Não deixe de conferir nosso Podcast!

His Dark Materials | Crítica – 1ª Temporada – Episódio 4, precisamos de paciência

Lin-Manuel Miranda e o esperado Panserbjørne se juntam a Lyra em His Dark Materials, mas a série perde ritmo.
His Dark Materials
Lyra Belacqua (DAFNE KEEN), Iorek Byrnison - (C) BBC/HBO (Divulgação)

Apesar de ser um episódio em que os personagens andam e correm de um lado para outro em grande parte por uma pequena e lamacenta cidade antes de sua expedição para o norte para combater os Gobblers (Papões), a história de His Dark Materials começou a parecer bem fiel ao livro, mesmo eu sentindo que foi um episódio cansativo. E também pelo fato que agora todos nós sabemos o futuro do Duda Dursley (Harry Melling), o primo do Harry Potter.

His Dark Materials
Reprodução

Lyra está correndo para o norte e vai encontrar apenas o terror lá, isso consigo falar sem estragar a diversão de vocês e precisa de mais pessoas, animais ou bruxas para lhe ajudar nesta busca. O episódio quatro trouxe a luz de dois personagens a muito esperado por grande parte dos fãs da saga, Lee Scoresby interpretado pelo sempre animado Lin-Manuel Miranda e o urso blindado Iorek Byrnison, o Panserbjørne – que na tradução brasileira ficou Urso de Armadura (Joe Tandberg). Hester, a deamon do Lee é dublada pela atriz Cristela Alonzo. Mas será que esses dois estão disposto em ajudar uma criança que nunca viram?

Lee
Lin-Manuel Miranda (Lee Scoresby), Reprodução.

As coisas estão acontecendo, Lyra mostrando que já sabe ler o aletiômetro, algo impensável de uma criança fazer. Ela também está sentindo mais segura com o Gípicios já que os seus propósitos encontraram um denominador comum. Finalmente Serafina Pekkala é mencionada na trama. As coisas estão acontecendo.

Além da movimentação ser completamente em Trollesund, o Magisterium também aparece para azedar as coisas com a Sra. Coulter (Ruth Wilson), ela finalmente mostra que tem poder dentro da igreja, mesmo a igreja pensando que são eles que estão a controlando.

Pela primeira vez, sentimo que a história de Lyra, com Dafne Keen segurando as pontas enquanto procura reforços e encontra Iorek e Lee.

Vou destacar um pouco como Lin-Manuel conseguiu seu papel, ele simplesmente mandou cartas para o roteirista Jack Thorne e para a produtora-executiva Jane Tranter, e embora não seja muito parecido com Lee Scoresby nos livros – um texano bastante taciturno e caloroso, com um bigode enorme – sua versão mais otimista e carismática do aeronauta é incrível. Do elenco principal, talvez ele seja o único que não precisou fazer teste.

E há o Urso. Uma das criações mais duradouras e amadas de Pullman em His Dark Materials foi a história de panserbjørne, ursos polares gigantes inteligentes, apaixonados por metais e guerra (basicamente como anões de Tolkien, mas mais em risco de mudanças climáticas), e eles foram trazidos à vida brilhantemente na tela.

Embora agora possamos nos acostumar com o impressionante trabalho de efeitos visuais que a empresa FX Framestore e a equipe que trabalha em His Dark Materials fizeram nos daemons de todos os personagens (mesmo que, como sempre, haja a sensação estranha de que poucos personagens de fundo os têm), eles se destacam na feitura do Iorek Byrnison. Realista, pesado com músculos e (implausivelmente) falando com outros personagens sem parecer uma criação de CGI sem vida. O urso me convenceu.

Iofur (Reprodução)

Felizmente, nas próximas semanas, quando encontrarmos mais ursos de armaduras ainda mais impressionantes, podemos esperar que o padrão dos efeitos permaneçam tão alto. Mas com exércitos de bruxas voadoras, os Papões, Bolvangar e Svalbard ainda estão por vir. Mas é hora da virada, a série precisa dar a sensação de perigo, guerra e ação que estamos esperando. Chega de ter paciência.

Para saber mais sobre His Dakr Materials, acompanhe nosso site. A série está disponível na HBO.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.