Não deixe de conferir nosso Podcast!

Crítica | My Dress-Up Darling, Primeira Temporada

Resenha crítica da primeira temporada de um dos animes de maior sucesso da temporada My Dress-Up Darling, sem spoiler!
My Dress Up Darling
CloverWorks/Crunchyroll

Resenha crítica da primeira temporada de um dos animes de maior sucesso da temporada My Dress-Up Darling, sem spoiler!

Em terras japonesas, as temporadas de produções televisivas são conhecidas como “cours” e são organizadas conforme a programação tradicional da televisão de lá. Elas são distribuídas de acordo com as quatro estações do ano: verão, primavera, inverno e outono.

 

A última temporada de verão de animes deu estreias muito interessantes, muitas das quais podem ser vistas em transmissão simultânea logo após a transmissão original. Uma das novidades dessa temporada que chamou muito minha atenção foi ‘My Dress-Up Darling’ (‘Sono Bisque Doll wa Koi wo Suru’), uma comédia romântica que já é um best-seller no Japão e está devorando pesos pesados como ‘Attack on Titan’ (‘ Shingeki no Kyojin’).

Mas vamos do começo. ‘My Dress-Up Darling’ é um anime “slice of life” com alguns bons toques de comédia romântica que gira em torno da boa química dos seus protagonistas.

Wakana Gojo é um estudante do ensino médio muito introvertido, sem amigos ou outros hobbies além de fazer bonecas tradicionais japonesas (bonecas Hina), que da noite para o dia tem a vida mudada completamente quando Marin Kitagawa, uma garota popular e bastante barulhenta – que é uma fanática por cultura pop japonesa, descobre que ele sabe costurar e o convence a ajudar seu cosplay de um dos seus personagens favoritos. Marin é o completo oposto de Wakana Gojo e aos poucos ela o tira de sua zona de conforto, mostrando a ele um mundo completamente novo enquanto a relação entre os dois se torna cada vez mais próxima.

Mas ‘My Dress-Up Darling’ não fica apenas no interesse amoroso dos protagonistas. Ele aborda o mundo dos cosplayers e costura com muito carinho, explicando todo o trabalho intenso e difícil que é preparar esses figurinos e acessórios, mostrando que a vida de cosplayers não é apenas se vestir de seus personagens favoritos. É maior que isso.

Um dos pontos que mais me tocou assistindo a primeira temporada do anime é justamente isso, como ela explora esse mundo e a importância de cada pequeno detalhe na hora de fazer cosplays. Escolher o tecido certo, estilizar a peruca ou até mesmo decidir o ângulo certo para as fotos são extremamente importantes e ‘My Dress-Up Darling’ nos mostra que se consegue fazer um bom cosplay mesmo você sendo um novate neste mundo tão incrível.

A outra coisa muito bem criada do anime é a química entre seus personagens. Wakana e Marin são polos opostos e seguem a tradição e o tom de outras comédias românticas como ‘Lovely Complex’ ou ‘Toradora!’, mas a diferença é que os dois fazem isso na medida certa.

Embora ‘My Dress-Up Darling’ seja um anime divertido e bem escrito com um tom jovial no geral… infelizmente, muito se gasta com o fanservice. É verdade que em muitas ocasiões as situações são desenhadas assim para deixar Wakana nervoso e trazer à tona o quão tímida e inexperiente ele é na vida, mas há momentos em que os planos sexualizam as personagens femininas (especialmente Marin). Eu fiquei desconfortável em algumas cenas, especialmente considerando que todos esses personagens são menores.

Porém, o anime compensa com o humor e o fato de Marin ter uma personalidade e uma alegria contagiantes, mas o número de vezes que ela aparece sexualizada e a animação se debruça sobre isso é um pouco cansativo. Porque a animação é muito bem feita, principalmente considerando que se trata de uma série, principalmente os momentos “eyecandy”. Mas é uma opinião minha, um homem hetero e quase careca. Muita gente gosta e não tem qualquer problema com isso. Então segue o baile.

É bem possível que justamente por isso tenha se tornado  um dos animes mais comentados da temporada, e até mesmo ‘Shingeki no Kyojin’ chegou a comer poeira em popularidade nas enquetes da internet. Claro que isso não caiu muito bem com os fãs do Eren Jaeger e companhia, que amaldiçoaram ‘My Dress-Up Darling’ chamando-o de “trash for simps”. Que em uma tradução livre seria algo como: “lixo para pervetidos”. Fandom é uma coisa bem perigosa às vezes, não acha? (risos)

Esse sucesso não permanece apenas no anime, o mangá escrito e desenhado por de Shinichi Fukuda, no qual o anime se baseia, já está varrendo o Japão por meses, tanto que os volumes estão sendo reimpressos constantemente. Por enquanto o mangá tem apenas 8 volumes, mas como resultado de sua série animada se tornou um dos mais vendidos do país.

O ponto mais alto do anime para mim, foi sua animação. É de tirar o fôlego. As cores, a fotografia, aqueles momentos comuns que animes “slice of life” têm em comum. Tudo é bem desenhado e animado.Você simplesmente dá pause e fica apreciando a cena.

Por fim, acredito que a vida ‘My Dress-Up Doll’ ainda vai durar por um bom tempo. A CloverWorks que está encarregada desta primeira temporada de 12 episódios, é muito possível que anuncie uma segunda temporada logo. O anime é sucesso no mundo todo.

 A primeira temporada de ‘My Dress-Up Doll’ está disponível dublada e legendada no Crunchyroll. Recomendo muito!

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.