livro conta com uma tabela de várias destas três classes gramaticais e como elas afetam o personagem. Mas o foco principal é o tipo e o jogo oferece três deles. Pense neles como sua classe.

Glaive

Resultado de imagem para numenera glaive

A tropa de elite, os especialistas em combate. Sempre tomam à frente das situações e se interessam mais em numenera com capacidade ofensiva. Glaives iniciam com (M)Might 11, (S)Speed 10 e (I)Intellect 7, podendo distribuir mais 6 pontos adicionais.

Nanos

Resultado de imagem para numenera nano

Seriam os magos do grupo, São assim chamados porque são capazes de influenciar as nano-máquinas do ar(que muitos acham ser espíritos) para realizar seus feitos. Eles também tem bastante habilidade para lidar com as numenera e preferem qualquer coisa que os protejam ou que permita atacar à distância. Iniciam com M 7, S 9 e I 12, com seis pontos para dividir entre eles.

Jack

Resultado de imagem para numenera jack

Exploradores e aventureiros, eles são um meio termo entre as duas classes anteriores. Similares aos ladinos de D&D e Pathfinder, eles contam com sua flexibilidade e esperteza para atingir seus objetivos. Gostam de numeneras sutis, capazes de permitir comunicação entre o grupo, botar adversários para adormecer, atravessar paredes…São tão equilibrados que iniciam com 10 em todos os seus atributos e contam ainda com os seis pontos para distribuir.

Descritor

O adjetivo dá um sabor a mais ao personagem e oferece alguns bonus também. O livro oferece uma lista de adjetivos e seus efeitos associados, assim como detalhes a respeito de equipamento, contatos com a aventura inicial e desvantagens.

Por exemplo, um Jack que tenha o adjetivo clever(esperto), recebe um bonus de 2 em  Intellect, é considerado treinado em perícias envolvendo trapaça e mentiras, mas tem dificuldade em testes envolvendo conhecimento(não gostava de estudar). O personagem inicia com dinheiro extra e, como gancho ele tem quatro opções. Uma delas, ele se envolve por achar que renderá grana extra.

Foco

Ele é a cereja do bolo do personagem, o que o torna único. Esta parte da frase estabelece as conexões do personagem, oferece mais equipamento, bonus para resultados críticos em testes e outras habilidades ganhas à medida que o personagem evolui.

Se pegarmos o Jack citado anteriormente, podemos pegar o foco “carrega uma aljava”(carries a quiver) como foco. Isso o define como um especialista em arcos ou bestas. O foco garante um amigo entre os personagens, que o presenteou com o arco(ou besta). Outro PJ(escolhido secretamente), será o cara que sempre será atingido quando você tiver falha(ele sempre fica no meio). Ele também ganha efeitos diferentes em sucessos excepcionais(menor: atinge um tendão ou músculo do alvo; maior: prende ele com a flecha) e também pode fazer suas próprias flechas, além de aumentar o dano das mesmas aplicando Effort.

Assim temos:

Eu sou um Jack esperto que carrega uma aljava.

Personalização

Numenera permite uma grande gama de personalizações e estabelecimento de bases para criação de situações interessantes. Mas na criação dos personagens, ele dá várias idéias para deixar seu personagem único. Por exemplo, um Glaive não precisa ser apenas um cara bem treinado: ele pode ter sido uma pessoa criada em laboratório(seja como um ciborgue ou por engenharia genética) na era antiga e despertando agora para este novo mundo. Há várias opções para ajudar jogadores e mestres a para criar personagens únicos.

Resultado de imagem para numenera character
Como essa Glaive aqui.

O Sistema

Duas coisas são necessárias para saber sobre o sistema:

  1. O jogador faz TODOS os testes(mesmo quando está sendo atacado).
  2. Não existe dado para dano(ele já é estabelecido como um número)

Os testes são realizados com o D20 com base em uma dificuldade estabelecida. O número a ser testado é o triplo da dificuldade. A tabela a seguir resume bem isso.

Resultado de imagem para numenera difficulty

Os testes são feitos após definidas as perícias, habilidades e circunstâncias que irão afetar a dificuldade. O uso de Effort também influencia aqui. Dependendo da combinação, a dificuldade pode chegar a 0, onde nenhuma jogada precisa ser feita.

Em combate, a dificuldade dos testes é feita com base no Tier(os níveis daqui) do oponente. Um oponente de nível 2 terá dificuldade 6 para lidar.

Lembrando: o jogador faz os testes. Quando ataca, ele rola os dados para atacar. No turno do oponente, ele meramente lança os dados para se defender. O dano é decidido com base na arma. Uma faca tem dano 1 e esse é o que você deve registrar. O dano é reduzido pela armadura. Em combate, circunstâncias podem diminuir a dificuldade. Se estiver em uma posição mais alta, você pode diminuir a dificuldade em um passo.

E há os resultados críticos. Rolando um 19 natural, você gera um efeito menor(como os citados anteriormente) e um 20 natural, um maior. Um 17 ou 18 pode resultar apenas em dano adicional.

O jogo também adota o d10 para porcentagens, mas oferece uma alternativa usando o d20.

O livro

Numenera introduz passo a passo tudo o que você precisa saber, detalhando mais em capítulos mais avançados, de forma a não sobrecarregar jogadores e mestres. O livro também tem em cada página, referências a outros capítulos e seções para ajudar o leitor a achar o que precisa para entender o que está ali. O mundo, a sociedade e suas diferentes organizações, tudo está lá.

E, mais importante, as tabelas envolvendo medidas e distâncias tem medidas de polegadas e também seguindo o sistema numérico.

Ele também conta com uma seção para o mestre, com informações para melhor conduzir uma aventura, inclusive trazendo quatro aventuras para o mestre começar bem.

Ele encerra com um passo a passo resumido a criação de personagens, além de várias fontes de inspiração para Numenera.

Infelizmente, ele não conta com um bestiário, tendo que ser adquirido à parte.

E no Brasil?

A editora New Order, que também detém os direitos de Pathfinder e Starfinder, já publica o livro no Brasil. A editora vende os livros e suplementos tanto em pdf quanto no formato físico. Seguem os links para adquirir os livros:

 

 

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: