Sexta, 31 De Agosto De 2018

Notícias sobre Filmes, Séries e Netflix

Resenha РPantera Negra Uma Nação Sob Nossos Pés (Ta-Nehisi Coates)

 
Pesada √© a cabe√ßa de quem usa a coroa. Tal ditado popular n√£o poderia ser mais verdadeiro quando se trata do reinado de T’Challa, o atual Pantera Negra e rei do pa√≠s africano de Wakanda.
Ap√≥s ser criado por Stan Lee e Jack Kirby nas p√°ginas do Quarteto Fant√°stico na d√©cada de 60, sendo o primeiro her√≥i negro da editora Marvel, o personagem nunca teve uma vida f√°cil, j√° que: ingressou no Vingadores como espi√£o contra a equipe; sempre teve que defender sua na√ß√£o da amea√ßa dos pa√≠ses estrangeiros, j√° que o reino fict√≠cio de Wakanda √© a √ļnica na√ß√£o africana que n√£o foi colonizada em nenhum momento da hist√≥ria; casou-se com a mutante Tempestade; viu seu reino ser atacado pelo poderoso vil√£o Doutor Destino; teve a capital do pa√≠s literalmente afogada pelo pr√≠ncipe Namor; teve que se divorciar de sua esposa; perdeu a coroa para sua irm√£; transformou-se no rei dos mortos e guardi√£o dos esp√≠ritos de seu povo; se viu obrigado a ingressar nos Illuminati, dando as costas assim para Wakanda em seu momento de maior necessidade visando salvar todo o universo.
S√£o muitas cicatrizes que T’Challa carrega. E cada cicatriz dessa nos leva √† atual fase do personagem, escrita pelo autor americano Ta-Nehisi Coates, publicada em 03 volumes pela editora Panini Comics. Contando a saga com o melhor t√≠tulo dos √ļltimos tempos: UMA NA√á√ÉO SOB NOSSOS P√ČS.
Resultado de imagem para imagem pantera negra uma nação sob nossos pés
Primeiramente, e isso √© essencial informar, a hist√≥ria que temos em m√£os n√£o √© um bom ponto de partida para o leitor que quer ter um bom panorama do que est√° acontecendo com o Pantera Negra. Para entendermos o que est√° acontecendo at√© ali, precisamos saber que: O rei T’Challa foi substitu√≠do pela sua irm√£ Shuri como regente e dono do t√≠tulo Pantera Negra (um t√≠tulo r√©gio que vem com o merecimento e a capacidade de ser o representante f√≠sico do deus pantera); T’Challa teve que salvar o universo junto com o Senhor Fant√°sticos, Homem de Ferro, Doutor Estranho, Fera e o Hulk (os illuminati), por√©m, ao fazer isso, teve que sacrificar Wakanda e sua irm√£ Shuri, que foram atacados pela Ordem Negra do vil√£o Thanos; e, com a morte de Shuri, T’Challa voltou a ser rei, mas com a desconfian√ßa do povo, que o v√™ mais como um her√≥i americano, n√£o o rei que deve comandar uma na√ß√£o.
Há um breve resumo disso no primeiro volume lançado pela Panini Comics (148 páginas, capa dura,formato americano 17 x 26 cm, preço de capa: R$ 29,90), porém, é muito breve para entendermos todos os fatos que levaram a história de Coates.
Resultado de imagem para a nation under our feet pictures
Quando come√ßamos a hist√≥ria em si, vemos que Wakanda est√° em ebuli√ß√£o: os s√ļditos desconfiam de seu rei, agentes querem a queda da dinastia do Pantera Negra para que possam assumir o controle, as Dora Milaje (guardas pessoais dos reis wakandanos) se rebelaram contra a corrup√ß√£o do pa√≠s e saem derrubando tribos que s√£o dominadas por homens corruptos, com o seguinte lema HOMEM ALGUM (deixando claro que pessoa nenhuma pode ter tanto para si mesma).
Ou seja, n√£o estamos diante de um quadrinho comum, onde tudo √© bem detalhado sobre quem √© do bem e quem √© o vil√£o da hist√≥ria. Coates aqui n√£o se preocupa em fazer um quadrinho pol√≠tico, ele se ocupa em debater a pol√≠tica e a forma de poder de um her√≥i, situa√ß√£o pouca vista em t√≠tulos voltados ao grande p√ļblico. E quando o Autor quer debater pol√≠tica, ele acerta como ningu√©m. Temos debates aprofundados e usados na pr√°tica sobre a inefici√™ncia do campo das ideias no mundo real, assim como a brutalidade da realidade quando desprovida de ideias. Debate-se formas de governo, uso de cidad√£os comuns em revoltas sangrentas, o peso que √© ser rei e as p√©ssimas companhias que o regente tem¬† que conhecer para que possa governar.
O leitor que pega apenas essa resenha para se informar pode pensar que √© uma hist√≥ria onde a a√ß√£o √© inexistente. Est√° errado. O clima de tens√£o √© constante, tornando palp√°vel o esgotamento de T’Challa e h√° muitas cenas de a√ß√£o. Talvez, a√≠ est√° o fraco da publica√ß√£o.
Contando com os desenhos de Brian Stelfreeze e do veterano Chris Sprouse (criador de Tom Strong ao lado de Alan Moore), os dois desenhistas se revezam de forma satisfat√≥ria visando manter a unidade narrativa da obra. Mas isso n√£o √© suficiente. Enquanto a caracteriza√ß√£o dos personagens √© √≥tima, o desenho dos dois falha miseravelmente nas cenas de a√ß√£o. Sejam nas mais simples, como nas mais complexas. Quando chegamos no volume 03, onde a revolta contra T’Challa se transforma em um ex√©rcito √†s portas de Wakanda, as cenas de guerra s√£o as mais decepcionantes poss√≠veis, transformando o que seria um momento de catarse para a trama em apenas mais um conflito sem peso. Decepcionante.

