Não deixe de conferir nosso Podcast!

Lista | Melhores quadrinhos da história da DC Comics

Conheça a lista definitiva dos melhores quadrinhos da história da DC Comics!
DC Comics
Best DC Comics stories.- Kingdom Come, All-Star Superman, The New Frontier (Image credit: George Marston / DC)

Conheça a lista definitiva dos melhores quadrinhos da história da DC Comics!

As melhores histórias da DC Comics de todos os tempos apresentam heróis como Superman, Batman, Mulher Maravilha, Aquaman e o resto da Liga da Justiça. Mas quantos dos lendários contos de quadrinhos por trás desses heróis você já leu?

Seja você um fã veterano da DC que está procurando reler alguns quadrinhos favoritos ou um leitor novo procurando mergulhar os dedos dos pés nos quadrinhos que começaram tudo, aqui estão as escolhas do site Newsarama para as melhores histórias da DC Comics de todos os tempos.

Superman – O Que Aconteceu Ao Homem de Aço?

Superman
DC Comics

Publicada pela primeira vez em Superman (1939) n° 423/1986 – DC Comics em 1997, Lois Lane Elliott, agora casada, mãe e uma feliz dona de casa, recebe um repórter do Planeta Diário e relembra os acontecimentos de dez anos antes, quando o mundo viu o Superman pela última vez e este teve sua maior e derradeira aventura. Clássica aventura que serviu de despedida para o Superman Pré-Crise (1938-1985) e para o lendário editor Julius Schwartz, ícone da Era de Prata dos quadrinhos.

Com roteiro de Alan Moore, desenho de Curt Swan e cores de Geoge Pérez. Nada mais que uma obra-prima. Com os eventos de Crise nas Infinitas Terras  efetivamente encerrando a Era de Prata, Julius Schwartz imaginou que seus dois últimos números editando a linha do Superman seriam os últimos da história da humanidade. Em duas edições curtas, Alan Moore criou um roteiro através da história do Superman que incluía seus vilões mais temíveis e seus amigos mais próximos.

E, finalmente, ele dá ao homem que tem tudo a única coisa que lhe faltava: um final perfeito. Parte da razão pela qual este é um tributo tão perfeito ao Homem de Aço é que o lendário artista Curt Swan já desenhava o quadrinho desde 1948.

Alan, Julius, Curt e George homenageiam o legado de um dos maiores heróis do mundo, ao mesmo tempo em que torcem o nariz para as mudanças de continuidade que ocorreriam dali para frente com o personagem.

Você encontra o  Superman – O Que Aconteceu Ao Homem de Aço? clicando aqui

 

DC Graphic Novels. Flash. O Retorno de Barry Allen

 

Flash
DC Comics

Na esteira de Crise nas Infinitas Terras, Wally West se tornou o novo Flash, graças a morte de Barry Allen. Porém, essa transição não foi tão aceita pelo público e crítica, no entanto. Wally West apenas conseguiu o reconhecimento quando o roteirista Mark Waid começou sua jornada histórica no Flash, dando a Wally a profundidade que seu antecessor muitas vezes não tinha.

Embora seja difícil argumentar que houve uma pausa na execução original do Flash de Waid, ‘O Retorno de Barry Allen’ é provavelmente seu ápice. Nesta história, Wally é confrontado com o retorno do falecido Barry Allen – uma história que, sob a caneta de outro escritor, poderia ter sido uma tragédia editorial sem precedentes, mas para Waid, foi um exame da ascensão de Wally ao verdadeiro heroísmo, e o momento que solidificou ele como o único verdadeiro Flash.

Ao longo de seis edições, Wally e Barry lutam para saber quem deveria ser de fato o verdadeiro Flash até que a verdade do retorno seja revelada. Escrito em um estilo de conversa que lembra Wally contando a história para um amigo, é tanto uma conversa entre Waid e os leitores sobre legado e heroísmo quanto entre os personagens. Ouro puro.

‘O Retorno de Barry Allen’ é uma espécie rara nos quadrinhos atuais, misturando uma perspectiva de homem comum narrando seu modo de enxergar o mundo ao redor, tornando o quadrinho um dos exemplos de narrativa de super-heróis do final do século 20, e um das melhores histórias da DC de todos os tempos.

Você encontra DC Graphic Novels. Flash. O Retorno de Barry Allen, clicando aqui.

DC Graphic Novels. Novos Titãs. O Contrato de Judas

Jovens Titas
DC Comics

Escrita em 1984, por Marv Wolfman e ilustrada por George Perez (criadores do time dos Jovens Titãs dos anos 80) e Dick Giordano, o arco começa na edição número 42 do título Tales of the Teen Titans, e conta com quatro partes: Os Olhos de Tara (ou Dana, como nas revistas da editora Abril) Markov; Traição; A Saga de Um Mercenário, concluído na Anual número 3: Contrato de Judas: Final.

A História começa com algumas imagens dos Titãs em sua vida social sendo enviada para ninguém mais ninguém menos que o Exterminador, diretamente pelas lentes de contatos especiais usadas por Tara Markov, vulgo Terra, uma Titã recém-chegada. Mas Ravena começa a desconfiar, sempre sentido dentro de Tara uma fúria, que disseminada durante uma sessão de treinamento na Torre, quase a denunciando. Tudo não passa apenas de uma armação para que o Exterminador consiga acabar com os Titãs e honrar o contrato de seu filho Grant Wilson, o Devastador, com a Colmeia, que ele assumiu depois que ele morreu em uma luta contra os Titãs, e Tara está servindo de espiã.

Tara e o Exterminador acabam sabendo de todos os segredos dos Titãs e isso gera uma parada muito bem desenhada e escrita. No auge de suas energias criativas, as histórias de Wolfman e Perez eram sobre os indivíduos únicos que compunham os Titãs. Todos os personagens são tão fortes que a introdução de um curinga como Terra para a equipe foi uma ótima maneira de agitar a DC Comics para sempre.

Você encontra DC Graphic Novels. Novos Titãs. O Contrato de Judas, clicando aqui.

Lanterna Verde – A Guerra dos Anéis 

Lanterna Verde
DC Comics

Recrutando somente seres com a capacidade de inspirar grande terror, o antigo lanterna verde Sinestro – banido da tropa por utilizar seu anel para o mal – domina os poderes da luz amarela do medo e monta um exército que rivaliza em força com a lendária Tropa dos Lanternas Verdes. Assim como os gladiadores esmeralda, a Tropa Sinestro busca levar ordem a um cosmo cada vez mais caótico, mas seus planos para tanto incluem colocar toda e qualquer civilização de joelhos!

Aliado a alguns dos mais poderosos vilões da existência – incluindo o Antimonitor, o Superman Primordial e até mesmo Parallax, a criatura de medo que possuiu Hal Jordan no passado – Sinestro não se deterá por nada até estabelecer sua pretensa nova ordem universal. A batalha rasga os céus enquanto a tropa do medo ataca os lanternas disposta a destruí-los, junto a tudo o que representam. 

Somente os mais destemidos e tenazes serão capazes de deter a Tropa Sinestro antes que todo o universo caia sob o domínio cruel do korugariano! Os aclamados Geoff Johns (Lanterna Verde, Liga da Justiça) e Dave Gibbons (The Originals, Watchmen) se unem aos artistas Ivan Reis (Liga da Justiça), Patrick Gleason (Batman & Robin), e Ethan Van Sciver (Batman – Cavaleiro das Trevas) para contar a mais trágica história presente no Livro de Oa.

Você encontra Lanterna Verde – A Guerra dos Anéis, clicando aqui

 

Batman: The Dark Knight Returns

 

Batman
DC Comics

Mais de 30 anos após seu lançamento original em quatro partes, O Retorno do Cavaleiro das Trevas de Frank Miller, Klaus Janson e Lynn Varley é inegavelmente uma das histórias mais poderosas do Batman já contadas. Um conto violento encenado por trás de um cenário de paranóia da Guerra Fria e pesadelos de uma revolta adolescente, a série narra uma história de Bruce Wayne, que aos 55 anos de idade retorna da aposentadoria para combater o crime e enfrenta a oposição da força policial de Gotham City e o governo dos Estados Unidos. A história apresenta Carrie Kelley como o novo Robin e culmina com um confronto contra o Superman. 

Embora escrito e ilustrado quando Miller tinha apenas 29 anos, The Dark Knight Returns parece o trabalho de um homem muito mais velho. É um olhar sincero e cínico sobre o cenário da mídia na evolução dos anos 80, quando a TV se tornou mais voltada para os jovens e até as notícias começaram a se voltar para o entretenimento. 

Mesmo que o tempo e inúmeras questões de um Batman mais duro tenham suavizado o impacto original da visão pessimista de Frank Miller sobre o maior detetive do mundo, seu lugar na história dos quadrinhos não pode ser subestimado. Só por essa razão, ‘The Dark Knight Returns’ merece um lugar na biblioteca de todos os leitores ou não de quadrinhos. É uma obra além de seu tempo.

Você encontra Batman – The Dark Knight Returns clicando aqui.

 

DC: A Nova Fronteira

 

 

Badalada série de Darwyn Cooke lançada em 2004, vencedora de alguns dos maiores prêmios da indústria dos quadrinhos (Eisner, Harvey, Shuster) e inspirada no discurso de aceitação do presidente John F. Kennedy em 1960, A Nova Fronteira procura construir uma ponte entre a Era de Ouro e a Era de Prata, aproveitando-se do fim da Segunda Guerra Mundial no Pacífico, em 1945, para nos apresentar uma série de cenários sociais, políticos e ideológicos que levariam ao desmembramento da Sociedade da Justiça após o humilhante depoimento que prestam ao Comitê de Atividades Antiamericanas no período de “caça às bruxas comunistas” durante o macarthismo.

Para saber mais sobre A Nova Fronteira, leia a crítica completa aqui e compre aqui.

Você encontra DC: A Nova Fronteira clicando aqui

 

Superman – Grandes Astros – Volume 1

Superman Grandes astros
DC Comics

 

 

“Considero a série de quadrinhos Grandes Astros: Superman a história definitiva e mais tocante dele, tanto pelo fato de estar solta da continuidade exceto pela origem do herói quanto por, depois de outros escritores andarem em círculo, Grant Morrison escrever o ápice do Supes. Fazendo um sumário básico dessa série, Superman salva uma nave perto da superfície do Sol fazendo com que ele absorva muita radiação solar e gradativamente causa sua morte (além de dar impulsionada nos seus poderes e na sua inteligência) . E ele é dado um tempo limitado para viver. A partir daí o Supes tenta aproveitar seu tempo na Terra da melhor forma que pode.

Ele salva quantas vidas consegue. Mas, veja, o presente deste Superman não é só resgates, mas a promessa de um futuro melhor. Ele espalha quanto amor consegue, um amor de sensibilidade, quase paterno, pela Terra, o já mencionado Ágape. Veja, quando você cria uma pessoa tão poderosa quanto o Superman, como estabelecer riscos ou desafios para ele? Focando em batalhas intelectuais e emocionais e, principalmente, na sua batalha de melhorar o mundo e cuidar dos que ama. Apesar da iminência mórbida, Grandes Astros é um ode à esperança, à coragem, à verdade, à diversão, ao otimismo e à vida.” Leia o texto integral do ìtalo de Oliveira, aqui.

.

Você encontra Superman – Grandes Astros clicando aqui.

 

DC Graphic Novels Ed. 86 – Legião Dos Super-heróis – A Saga Das Trevas Eternas

Saga das Trevas Eternas
DC Comics

Aquela que é considerada por muitos fãs como a melhor história da Dc Graphic Novels Ed. 86 – Legião Dos Super-heróis – A Saga Das Trevas Eternas!

Escrita por Paul Levitz e desenhada principalmente por KEITH GIFFEN, este arco de histórias entrou para sempre na mitologia dos heróis do futuro da DC. Apresentando a volta de um grande vilão criado pelo Rei Jack Kirby, a saga das trevas eternas figura entre um dos arcos mais lembrados das melhores histórias da DC de todos os tempos! 

Originalmente publicado como Legion of Super-Heroes 290-294, de agosto a dezembro de 1982.

O todo poderoso Novo Deus Darkseid surge no século 30 com uma engenhosa trama para finalmente conquistar o universo. Usando seus fiéis lacaios para adquirir todos os artefatos místicos da época, ele ganha controle mental sobre uma raça de três bilhões de seres.

Agora, enquanto seu universo balança à beira do Armagedom, a futura Legião dos Super-Heróis reúne seu próprio exército de todos os campeões que já tiveram o status de legionários para lutar contra o Lorde das Trevas e seus soldados invencíveis.

Você encontra a Legião Dos Super-heróis – A Saga das Trevas Eternas clicando aqui.

 

Crise nas Infinitas Terras

Crise nas Infinitas Terras
DC Comics

A continuidade da DC até os anos 80 foi rica e nostálgica, mas cheia de inconsistências, levando ao primeiro megaevento real na história da empresa: o supremo e colossal Crise nas Infinitas Terras, que abalou a DC em sua essência, misturando suas linhas do tempo e anunciando o início de uma prática de reboot de continuidade a cada década desde então.

Apresentando a ameaça que tinha um horizonte infinito de poder, o Anti-Monitor, Crise nas Infinitas Terras reuniu dezenas de heróis de todo o Multiverso e foi o cenário das mortes chocantes de Barry Allen e Supergirl. Marv Wolfman e George Pérez fizeram mágica literalmente construindo um universo cheio de personagens e desenhando uma quantidade absurda de quadros em cada página que até hoje, pouco autores de quadrinhos conseguem fazer. Crise nas Infinitas Terras é ação do começo ao fim, onde Terras morrem e renascem num ciclo quase infinito. O resultado disso é que o quadrinho tem mais de 30 anos e é aclamado até hoje. Épico demais.

O legado de Crise nas Infinitas Terras  também não pode ser negligenciado, com a continuidade simplificada estabelecendo Wally West como o novo Flash, O Superman de John Byrne , Frank Miller e David Mazzucchelli criando Batman ‘Ano Um’ e Mulher Maravilha de George Pérez.

Você encontra Crise nas Infinitas Terras clicando aqui.

 

Reino do Amanhã

 

O Reino do Amanhã tem 20 anos e permanece indiscutivelmente com maior Elseworlds de todos. Escrito por Mark Waid e ilustrado pelo pintor (é isso mesmo, ele não pode de forma alguma ser chamado de ilustrador) Alex Ross, esta história se passa no futuro, após a aposentadoria forçada do Superman. Nesse mundo, os heróis têm características e lemas mais violentos, que lutam entre si tanto quanto lutam contra vilões. Nesse viés, o Superman é forçado a sair do seu esconderijo tentando ainda mostrar que o velho heroísmo é a melhor coisa para acabar com aquele novo mundo tão violento. Depois o Batman e a Mulher-Maravilha entram na parada e as coisas ficam literalmente apocalípticas.

Você encontra Reino do Amanhã clicando aqui.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.