Resultado de imagem para a nation under our feet pictures
Infelizmente, a sequência de quadros para os momentos de ação é o mais fraco do gibi, diminuindo o bom trabalho do roteiro.

Por√©m, os problemas no desenho da saga n√£o s√£o os √ļnicos. H√° momentos onde parece haver uma forte imposi√ß√£o editorial da editora, principalmente, no momento que Luke Cage, Misty Night e Tempestade aparecem para fazer um salvamento de T’Challa. S√£o participa√ß√Ķes gratuitas que diminuem a hist√≥ria.
Outro ponto fraco est√° na forma como foi publicada, seguindo o modelo dos encadernados americanos. Infelizmente, por volume de 148 p√°ginas de cada 03 edi√ß√Ķes, apenas 100 p√°ginas s√£o voltadas para a hist√≥ria de Ta-Nehisi Coates. Muito pouco para uma trama que demanda sua conclus√£o o mais breve poss√≠vel. Por sorte, a editora Panini lan√ßou os 03 volumes que preenchem a primeira fase no segundo semestre de 2017, tornando de f√°cil acesso ao leitor. Falando em trabalho editorial, a Panini, muito para preencher espa√ßo em mais um encadernado de capa dura, utiliza p√°ginas para republicar hist√≥rias importantes do Pantera Negra, como a sua origem com o Quarteto Fant√°stico, dois cap√≠tulos da fase Jungle Action, e, por √ļltimo, a fase do Pantera Negra nos Novos Vingadores pro Jonathan Hickmann.
Contando com um roteiro pol√≠tico eficiente em sua maior parte, com desenhistas que infelizmente n√£o ajudam nas cenas de a√ß√£o e com a necessidade de repaginar o personagem para futuras adapta√ß√Ķes no cinema, PANTERA NEGRA UMA NA√á√ÉO SOB NOSSOS P√ČS √© uma leitura essencial para os leitores da Marvel.
Resultado de imagem para imagem pantera negra uma nação sob nossos pés
 
PS: A fase de Ta-Nahisi Coates é boa, mas não chega aos pés da reinterpretação do personagem promovida por Reginald Hudlin e John Romita Jr em 2005. Essa, sim, a verdadeira reinterpretação que o personagem precisava.
Resultado de imagem para foto pantera negra john romita jr

Posts Relacionados
%d blogueiros gostam disto: